Fundada em 10 de novembro de 1998


______________________________________________________________

 

Na foto acima vemos a Diretoria da Sociedade Amigos de Copacabana reunida com o governador Luiz Fernando Pezão.

Na foto acima vemos a Diretoria da Sociedade Amigos de Copacabana reunida com o prefeito Eduardo Paes.

Na foto vemos, da esquerda para a direita, vemos o engenheiro João Batista Veronesi Junior, Coordenador geral da Gerência de Vistoria Estrutural da Prefeitura do Rio de Janeiro, o arquiteto Silvio Henrique Coelho de Oliveira, Coordenador geral de Fiscalização de Manutenção Predial da Secretaria Municipal de Urbanismo, o engenheiro Antero Jorge Parayba e arquiteta Adriana Roxo, membros do Instituto de Engenharia Legal (IEL) e o Sr. Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, na palestra sobre a obrigatoriedade da realização da auto vistoria pelo condomínios.

Sua Santidade Papa Francisco recebe homenagem da Sociedade Amigos de Copacabana durante a Jornada Mundial da Juventude em 2013!


DIRETORIA:

Presidente

Horácio Magalhães

Vice-presidente

Antonio Costa

Diretora Administrativa

Claudia Maia

Diretor Social

Daniel Uram

Diretor de Comunicação

Mauro Franco

Diretor Tesoureiro

Milton Lima

Diretora Jurídica

Sheila Chantre


Registro Civil das Pessoas Jurídicas

nº 171.936

CNPJ nº 02.888.734/0001-84

Endereço p/ correspondência:

Av. N. S. de Copacabana nº 960 / 803 Copacabana- Cep. 22060-002

Tel: (21) 2287-6036

Cel.: (21) 99119-2880

e-mail: amigosdecopa@terra.com.br


PRÓXIMAS REUNIÕES DE 2014:

- 31 de julho;

- 28 de agosto;

- 25 de setembro;

- 30 de outubro;

- 27 de novembro e

- 18 de dezembro.

OBS: Todos esses dias são na última 5º feira de cada mês, exceto em maio, devido a um feriado, e em dezembro quando nós antecipamos a data devido as festas de final de ano.


As nossas reuniões são sempre na última 5º feira de cada mês, das 19 às 21:30h, exceto no mês de dezembro.

As nossas reuniões são abertas ao público! Participe!

As nossas reuniões são sempre abertas ao público em geral!


VISITE  NOSSO ÁLBUM DE FOTOS:


LINKS INTERESSANTES:

Foi um RIO que passou


APOIO:


A Sociedade Amigos de Copacabana faz parte dos seguintes fóruns:

- Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme;

- Conselho Distrital de Saúde da AP 2.1 (zona sul);

- Plano Estratégico da Cidade do RJ.


VOCÊ SABIA?

 

- Que Copacabana recebe diariamente mais de 150.000 correspondências;

- Que Copacabana consome 172.800 metros cúbicos de água por dia! São mais de 2 metros cúbicos por segundo!

 - Que Copacabana tem 6.426 ligações de água;

 - Que Copacabana tem 93.444 unidades residenciais/comerciais consumidoras de água.

- Que 2.200 ônibus passam por dia em Copacabana. São mais de 600 ônibus por hora!


Acompanhe as nossas ações nas redes sociais:

 

 

 


 

REINVIDICAÇÕES ATENDIDAS:

 

- Instalação de 200 novos bicicletários na Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro;

- Abertura da UPA de Copacabana;

- Reabertura da Rua Raimundo Correia;

- Tombamento do Parque Peter Pan;

- Instalação da Delegacia do Idoso;

- Manutenção da unidade de Copacabana do Programa Farmácia Popular;

- Preservação das características originais do Copacabana Palace Hotel;

- Tombamento da Galeria Menescal;

- Tombamento do Cinema Roxy;

- Tombamento da casa da Rua Souza Lima nº 171 e da Casa de Pedra da Rua Sá Ferreira;

- Implantação do Cartão Morador para os moradores cujos prédios não tenham garagem;

- Inauguração de uma Agência da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda para emissão de carteiras de trabalho, seguro-desemprego, captação de vagas, etc;

- Inauguração do Posto de emissão de carteiras de identidade e de motoristas do DETRAN;

- Ordenamento da feira livre da Rua Min. Viveiros de Castro;

- Manutenção do posto da Seção de Inativos e Pensionistas (SIP) do Exército no Forte de Copacabana;

- Obra para diminuição da ocorrência de língua negra defronte a Rua Santa Clara;

- Inauguração da estação Siqueira Campos e Cantagalo do Metrô;

- Manutenção e reinauguração das novas unidades do 19ºBPM e do Posto de Saúde João B. Barreto;

- Inauguração do posto de emissão do RIOCARD no Parque Garota de Ipanema;

- Reforma do Parque da Chacrinha;

- Troca e instalação de novos bicicletários na orla de Copacabana;

- Proibição da concessão para novos pontos de táxis em Copacabana;

- Inauguração das novas instalações do 5º Juizado Especial Civil de Copacabana;

- Troca e reforma dos aparelhos de ginástica da orla de Copacabana;

- Rearborização do bairro de Copacabana com o plantio de mais de 300 novas mudas;

- Pintura das faixas de pedestres de Copacabana que estavam apagadas;

- Câmeras da CET-RIO em Copacabana que tinham parado de funcionar voltam a funcionar.

 


COPACABANA, COMO TUDO COMEÇOU...

Conheça um pouco da história de Copacabana.

Na época em que ainda era habitada apenas por índios, toda a região que abrangia de Copacabana à atual Lagoa Rodrigo de Freitas, incluindo Ipanema e Leblon, era chamada por eles de Socopenapã, topônimo resultante da contração dos vocábulos de origem tupi socó-apê-nupã, empregados pelos índios para designar "o caminho dos socós".

Então abundante na região, o socó é uma espécie de ave pernalta que tem como habitat terrenos alagadiços, rios, igapós e lagoas como a existente no local. Grafado erradamente como Sacopenapã, neologismo adotado por sucessivas referências históricas, a expressão deu nome ao parque no aterro da margem norte da Lagoa (no trecho entre o Clube de Regatas Piraquê e a entrada do Túnel Rebouças) e sua corruptela mais recente Sacopã, por sua vez, denomina a rua íngreme que tem início na rua Fonte da Saudade e sobe o Morro dos Cabritos.

A denominação Sacopenapã persistiu até o século XVII, quando peruleiros - mercadores bolivianos e peruanos que vieram para o Brasil comercializar objetos de prata - trouxeram para o Rio de Janeiro uma réplica da imagem da Virgem de Copacabana, santa venerada pelos habitantes da península ao sul do Lago Titicaca, na fronteira entre a Bolívia e o Peru. Os pescadores que habitavam o lugar erguem então uma capelinha sobre a rocha, na qual a santa é entronizada, dando início ao culto a Nossa Senhora de Copacabana, que dá nome ao lugar.

Copacabana significa "Mirante do Azul", na língua falada pelos quíchuas, descendentes dos incas que habitavam a região da qual foi trazida a imagem. Em 1738 o santuário, situado sobre uma pedra na extremidade da praia onde hoje é o Posto Seis, encontrava-se então em ruínas. Salvo de um naufrágio numa viagem de regresso a Angola, milagre que atribui a Nossa Senhora de Copacabana, o bispo Dom Frei Antônio do Desterro promete reconstruir a capela em homenagem à santa, erguendo em 1746 uma igrejinha no mesmo lugar da antiga ermida. A igrejinha passa a atrair a devoção de pescadores e fiéis, tornando-se local de veneração e romarias durante quase 170 anos, quando é demolida (1914) para dar lugar ao Forte de Copacabana (hoje Museu Histórico do Exército).

Durante muitos anos, as terras arenosas e de vegetação baixa de Copacabana permaneceram desabitadas, devido às dificuldades de acesso por via terrestre. Somente iam até lá os que se dispunham a enfrentar uma longa jornada através das trilhas sinuosas rasgadas entre os morros que separavam o lugar de Botafogo, embora desde o século XVIII a região já estivesse integrada ao sistema defensivo marítimo da Cidade, com a construção do Forte do Vigia (1770), no alto do morro do Leme (280m), e do Reduto de Copacabana, sobre a rocha no local das atuais ruas Rodolfo Dantas e Inhangá. Essas fortificações atendiam à necessidade de proteger a Cidade de novas incursões de invasores franceses, holandeses e ingleses. No local do Forte do Vigia encontra-se hoje o Forte Duque de Caxias.

Na extremidade oposta da Ponta de Copacabana, a sudoeste do local onde foi erguida a igrejinha, ficava a Ponta do Arpoador, rocha conhecida por esse nome devido à pesca de baleias, cujo óleo era então largamente utilizado para iluminação das ruas e outras finalidades, vindas das frias águas ao sul. Por volta de 1858, a notícia de que duas enormes baleias brancas jaziam nas areias de Copacabana desperta a curiosidade das pessoas, começando a atrair a atenção dos habitantes da Cidade para a afastada praia, cuja principal via de acesso era então a Ladeira do Barroso (hoje Tabajaras), construída em 1855.

Antes mesmo da Proclamação da República, que tirou de São Cristóvão o status de local de residência da Família Imperial, Botafogo já era incontestavelmente o bairro mais procurado pela aristocracia e por todos os que possuíam fortuna. O estilo de vida dos mais abastados passara a associar uma noção de modernidade à posse de mansões em frente às magníficas enseadas da Zona Sul, razão pela qual, desde meados da década de 1880, a Companhia Ferro Carris do Jardim Botânico (CFCJB) pleiteava - pretensão partilhada pela influência de pessoas importantes como o Barão de Ipanema - estender suas linhas de bonde até Copacabana.

A renovação do contrato de concessão da CFCJB (1890) e a sua subsequente associação com o grupo de empresários da recém constituída Empreza de Construcções Civis (1891) resulta então na perfuração do Túnel Alaor Prata (Túnel Velho) no final da rua Real Grandeza, em Botafogo, pelo engenheiro José de Cupertino Coelho Cintra, considerado "o pai de Copacabana". É essa parceria que viabiliza a instalação dos trilhos e possibilita a chegada dos primeiros bondes, de tração animal, até a atual Praça Serzedelo Correia.

A primeira linha é inaugurada em 6 de julho de 1892, dando início à ocupação de do bairro de Copacabana, um paraíso cuja natureza ainda estava intacta, e integrando-o à Cidade que há apenas três anos deixara de ser a capital de um Império e assistiu ao exílio do seu Imperador. "Um imenso areal repleto de cajueiros e pitangueiras", como era descrito o lugar até o final do século XIX, começa então o seu inexorável processo de transformação em Copacabana, "a Princesinha do Mar".

Aberto o caminho para a ocupação, tem início o loteamento de terrenos. Em 1894, os trilhos dos bondes já atravessam metade do bairro, seguindo à direita pela praia e chegando até a Igrejinha, possibilitando a abertura de novas ruas. Datam dessa época Souza Lima, Sá Ferreira, Constante Ramos, Guimarães Caipora (atual Bolívar), Barão de Ipanema, Domingos Ferreira e outras, além do planejamento de inúmeros loteamentos. O ramal do Leme é inaugurado em 1900. Em 1903, bondes já movidos à eletricidade circulam por todo o novo bairro, da Igrejinha ao Leme.

A partir da remodelação urbana do prefeito Pereira Passos, obras de envergadura estendem-se além do Centro e da Avenida Beira-Mar. A perfuração do Túnel Novo, em 1906, facilita a integração do novo bairro à Cidade, encurtando o acesso à distante região do Leme e aumentando a demanda por terrenos. No mesmo ano, o início da construção da Avenida Atlântica - de início modesta, com apenas seis metros de largura - acrescenta extraordinário estímulo à incorporação de novos loteamentos, impulsionando ainda mais as vendas de terrenos e incentivando a ocupação de novas áreas.

Em poucos anos Copacabana passa a dispor de ampla infra-estrutura de serviços públicos: água, esgoto e iluminação a gás. A rápida urbanização valoriza a região, estimulando a construção de um sem número de casas e mansões. Em 1918, o bairro já apresenta configuração definida, com características residenciais. Tem 45 ruas, uma avenida monumental, dois túneis e quatro praças. Os dois trechos da Avenida Copacabana são interligados e em 1919 uma Avenida Atlântica duplicada e remodelada por Paulo de Frontin ganha moderno sistema de iluminação, que à noite a transforma em um "gigantesco colar de pérolas".

Nas duas primeiras décadas do século XX o bairro se consolida. No censo de 1920 sua população era de 22.761 habitantes. Em 1922, Copacabana alcança as manchetes nacionais, no célebre episódio do tenentismo conhecido como "Os Dezoito do Forte". No ano seguinte é brindada com a sua mais preciosa jóia arquitetônica, o Copacabana Palace, primeiro arranha-céu do bairro, um luxuoso edifício em estilo francês digno das mais avançadas metrópoles do mundo.

Em 1931 já existem vários prédios de apartamentos. A cultura e a boemia carioca, restrita até os anos 40 à Lapa e Cinelândia, no Centro da Cidade, tomam o rumo da Zona Sul. O bairro torna-se "chic" e ganha ares sofisticados, atraindo um comércio elegante. Instalam-se na região importantes galerias de lojas, restaurantes finos, cinemas luxuosos e bares da moda, além das famosas boates, cassinos e night-clubs que marcaram época.

Copacabana passa a ofuscar o Centro e os demais bairros da Cidade, atraindo personalidades e turistas do mundo inteiro e ganhando projeção internacional.

Cresce vertiginosamente o bairro que será o futuro berço da bossa nova, do colunismo social, dos cassinos Atlântico e Copacabana, dos centros comerciais, dos concursos de miss, dos shows internacionais, da boate Vogue, do Sacha's, do Flag's, do Le Bateau, do Beco das Garrafas, dos guarda-sóis coloridos, das pipas na areia, do futebol de praia, do jogo de peteca, do frescobol e do futevôlei, dos calçadões com desenhos ondulados e de tantas outras novidades.

Torna-se o lugar da moda, o palco de eventos históricos, o cenário de inúmeros filmes e o tema de clássicos da música. Ultrapassando fronteiras e alcançando fama mundial, o Mirante do Azul transforma-se na mítica Princesinha do Mar.
Constituindo-se em importante mercado de trabalho, o bairro passa a atrair grande quantidade de mão-de-obra barata. A partir da década de 1930, a ocupação de terrenos íngremes - que teve início com as reformas do prefeito Pereira Passos, ainda nas primeiras décadas do século XX - acentua-se dramaticamente, principalmente nos morros da Babilônia, Leme, Cantagalo e Pavão, formando comunidades de populações de baixa renda. Ao lado da proliferação de edifícios com quitinetes e apartamentos conjugados com áreas mínimas, segmentos de populações carentes e imigrantes ocupam irregularmente as encostas dos morros.

Nas décadas de 1940 e 1950, o bairro acelera seu processo de verticalização e adensamento populacional, facilitado pela liberação dos gabaritos das edificações, em 1946, para oito a 12 andares. Em 1950, Copacabana já é um importante subcentro e apresenta autonomia em relação ao Centro da Cidade. Entre 1945 e 1965 sua população quase dobra. Atraindo boa parte do comércio e do lazer de outras áreas, especialmente da região central, onde se concentrava a vida noturna da Cidade, o bairro transforma-se em uma verdadeira "cidade dentro da cidade".

A partir de meados da década de 1960, tomado por edificações de arquitetura pobre e caráter meramente especulativo, resultado de uma política de especulação imobiliária que visa unicamente à acumulação de capital, o bairro começa a perder prestigio e seus serviços deterioram-se. No início dos anos 70 já se nota um arrefecimento na explosão imobiliária. O congelamento dos aluguéis desestimula ainda mais a compra de habitações para renda. O período 1960-70 fica marcado por grandes investimentos no setor viário e pela realização de importantes intervenções, como a abertura dos túneis nas ruas Tonelero (Túnel Major Rubens Vaz) e Barata Ribeiro (Túnel Prefeito Sá Freire Alvim).

Na década de 1970, a Avenida Atlântica e a Praia de Copacabana são ampliadas - obras que exigem um imenso volume de aterro - ganhando um amplo canteiro central e um calçadão no lado edificado, com projeto paisagístico de Roberto Burle Marx. Em 1976, tem início os festejos do Réveillon, famosa festa de final de ano, considerada a maior do planeta, atraindo milhões de turistas do Brasil e de todas as partes do mundo para suas areias, com a deslumbrante queima de fogos.

Copacabana e Leme apresentam hoje feições modernas, após as obras do programa municipal Rio Cidade, com calçadas redesenhadas, iluminação especialmente projetada e ciclovias e quiosques ornando a praia. E não obstante o processo de emigração que vêm experimentando, inverso ao adensamento ocorrido até a década de 1970, os dois bairros apresentam índices de longevidade situados entre os mais altos da Cidade, além de uma das maiores concentrações de idosos do país, dados que evidenciam a qualidade de vida dos seus habitantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVAS REGRAS PARA O SISTEMA DE ESTACIONAMENTO "RIO ROTATIVO" AMEAÇAM ACABAR COM O BENEFÍCIO DO "CARTÃO MORADOR"!

A Prefeitura, através do Decreto nº 38.882 de 02 de julho de 2014, estabeleceu as regras que abrem caminho para a licitação do novo modelo de operação do sistema de estacionamento de vagas públicas, chamado “Rio Rotativo”.

No entanto, as novas regras anunciadas ainda não definiram se continua vigente, ou se foi revogado, o Decreto nº 24.417/2004 que implantou o “Cartão Morador” que permitiu com que os moradores de prédios que não tem garagem, possam estacionar nas ruas onde residem.

Bairros muito antigos da cidade, como Copacabana que no dia 6 de julho de 2014 completa 122 anos, tem vários prédios que não tem garagens.

A revogação do cartão morador por esse novo sistema trará sérios prejuízos aos moradores desses bairros.

Nós já enviamos ao Prefeito Eduardo Paes um pedido de que nas novas regras do RIO ROTATIVO seja mantido o Cartão Morador.

SOCIEDADE AMIGOS COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA ESCLARECER NORMA TÉCNICA QUE DETERMINOU QUE OBRAS REALIZADAS DENTRO DOS APARTAMENTOS DEVEM SER APROVADAS PELOS SÍNDICOS!

No dia 18 de abril de 2014 entrou em vigor a norma técnica NBR 16.280 desenvolvida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que especificou que todas as obras realizadas nos apartamentos, precisam de um projeto assinado por um profissional habilitado, arquiteto ou engenheiro. Segundo a norma, o projeto deve ser submetido ao síndico que poderá aprovar ou não a obra, com base em parecer técnico profissional.

Diante das várias dúvidas quanto a aplicação dessa norma, a Sociedade Amigos de Copacabana vai realizar uma reunião para esclarecer as dúvidas do síndicos e moradores.

Para esclarecer essas dúvidas a reunião contou com a presença do engenheiro Antero Jorge Parahyba e da arquiteta Adriana Roxo, membros do Instituto de Engenharia Legal (IEL).

POLICIA CIVIL REFORMA 12ºDP e 13ºDP!

Desde março de 2014 que nossa associação havía reclamado com a Chefia da Polícia Civil quanto á falta de conservação tanto da 12ºDP quanto da 13ºDP. O Chefe de Polícia Civil, Dr. Fernando Veloso, nos respondeu dizendo que em breve seria tomado providências, e de fato em junho começaram a reformar as duas DPs.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA PESQUISA SOBRE  COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana sempre buscando ouvir a opinião dos moradores sobre determinados assuntos referente ao bairro de Copacabana, esta realizando uma pesquisa de opinião online:

Para participar da pesquisa, basta clicar no link : https://pt.surveymonkey.com/s/BSJ8SYR.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM OS CANDIDATOS A GOVERNADOR!

 A Sociedade Amigos de Copacabana tem como hábito em todo período eleitoral convidar os principais candidatos ao governo do Estado do RJ para uma reunião com os moradores de Copacabana onde esses possam ouvir as propostas dos candidatos para o Estado para o bairro e para a cidade do RJ.

Nessa primeira reunião o candidato convidado é o Vice-governador do Estado, Luiz Fernando Pezão.

A data da reunião será dia 27 de março de 2014, 5º feira, das 19:30 às 21:30h, no auditório do Hospital São Lucas, na Rua Pompeu Loureiro nº 56, Copacabana (na entrada do estacionamento rotativo defronte ao SENAC!),

Entrada franca. Participe!

PREFEITURA ATENDE NOSSO PEDIDO E INSTALA NOVOS BICICLETÁRIOS EM COPACABANA!

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) em abril de 2014 começou a instalar nas principais vias do bairro 200 novos bicicletários. Essa uma reivindicação antiga nossa, pois é comum ver várias bicicletas presas em árvores e postes.

No dia 11 de março de 2014, a Sociedade Amigos de Copacabana participou de uma reunião com a SMAC e com a empresa IFLUXO para definir os locais onde seriam instalados esses novos bicicletários.

A reunião contou com a presença do Sr. Altamirando Morais, subsecretário municipal de meio ambiente, da Sra. Maria Lucia Navarro, gerente do programa cicloviário da SMAC, do Sr. Warner Vonk, da empresa Ifluxo, responsável, pelo projeto e o Sr. Daniel Orsi, assessor do subprefeito da zona sul.

ÚNICA RAMPA DE ACESSO À PRAIA NO POSTO 6 ESTÁ EM PÉSSIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO!

A única rampa de acesso (foto abaixo) à praia de Copacabana existente no posto 6 que esta em péssimo estado de conservação.

Essa rampa foi inaugurada pela então secretária municipal de meio ambiente, Rosa Fernandes, na gestão anterior.

No posto 6, a faixa de areia é mais baixa em relação ao calçadão, portanto os idosos e crianças tem dificuldade de acessar a praia com segurança é já há vários relatos de quedas.

Essa rampa foi a primeira de outras, no entanto, o restante ficou na promessa.

Há uma antiga escada de concreto (foto abaixo), mas no entanto esta não tem corrimão, o que propicia quedas.

Vejam também que os barraqueiros e frequentadores acabam construindo escadas improvisadas (foto abaixo).

Nós já pedimos providências à Secretaria Municipal de Conservação (SECONSERVA) no sentido de ver a referida escada reformada o mais rápido possível e também a construção de pelo menos mais 02 escadas semelhantes.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR OS IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO DE VÁRIOS HOTÉIS NO BAIRRO!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o impacto e as consequências do “boom hoteleiro” que está ocorrendo no bairro de Copacabana com a construção de mais de 12 hotéis, realizou uma reunião para discutir esses e outros assuntos de interesse do bairro.

Com o advento da chamada “demanda olímpica” que exige o oferecimento de determinado números de leitos para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016, a Prefeitura aprovou na Câmara Municipal do RJ a Lei Complementar nº 108/2010, que definiu novos parâmetros urbanísticos e novas normas de uso e ocupação do solo.

Um dos bairros que sofreu mudanças nos seus parâmetros urbanísticos foi o bairro de Copacabana que agora está vivendo um novo “boom” imobiliário com diversos empreendimentos hoteleiros sendo construídos e outros que vão ser construídos no bairro.

Dentre os hotéis que estão sendo construídos, ou vão ser construídos, são até o momento mais de 12 hotéis e outros estão por vir!!!

Os moradores estão preocupados com os possíveis impactos que esses empreendimentos podem vir a causar na qualidade de vida do bairro.

Há ruas de Copacabana onde estão sendo construídos 3, 4 hotéis, quase todos no mesmo quarteirão. Alguns hotéis estão sendo construídos defronte a ruas que tem ciclo faixas.

Um dos principais impactos que esse “boom” imobiliário pode causar é, sem sobre de dúvida, o impacto viário, pois hotéis são polos gerador de tráfego.

Mas há casos gritantes como o da construção de um hotel de 18 pavimentos na Rua Tonelero nº 202, cujo terreno tem somente 6 metros de frente!!!!

A Sociedade Amigos de Copacabana esta preparando um relatório com fotos para entrar com uma representação junto a Promotoria de Ordem Urbanística do Ministério Público do Estado do RJ para que este investigue como esta sendo feito o licenciamento desses hotéis e se esta sendo observado a legislação em vigor

BRS DIMINUIU O TEMPO DAS VIAGENS, AUMENTOU O NÚMERO DE PASSAGEIROS, AS EMPRESAS REDUZIRAM SEUS CUSTOS, ESTÃO FATURANDO MAIS, NO ENTANTO AS TARIFAS NÃO DIMINUEM E NEM COLOCAM AR CONDICIONADO NOS ÔNIBUS!

As temperaturas no RJ no final do inverno de 2012 já tinham batido a casa de 40º graus, e segundo disseram os meteorologistas naquela época, as temperaturas no verão deveriam ficar nesse patamar. Pois bem, passado esse tempo as previsões se concretizaram.

E mesmo assim os ônibus do RJ não continuam sem ar condicionado. Aliás, os poucos ônibus que tinham ar condicionado deixaram de ter! .Um absurdo!!!

O então secretário municipal de transportes e hoje subsecretário Alexandre Sansão, disse naquela época em reportagem do jornal "O GLOBO", que a SMTR estava “estudando essa questão com cuidado, por causa do impacto na tarifa.”

Ora, o próprio então secretário afirmou na reportagem que houve uma redução significativa no tempo de viagem das linhas de ônibus nas vias com BRS. Ele também disse que houve um aumento no numero de passageiros. Segundo o então secretário, aumentou em 5% o número de passageiros de ônibus na zona sul. Segundo disse ele ainda, são mais 6 mil usuários ou 12 mil embarques (viagens de ida e volta) a mais por dia nos BRSs de Copacabana, Ipanema e Leblon.

Portanto, podemos concluir que as empresas de ônibus diminuíram seus custos operacionais e estão faturando mais. No entanto, por outro lado as tarifas não diminuíram!!!! Então porque não se pode reduzir a tarifa?! Ou então ao invés de reduzir a tarifa, porque não poderiam compensar implantando ar condicionado nos ônibus?!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA COMEMORA 15 ANOS DE LUTA EM DEFESA DA MELHORIA E MANUTENÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE COPACABANA!

No dia 10 de novembro de 2013, a Sociedade amigos de Copacabana comemorou o seu 15º aniversário de existência!

Para comemorar essa data nós participamos no dia 10/11/2013, domingo, das 09 às 13h, da 35º FEIRA DE SAÚDE da Sociedade Amigos da Terceira Idade (SATI), no calçadão central da Av. Atlântica, posto 4, defronte a Rua Santa Clara, em Copacabana, com diversas atividades gratuitas de saúde como exames preventivos de pressão arterial, testes de glicemia, acuidade visual, identidade sanguínea, massagem terapêutica, avaliação nutricional e auditiva e campanhas de orientação sobre os cuidados com a saúde, etc.
O evento contou com o apoio da 5º Região Administrativa e da Guarda Municipal, Comlurb e CEDAE.


 
 SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA NOVA PALESTRA SOBRE A OBRIGATORIEDADE DA REALIZAÇÃO DE VISTORIAS TÉCNICAS NOS CONDOMÍNIOS DO RJ!

A partir de março de 2013, com o advento da promulgação da Lei Complementar nº 126 de 26 de março de 2013, os condomínios estão obrigados a realizar vistorias técnicas em suas edificações.

Os condomínios tem até o final do ano de 2013 para elaborarem a vistoria dos seus prédios e apresentarem à Prefeitura os seus respectivos laudos, sob pena de multa. No entanto, vários síndicos e engenheiros tem tido dúvidas sobre esse assunto, portanto a Sociedade Amigos de Copacabana realizou em outubro de 2013 mais uma palestra sobre esse tema.

Para abordar esse assunto contamos com a presença do teremos a presença do engenheiro João Batista Veronesi Junior, Coordenador geral da Gerência de Vistoria Estrutural da Prefeitura do Rio de Janeiro, o arquiteto Silvio Henrique Coelho de Oliveira, Coordenador geral de Fiscalização de Manutenção Predial da Secretaria Municipal de Urbanismo, o engenheiro Antero Jorge Parayba e arquiteta Adriana Roxo, membros do Instituto de Engenharia Legal (IEL).

SALA BADEN POWELL SEM AR CONDICIONADO, SEM ELEVADOR E COM A SAÍDA DE INCÊNDIO TRANCADA COM CADEADO!

No dia 07/09/2013, nossa associação esteve presente na Sala Baden Powell para assistir ao show do cantor João Mauro Senise quando fomos surpreendidos com o fato da sala estar há dias sem ar condicionado. Além desse absurdo, o elevador para cadeirantes e idosos também não estava funcionando! Para piorar ainda mais a situação, a saída de emergência estava trancado com cadeado!!!

Nós já cobramos uma solução imediata da Secretaria Municipal de de Cultura!

PREFEITURA AUTORIZA DEMOLIÇÃO DE CASA COM VALOR HISTÓRICO EM COPACABANA!

Nossa entidade tomou conhecimento que a Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) já autorizou a demolição de uma casa de nº 63 que faz parte do casario existente na Rua Silva Castro, em Copacabana.

A casa de nº 63 faz parte do casario de números 37A, 39, 43, 43ª, 45B, 49, 51ª, 55, 57ª, 57 e 61 e nós somos favoráveis a sua preservação pelo motivos abaixo explicitados.

O pequeno conjunto de casas edificado nessa rua remete a um típico de antigas casas de aluguel, inicialmente de um só proprietário para aferir renda. Salientamos que tanto a Rua Edmundo Lins, quanto a Rua Silva Castro, são as ruas secundárias mais antigas de Copacabana, abertas como travessas pelo Dr. Figueiredo de Magalhães para dar acesso ao seu sanatório de quem acessava o bairro pela Ladeira e Rua do Barroso, hoje Ladeira dos Tabajaras e Rua Siqueira Campos sem ter que ir até o caminho de Copacabana, hoje Av. Nossa Senhora de Copacabana.

As referidas casas aparentam a ser do início do séc. XX, possivelmente dos anos 10, e certamente já ultrapassaram os 100 anos, e mantém muito do estilo bangalô que foi o usado nas construções no início da ocupação do bairro pós chegadas dos bondes, indicando uma variação para o Bairro de Copacabana das antigas "avenidas" de bairros mais antigos como Botafogo, Catete, Tijuca, Catumbi etc.. onde as casas padronizadas eram viradas para via pública e não para uma via particular como acontecia nas antigas "avenidas" ou vilas.

Pela integridade do conjunto é necessário, ao nosso ver, a tutela dessas construções para não o perdermos.

Face o exposto, nos solicitamos ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade que examine a pertinência da manutenção e preservação desse casario.
 

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O ESTREITAMENTO DA FAIXA DE AREIA E OS IMPACTOS CAUSADOS PELA CONSTRUÇÃO DOS NOVOS QUIOSQUES NO POSTO 6, EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com as consequências do estreitamento da faixa de areia e com os impactos causados pela construção dos novos quiosques no posto 6, em Copacabana, vai realizar uma reunião para discutir esse assunto.

A reunião contou com a presença do engenheiro Paulo Paquet, da Construtora Lafem, o engenheiro Pelino, da Concessionária Orla Rio, o Sr. Gustavo Almeida, coordenador geral de concessões da Prefeitura e do Sr. Raphael Gattás, administrador regional de Copacabana e Leme.

A reunião contou com a participação de diversas lideranças como o Sr. Pedro Marins, presidente da Colônia de Pescadores Z-13, o Sr. Fabio Andrade, presidente da APROSUP, Sr. Aristeu Barbosa, da Associação do Comércio Legalizado de Praia (ASCOLPRA) e representantes de redes de volei.

Na reunião foi sugerido que a obra de construção do novo quiosque no posto 6 fosse paralisada até que a Prefeitura analisasse junto aos seus órgãos ambientais a conveniência ou não desse quiosque ser feito naquele local.

INAUGURADO MONUMENTO QUE OS MORADORES DE COPACABANA FIZERAM EM HOMENAGEM AO PAPA FRANCISCO!

Na foto acima, vemos Daniel Uram, e Claudia Maia, diretor social e diretora administrativa, respectivamente, Dom Orani Tempesta, Arcebispo do RJ e Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana tendo ao fundo o monumento de São Francisco de Assis.

Haja vista a passagem de sua Santidade o Papa Francisco pelo bairro de Copacabana no mês de julho de 2013 devido à realização da Jornada Mundial da Juventude, os moradores numa reunião comunitária sugeriram que fosse elaborado um monumento em homenagem à passagem do pontífice por Copacabana.

O monumento de autoria da artista plástica Marli Mazeredo, foi abençoado por Sua Santidade no dia 26 de julho de 2013 durante a sua passagem por Copacabana, e foi instalado na Praça do Lido.

PREFEITURA DECRETA APLICAÇÃO DA LEI DA AUTOVISTORIA TÉCNICA EM EDIFICAÇÕES!

A Prefeitura do Rio publicou no dia 12/07/2013 decreto que regulamentou a aplicação da lei que institui, por meio de autovistoria, a obrigatoriedade de realização de vistorias técnicas nas edificações existentes no Município do Rio de Janeiro.

Ficam os responsáveis pelas edificações, inclusive as tombadas, preservadas e tuteladas, obrigados a realizar vistorias técnicas periódicas, com intervalo máximo de cinco anos, para verificar as condições de conservação, estabilidade e segurança, além de garantir, quando necessário, a execução das medidas reparadoras.

Para fins de aplicação do decreto, entende-se como responsável pelo imóvel o condomínio, representado pelo síndico ou administrador, o proprietário ou ocupante do imóvel a qualquer título. Estão desobrigadas a realizar a vistoria técnica periódica as edificações residenciais unifamiliares e bifamiliares; todas as edificações nos primeiros cinco anos após a concessão do ‘habite-se'; as edificações com até dois pavimentos e área total construída inferior a 1.000 metros quadrados; e as edificações situadas em áreas de especial interesse social.

O decreto reitera que a vistoria periódica é obrigatória, independentemente do número de pavimentos e de área total construída, em todas as fachadas de qualquer prédio com projeção de marquise ou varanda sobre o passeio público. As edificações situadas em áreas de especial interesse social serão objeto de programas específicos através de convênios com a finalidade de garantir condições adequadas de conservação, estabilidade e segurança.

O trabalho deverá ser executado por engenheiro ou arquiteto ou empresa legalmente habilitados nos respectivos conselhos profissionais, CREA/RJ ou CAU/RJ, que elaborará o laudo técnico atestando as condições de conservação, estabilidade e segurança.

O laudo técnico deverá ser obrigatoriamente acompanhado do respectivo Registro de Responsabilidade Técnica – RRT junto ao CAU/RJ ou Anotação de Responsabilidade Técnica – ART junto ao CREA/RJ.

O responsável pela edificação deverá comunicar à Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU), no caso, que o laudo técnico atestou que o imóvel se encontra em condições adequadas de conservação, estabilidade e segurança, mediante preenchimento de formulário próprio online, disponível na página da SMU: http://www.rio.rj.gov.br/web/autovistoria.

A partir da publicação do decreto, a prefeitura dará início a uma campanha de informação e conscientização da importância da inspeção técnica.

O processo de autovistoria foi elaborado em parceria com os conselhos profissionais CREA/RJ ou CAU/RJ e com as entidades ligadas aos síndicos, condomínios e construtoras, como SECOVI, ABADI e ADEMI.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA VISITA O PALCO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE!

Na foto acima, vemos Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Pr. Anisio, diretor de Relações Internacionais da JMJ, Claudia Maia e Daniel Uram, diretora administrativa e social, respectivamente, da Sociedade Amigos de Copacabana e Raphael Gattás, administrador regional de Copacabana e Leme.

PREFEITO ATENDE OS NOSSOS APELOS E NÃO DEIXA RETIRAR OS COQUEIROS PRÓXIMOS DO PALCO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE!

Nós tomamos conhecimento atrás de notícia vinculada na coluna “informe do Dia” do jornal “O DIA”, edição do dia 04/07/2013, que a Arquidiocese do RJ estaria negociando com a Prefeitura a retirada dos coqueiros existentes próximo ao palco da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) para que posteriormente serem replantados.

(Na foto ao lado vemos Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana mostrando os coqueiros preservados!)

Nossa entidade imediatamente foi contra essa ideia absurda!!!!!

Iniciativa semelhante foi feita pela Concessionária Orla Rio Ltda, empresa que administra os quiosques da orla, que retirou 32 coqueiros que estavam na praia defronte à Rua Figueiredo de Magalhães e os transplantou defronte à Rua Siqueira Campos. Dos 32 coqueiros transplantados, 12 já morreram!!

Nem quando são realizados megasshows em Copacabana tamanha ideia absurda foi cogitada!!!

Vale lembrar que a praia de Copacabana é Área de Preservação Ambiental (APA) criada pela Lei nº 1.272 de 06 de julho de 1988.

Isso sem falar na Resolução SMAC nº 345 de 19 de maio de 2004 que regula a retirada de vegetação e também a Lei nº 3467, de 14 de setembro de 2000, que dispõe sobre as condutas lesivas ao meio ambiente no Estado RJ.

O prefeito Eduardo Paes atendeu aos nossos apelos e não autorizou a retirada dos coqueiros!!!!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PARTICIPA DE HOMENAGEM AO PAPA FRANCISCO!

Numa das reuniões do Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme, um morador sugeriu que o bairro fizesse uma homenagem á passagem de sua Santidade, Papa Francisco, por Copacabana.

A sugestão foi acolhida e então foi convidada a artista plástica, Marli Mazeredo, que esta elaborando um monumento baseado na imagem de São Francisco de Assis, um dos santos católicos mais populares da Igreja Católica e no qual sua santidade se inspirou para adotar o nome para o seu papado.

A proposta é de colocar o monumento na Praça do Lido, em Copacabana.

Essa homenagem é uma iniciativa da Sociedade Amigos de Copacabana e do Conselho comunitário de Segurança de Copacabana, com o apoio da , A iniciativa já conta com o a autorização e o apoio da Prefeitura do Rio através da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA).

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CONSERVAÇÃO!

No dia 04/07/2013, a diretoria da Sociedade Amigos de Copacabana esteve reunida com o Sr. Marcus Belchior, secretário municipal de conservação e serviços Públicos, para discutir os problemas de conservação das calçadas e ruas de Copacabana e também quanto a iluminação das principais vias do bairro.
Uma série de medidas ficaram de ser tomadas e uma outra reunião futura ficou de ser marcada para avaliar o que foi feito.

Na reunião estiveram presentes Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Daniel Uram, diretor social, Marcus Belchior, secretário de conservação, Raphael Gattás, administrador regional de Copacabana e Leme, Bruno Ferraz, chefe de gabinete do sr. Bruno Ramos, subprefeito da zona sul e Claudia Maia, diretora administrativa da Sociedade Amigos de Copacabana.

Veja a foto da reunião em nosso facebook: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=476010809158214&set=a.112547155504583.21059.100002478986480&type=1&theater

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É CONTRA A RETIRADA DOS COQUEIROS PRÓXIMOS AO PALCO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE!

No dia 04/07/2013, saiu uma nota na coluna "Informe do Dia" do Jornal "O DIA", anunciando que estavam cogitando a retirada dos coqueiros próximos ao palco da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no  Leme. Nossa entidade é totalmente contra essa ideia absurda!!!!!

Iniciativa semelhante foi feita pela Concessionária Orla Rio Ltda, empresa que administra os quiosques da orla, que retirou 32 coqueiros que ficavam na praia defronte à Rua Figueiredo de Magalhães e os transplantou defronte à Rua Siqueira Campos. Pois bem, dos 32 coqueiros transplantados, 12 já morreram!!

Nem quando são realizados os chamados megashows em Copacabana tamanha ideia absurda foi cogitada!!!

Vale lembrar que a praia de Copacabana é Área de Preservação Ambiental (APA) criada pela Lei nº 1.272 de 06 de julho de 1988.

Isso sem falar na Resolução SMAC nº 345 de 19 de maio de 2004 que regula a retirada de vegetação e também a Lei nº 3467, de 14 de setembro de 2000 que dispõe sobre as condutas lesivas ao meio ambiente no estado RJ.

COQUEIROS TRANSPLANTADOS PELA ORLA RIO ESTÃO MORRENDO!

Os coqueiros que existiam na praia de Copacabana defronte à Rua Figueiredo de Magalhães e que devido ás obras de construção dos novos quiosques foram transplantados pela Concessionária Orla Rio ltda. para um trecho próximo aos quiosques defronte à Rua Siqueira Campos estão morrendo. Nós verificamos que 12 coqueiros já morreram!!

Vejam as fotos do flagrante em nosso Facebook: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.460527100706585.1073741850.100002478986480&type=1.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM O NOVO GERENTE DE LIMPEZA DE COPACABANA DA COMLURB!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma reunião com o novo gerente de limpeza de Copacabana da Comlurb, Sr. Fabio Fontes, onde foi discutido questões referentes á coleta de lixo domiciliar, o descarte correto de entulhos de obras, a obrigatoriedade de realizar a coleta seletiva do lixo dos condomínios que entra em vigor em breve, a fiscalização da limpeza das calçadas, etc.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA PALESTRA SOBRE A OBRIGATORIEDADE DA REALIZAÇÃO DE VISTORIAS TÉCNICAS NOS CONDOMÍNIOS DO RJ!

A partir de março de 2013, com o advento da promulgação da Lei Complementar nº 126 de 26 de março de 2013, os condomínios estão obrigados a realizar vistorias técnicas em suas edificações.

Para esclarecer as dúvidas dos síndicos e moradores quanto à realização dessas vistorias técnicas, a Sociedade Amigos de Copacabana realizou no dia 25 de abril de 2013, uma palestra sobre esse tema.

Para abordar esse assunto tivemos como palestrante o Sr. Othon Cezar L. dos Santos Orico, engenheiro civil formado pela Santa Úrsula/RJ , pós graduado em engenharia legal e avaliações (UFF/RJ), perito judicial, e sócio diretor da Carton Engenharia ltda..

Um dos pontos mais importantes que o palestrante chamou a atenção foi o disposto no art. 4º que diz que, caso os condomínios não cumpram o que dispõe a lei, poderão ser notificados a cumpri-la no prazo de 30 dias. E não sendo cumprida a notificação o condomínio poderá ser multado em uma multa cujo valor, dependendo da localização do imóvel, poderá chegar a R$5.000,00!

Vários síndicos presentes ao evento puderam tirar as suas duvidas sobre esse assunto que mexe com o dia-a-dia dos condomínios.

Segue abaixo a integra da Lei Complementar nº 126 de 26 de março de 2013.

"LEI COMPLEMENTAR Nº 126 DE 26 DE MARÇO DE 2013. 

Institui a obrigatoriedade de realização de vistorias técnicas nas edificações existentes no Município do Rio de Janeiro e dá outras providências 

Autor: Poder Executivo 

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

Art. 1º Fica instituída a obrigatoriedade de realização de vistorias técnicas periódicas, com intervalo máximo de cinco anos, nas edificações existentes no Município do Rio de Janeiro, para verificar as suas condições de conservação, estabilidade e segurança e garantir, quando necessário, a execução das medidas reparadoras.

§ 1º A realização da vistoria técnica referida no caput é obrigação do responsável pelo imóvel.

§ 2º Entende-se por responsável pelo imóvel para os efeitos desta Lei Complementar o condomínio, o proprietário ou o ocupante do imóvel, a qualquer título, conforme for o caso.

§ 3º Excluem-se da obrigação prevista no caput:

I - as edificações residenciais unifamiliares e bifamiliares;

II - nos primeiros cinco anos após a concessão do “habite-se”, todas as demais edificações.

Art. 2º A vistoria técnica deverá ser efetuada por profissional legalmente habilitado, com registro no Conselho de Fiscalização Profissional competente, que elaborará laudo técnico referente às condições mencionadas no art. 1º desta Lei Complementar.

§ 1º O laudo técnico deverá ser obrigatoriamente acompanhado do respectivo registro ou Anotação de Responsabilidade Técnica no Conselho de Fiscalização Profissional competente.

§ 2º Em caso de prestação de informações falsas ou de omissão deliberada de informações, aplicar-se-á ao profissional de que trata este artigo multa no valor equivalente a R$ 5.000,00 (cinco mil reais), sem prejuízo das demais responsabilidades civis, administrativas e criminais previstas na legislação em vigor.

Art. 3º O laudo técnico conterá a identificação do imóvel e a descrição das suas características e informará se o imóvel encontra-se em condições adequadas ou inadequadas de uso, no que diz respeito à sua estrutura, segurança e conservação, conforme definido no art. 1º desta Lei Complementar.

§ 1º Em caso de inadequação, o laudo técnico deverá informar, também, as medidas reparadoras necessárias para sua adequação, com o prazo para implementá-las.

§ 2º Confirmado, por laudo técnico, que o imóvel se encontra em condições adequadas de uso, o responsável pelo imóvel deverá comunicar tal fato ao Município, dentro do prazo previsto no art. 1º, mediante o preenchimento de formulário on line, indicando o nome do profissional responsável, seu registro profissional e o número do registro ou da Anotação de Responsabilidade Técnica a ele relativa.

§ 3º Na hipótese do § 1º, caberá ao responsável pelo imóvel a adoção das medidas corretivas necessárias, no prazo estipulado no laudo técnico, findo o qual deverá ser providenciada a elaboração de novo laudo técnico, que ateste estar o imóvel em condições adequadas, o que deverá ser comunicado ao Município, antes de encerrado o prazo previsto no art. 1º, mediante o preenchimento de formulário on line, indicando o nome do profissional responsável, seu registro profissional e o número do registro ou da Anotação de Responsabilidade Técnica a ele relativa.

§ 4º O responsável pelo imóvel deverá dar conhecimento da elaboração do laudo técnico aos moradores, condôminos e usuários da edificação, por comunicado que será afixado em local de fácil visibilidade, arquivando-o em local de fácil acesso, para que qualquer morador ou condômino possa consultá-lo.

§ 5º O laudo técnico deverá ser exibido à autoridade competente quando requisitado e deverá permanecer arquivado para consulta pelo prazo de vinte anos.

Art. 4º Os responsáveis pelos imóveis que não cumprirem as obrigações instituídas por esta Lei Complementar deverão ser notificados para que no prazo de trinta dias realizem a vistoria técnica exigida e cumpram as demais obrigações estipuladas no art. 3º.

§ 1º Descumprida a notificação prevista no caput, será cobrada ao responsável pelo imóvel multa, renovável mensalmente, correspondente a cinco VR–Valor Unitário Padrão Residencial ou cinco VC– Valor Unitário Padrão Não Residencial, estabelecido para o imóvel, conforme o caso, para efeitos de cálculo do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana-IPTU, nas seguintes infrações:

I – pela não realização da vistoria técnica no prazo determinado;

II – pela não realização do laudo técnico que ateste estar o imóvel em condições adequadas, após o prazo declarado para as medidas corretivas das condições do imóvel; ou

III – pela não comunicação ao Município de que o imóvel encontra-se em condições adequadas de uso.

§ 2º As multas serão aplicadas enquanto não for cumprida a obrigação.

§ 3º A soma dos valores das multas não poderá ultrapassar o valor venal do imóvel, estipulado para efeito de cálculo do IPTU.

Art. 5º No caso de não conservação da edificação em adequadas condições de estabilidade, segurança, conservação e salubridade, será aplicada ao responsável pelo imóvel, na forma do § 2º do art. 1º desta Lei Complementar, a multa correspondente a cinco VR–Valor Unitário Padrão Residencial ou cinco VC–Valor Unitário Padrão Não Residencial, estabelecido para o imóvel, conforme o caso, para efeitos de cálculo do IPTU.

Art. 6º A Prefeitura deverá criar cadastro eletrônico para as anotações previstas no art. 3º desta Lei Complementar.

Art. 7º Esta Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação.

EDUARDO PAES"

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA A RETIRADA DOS PARDAIS DE COPACABANA!

Nossa associação verificou que os postes onde estavam fixados os pardais em vários pontos de Copacabana estão sem o equipamento. Isso ocorreu em todos os cruzamento onde haviam pardais.Agora os motoristas imprudentes podem avançar o sinal impunemente! No asfalto ainda consta pintado o aviso “fiscalização eletrônica”.

Vale lembrar que os cruzamento onde foram instalados esses equipamentos tinha um alto índice de acidentes por avanço de sinal, principalmente no período noturno. Será que essa medida é transitória ou permanente?!

Procurada por nós, a CET-RIO informou que os equipamentos foram retirados devido ao término do contrato da empresa que administrava os pardais. Eles disseram ainda um novo contrato com outra empresa foi assinado e que em breve os pardais serão recolocados.

NÚMERO DE CASOS DE DENGUE VOLTAM A AUMENTAR EM COPACABANA!

O número de casos de Dengue esta voltando a aumentar e já está preocupando os moradores de Copacabana. Até o dia 24 de junho de 2013 foram registrados 2.548 casos, sendo que esse número já superou todo o ano de 2012.

Veja a tabela comparativa abaixo com o número de casos de Dengue nos anos de 2011, 2012 e 2013:

 Diante do Aumento do número de casos de Dengue, a Sociedade Amigos de Copacabana resolveu retomar a campanha "Copacabana contra a Dengue" que consiste na distribuição de cartazes aos condomínios de Copacabana buscando uma maior conscientização dos moradores em debelar os focos de dengue existentes dentro dos condomínios.

2013

JAN

FEV

MAR

ABRIL

MAIO

127

379

848

954

240

2012

94

146

223

325

373

2011

31

149

421

579

217

Fonte: Site da Secretaria Municipal de Saúde.

OBRA ALTERA O TRAÇADO DA CICLOVIA DA FRANCISCO OTAVIANO!

Nós verificamos que a Prefeitura através da concessionária Linha 4 Sul (?!), responsável pela obra de construção da Linha 4 do Metrô, esta realizando uma obra de alargamento da calçada da Rua Francisco Otaviano, quase defronte ao Forte de Copacabana.

O alargamento da calçada da Rua Francisco Otaviano vai implicar numa alteração do traçado da ciclo faixa

Para favorecer o alargamento da calçada do lado direito da Rua Francisco Otaviano, o lado esquerdo da via foi estreitado. Mas se o estacionamento não for proibido de nada irá adiantar, pois a pista de rolamento é que, de fato, sofrerá um estreitamento.

No entanto, o estreitamento da ciclo faixa defronte ao Clube dos Marimbas, fonte até de atropelamentos com morte, não foi contemplado pela obra.

CAMELÔS AUTORIZADOS PELA PREFEITURA OBSTRUEM A PASSAGEM DOS PEDESTRES NA RUA SIQUEIRA CAMPOS!

A Prefeitura autorizou na Rua Siqueira Campos, quase na esquina com a Rua Tonelero, a colocação de várias bancas de camelôs.

No entanto, essas bancas acabam por obstruir a passagem dos diversos pedestres passam por ali para acessar a estação Siqueira Campos do Metrô.

Vejam na foto do local que, devido a barraca do camelô, a fila dos passageiros que estão aguardando para embarcar no ônibus da Linha 557 (Copacabana-Rio das Pedras) que tem ponto final ali, tem de ficar "espremidos" entre o ônibus e a barraca.

os pedestres por sua vez tem de passar "espremidos" pela calçada.

 

COPACABANA SOFRE UM NOVO "BOOM" IMOBILIÁRIO DEVIDO ÀS OLIMPÍADAS E PREOCUPA OS MORADORES!!

Com o advento da chamada “demanda olímpica” que exige o oferecimento de determinado números de leitos para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016, a Prefeitura aprovou na Câmara Municipal do RJ a Lei Complementar nº 108/2010, que definiu novos parâmetros urbanísticos e novas normas de uso e ocupação do solo.

Um dos bairros que sofreu mudanças nos seus parâmetros urbanísticos foi o bairro de Copacabana que agora está vivendo um novo “boom” imobiliário com diversos empreendimentos hoteleiros sendo construídos e outros que vão ser construídos no bairro.

Dentre os que hotéis que estão sendo construídos  ou vão ser construídos, são até o momento totalizam mais de 11 hotéis!!!

Os moradores estão preocupados com os possíveis impactos que esses empreendimentos podem vir a causar na qualidade de vida do bairro.

Há ruas de Copacabana onde estão sendo construídos 3, 4 hotéis, quase todos no mesmo quarteirão.

Alguns hotéis estão sendo construídos defronte a Ruas que tem ciclo faixas.

Um dos principais impactos que esse “boom” imobiliário pode causar é, sem sobre de dúvida, o impacto viário, pois hotéis são polos gerador de tráfego.

Mas há casos gritantes como o da construção de um hotel de 18 pavimentos na Rua Tonelero nº 202 (foto em anexo), cujo terreno tem somente 6 metros de frente!!!!

Nós já realizamos uma reunião para discutir esse assunto e para tal foram convidados representantes da Secretária Municipal de Urbanismo (SMU) e de Transportes (SMTR), que no entanto não compareceram.

Nós estivemos ontem reunidos com a arquiteta Mariana Barroso - Gerente de Planejamento Local da Coord. Planejamento Urbano da SMU para saber se esses licenciamento estão sendo precedidos de relatórios de impacto de vizinhança e viário.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA APRESENTA PROJETO DE LIMPEZA DA PRAIA DE COPACABANA!

Na próxima reunião de março da Sociedade Amigos de Copacabana teria como tema a apresentação do Projeto REAMAR em Copacabana pela Sra. Pólita Gonçalves, Gerente de Educação Ambiental (GEAM) da Diretoria de Gestão das Águas e do Território (DIGAT) do Instituto Estadual do Ambiente (INEA). No entanto, o INEA um dia antes do evento avisou que não mais poderia estar presente. Nós vamos remarcar esse tema para outra oportunidade.

O projeto REAMAR – Rede de Educação Ambiental Marinha - é formada por um grupo de instituições, associações e ONGs com o objetivo de sensibilizar a população, especialmente os frequentadores de praias sobre as origens e os impactos do lixo marinho, além promover ações para reduzir o descarte inadequado de resíduos, através de oficinas de reutilização, informação a população, realização de pesquisa junto aos frequentadores e um mutirão de limpeza na faixa de areia e nas águas próximas, com mergulhadores e canoístas.

HÁ MAIS DE UM MÊS QUE A FARMÁCIA POPULAR DE COPACABANA NÃO RECEBE FRALDAS!

No dia 20/03/2013, nossa associação tomou conhecimento de que a Farmácia Popular de Copacabana, situada na Av. N. S. de Copacabana nº 484, não recebe fraldas geriátricas desde o dia 04 de fevereiro de 2013, portanto há mais de um mês!!!!

A situação dos idosos que já era ruim com a demora no fornecimento das fraldas, ficou ainda pior com a decisão do Governador de suspender o pagamentos dos fornecedores. Agora os fornecedores de fraldas devido à falta de pagamento decidiram não mais fazer entregas.

Diversos idosos e seus familiares estão passando por dificuldade para comprar fraldas que no comércio costuma ser bem caras. 80% das vendas na Farmácia popular é referente à fraldas geriátricas.

Nós já estamos cobrando uma solução para o problema junto à Secretaria de Estado de Saúde.

CÂMARA MUNICIPAL DO RJ APROVA LEI INCONSTITUCIONAL QUE OBRIGA NOVAMENTE A RETIRADA DAS SINALEIRAS DAS GARAGENS DOS CONDOMÍNIOS!

A Câmara Municipal do RJ aprovou em 25/09/2012 a Lei nº 5.526,  que “Veda a instalação e funcionamento de sinaleiras sonoras de entrada e saída de veículos em edificações situadas em bairros e logradouros residenciais”.

Essa legislação foi publicada no DO da Câmara Municipal do RJ em 08/01/2013.

Até o presente momento a legislação que regulava a instalação de sinaleiras nas entradas e saídas de garagens era a Lei Municipal nº 938/86.

O então vereador e hoje secretário municipal de governo, Rodrigo Bethlem (PMDB) chegou a aprovar na Câmara Municipal do RJ a Lei Municipal 3.864/2004 que alterava a Lei 938/86 proibindo "a utilização ou instalação de sinalização através de dispositivos sonoros".

O então prefeito Cesar Maia vetou o projeto baseando-se no que diz o art. 86 do Código Brasileiro de Trânsito (Lei 9.503/1997) que determinou que os locais destinados a estacionamentos ou garagens de uso coletivo deverão ter suas entradas e saídas identificadas na forma regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

O CONTRAN em 21 de maio de 1998 editou a Resolução nº 38 determinando em seu art. 1º, letra"b", que a entrada e saída de veículos de estacionamentos de uso coletivo e garagens em vias urbanas deve ser identificada pela instalação, em locais de fácil visibilidade e audição aos pedestres, de dispositivo sonoro que possua sinalização com luzes intermitentes na cor amarela, bem como emissão de sinal sonoro." 

A Câmara Municipal do RJ na época derrubou o veto e o prefeito Cesar Maia entrou na Justiça arguindo a inconstitucionalidade da referida lei.

O Tribunal de Justiça do Estado do RJ em audiência realizada no dia 23 de março de 2006  declarou, por unanimidade, a inconstitucionalidade da Lei Municipal 3.864/2004.

Pelo princípio constitucional da hierarquia das leis, uma lei municipal não pode contrariar ou revogar uma lei superior.

Agora para a nossa surpresa, mais uma vez um vereador absolutamente desinformado, vem tentar legislar sobre um assunto que já foi objeto de leis anteriores consideradas inconstitucionais!!!! Um Absurdo!!!!

A Sociedade Amigos de Copacabana está preocupada quanto as possíveis consequências dessa nova lei para os condomínios a nível de responsabilidade civil, na medida que em ruas de tráfego intenso de transeuntes como a Av. N. S. de Copacabana podem haver atropelamentos quando os carros saírem das garagens.

Muitas garagens do bairro de Copacabana, por exemplo, são de subsolo, o que dificulta consideravelmente a visibilidade da calçada colocando os pedestres em risco. Isso sem falar nos deficientes visuais que, sem o alarme sonoro não terão condições de saber se estão passando pôr uma saída de garagem e se está saindo carro naquele momento.

Segundo o Censo 2000 do IBGE, são mais de 50 mil pessoas deficientes na cidade do RJ.

Em Copacabana já houve um caso de atropelamento de uma senhora que passava na frente de uma entrada de garagem. Como o prédio era recuado o motorista não tinha como ter visto a aproximação da senhora que ficou mais de 3 meses internada e teve de colocar mais de 20 pinos de aço na perna para poder voltar a andar. O motorista por sua vez, teve de indeniza-la em mais de R$ 8.000,00!

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente80% das reclamações sobre os barulhos das sinaleiras é quanto ao horário noturno.

O prefeito Eduardo Paes, em despacho, publicado no DO de 08/01/2013, determinou à Procuradoria Geral do Município que prepare uma Ação de Inconstitucionalidade contra essa nova legislação.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM O NOVO COMANDANTE DA UOP COPACABANA PARA DISCUTIR OS PROBLEMAS DO BAIRRO!

No dia 24 de janeiro de 2013 completou 01 ano de implantação em Copacabana da Unidade de Ordem Pública (UOP) da Guarda Municipal.

A UOP de Copacabana tem uma raio de atuação que vai da Rua Francisco Sá até a Rua Hilário de Gouveia, sendo que limitado pelas Ruas Barata Ribeiro e Domingos Ferreira.

Aos sábados, domingos e feriados, a UOP estende seu patrulhamento até a Av. Atlântica.

Sem dúvida que a chegada da UOP para Copacabana foi um ganho, mas passado esse tempo, antigos e novos problemas são um desafio para a manutenção da ordem pública no bairro.

Para discutir assuntos como população da rua, camelôs, comercio ambulante, estacionamento irregular, carga e descarga dos estabelecimentos comerciais, o mal uso da área de lazer por ciclistas nos domingos e feriados, o mal uso das ciclovias e ciclo faixas, etc, foi convidado o novo comandante da UOP Copacabana, Inspetor Jodimar, que não pode vir devido a outro compromisso e na reunião foi representado pelo Subinspetor Otávio.

O subinspetor reconheceu que ouve um aumento dos número de camelos nas ruas atendidas pela UOP e que esse aumento se deve a redução do efetivo que na inauguração tinha um contingente de 285 GMs. Hoje o contingente seria de aproximadamente 250 GMs.

A redução do efetivo tem várias causas, como a redistribuição de GMs para outras UOPs recém criadas como a da zona portuária, licenças médicas, etc.

Para compensar a redução do efetivo, a UOP esta tendo de refazer todo o seu planejamento operacional.

Outro problema discutido com o subinspetor são os problemas de desordem fora dos limites de atuação da UOP que é área de atuação da 2ºIGM, cujo comando é outro.

Os moradores disseram que os camelos estão migrando para ruas próximas a área de atuação da UOP, como por exemplo, Paula Freitas, República do Peru, Siqueira Campos, na altura da rua Tonelero.

Outra reclamação foi quanto ao uso da área de lazer da Av. Atlântica aos domingos e feriados. Apesar de proibido, é comum ver ciclistas trafegarem pela área de lazer sem qualquer repressão da GM.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA PALESTRA SOBRE CUIDADOS COM A MANUTENÇÃO DOS PCs DE LUZ DOS CONDOMÍNIOS!

Nós vivemos um momento de ocorrência de diversos apagões por todo país, mas se não tomar cuidado o seu condomínio pode ter o seu próprio apagão!

O Bairro de Copacabana completou 120 anos de existência em 2012 e muitos dos seus condomínios tem mais de 50 anos, e naquela época o uso residencial de energia resumia-se à iluminação dos apartamentos e a alguns poucos aparelhos, como geladeira, rádio e, às vezes, televisão.

Será que esses edifícios das décadas de 1940 a 1970 prepararam suas instalações para suportar a demanda atual por energia, com moradores usando ar condicionado, maquina de lavar, chuveiro elétrico, computador, micro ondas, home-theater e TVs em todos os cômodos?! Como saber se é preciso uma reforma geral no PC de luz do seu condomínio?!

Para esclarecer essas e outras dúvidas a Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma palestra sobre “Cuidados com a Manutenção dos PCs de Luz dos Condomínios”.

Nós tivemos como palestrante o Sr. Marcelo Amaral da Silva, Superintendente Executivo da LIGHT Soluções e o Ten-Cel BM Alex Wander, comandante do 17º Grupamento de Bombeiros Militar.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PLANEJAMENTO DA PREFEITURA PARA O SHOW DO CANTOR STEVE WONDER E PARA O RÉVEILLON 2013!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com os possíveis transtornos e incômodos aos moradores, realizou uma reunião específica pra tratar do planejamento da prefeitura para a realização do show do cantor Steve Wonder no dia de Natal e também do Réveillon 2013. a reunião contou com a presença do Sr. Rodrigo Martins da SRCOM, empresa responsável pela realização do Réveillon 2013.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SOLICITA A RETIRADA IMEDIATA DOS TAPUMES DAS OBRAS DOS QUIOSQUES E DOS POSTOS DE SALVAMENTO DURANTE A FESTA DO RÉVEILLON!!!!

A Concessionária Orla Rio, empresa responsável pela administração dos quiosques e dos postos de salvamento da orla marítima, começaram em julho de 2012 as obras de construção de mais alguns novos quiosques na orla de Copacabana. A concessionária também esta realizando obras em alguns postos de salvamento.

Apesar dos nossos protestos à época devido a proximidade com a alta temporada do verão quando as praias estão mais cheias, a Prefeitura mesmo assim deu autorização para que as obras começassem. Pois bem, passado 04 meses as obras estão engatinhando e bem longe de terminarem!!!!

Agora corremos o risco real de termos o Réveillon de Copacabana, a festa de Réveillon mais famosa do Brasil, talvez do mundo, ter seu brilho ofuscado com a presença de diversos tapumes horrorosos.

Portanto, nós requeremos ao prefeito Eduardo Paes a retirada dos tapumes, bem como também a recomposição do calçadão ao seu estado original, de forma garantir que na passagem do ano a nossa “princesinha do mar” não perca nenhum pouco a sua majestade. Porém, o prefeito somente determinou que a concessionária fosse multada.

RETORNO DOS ÔNIBUS DE INTEGRAÇÃO DO METRÔ PARA A ESTAÇÃO GEN. OSÓRIO PREOCUPA MORADORES!

O Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras de expansão do metrô na zona sul, entre Ipanema e Gávea, anunciou que a estação Gal .Osório vai fechar por um período de dez meses, para a realização das obras de construção da Linha 4 do metrô, que ligará a zona sul à Barra da Tijuca.

O Consórcio disse ainda nesse período os pontos de integração voltarão a ser na estação Siqueira Campos, em Copacabana - como era feito antes da inauguração da estação General Osório em 2009.

Mas desde que a estação Gal. Osório foi inaugurada tudo mudou no entorno da estação Siqueira Campos.

No lado da estação que dá para a Rua Figueiredo de Magalhães, foi implantada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) uma ciclo faixa exatamente no lado da rua onde era a parada dos ônibus de integração para desembarque dos passageiros!

No lado da estação que dá para a Rua Siqueira Campos, a CET-RIO implantou um ponto de ônibus da Linha 557 (Copacabana-Rio das Pedras) exatamente onde era o ponto de ônibus de integração com a Gávea!

Diante disso tudo resta responder a seguinte pergunta: Aonde afinal de contas os ônibus vão parar?!!!!!!

Por essa e outras que nós solicitamos uma audiência com o secretário municipal de transportes, Carlos Roberto Osório, para discutir esse e outros assuntos referente ao trânsito e transportes em Copacabana.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA AUMENTO DA POPULAÇÃO DE RUA EM COPACABANA!

Nossa entidade tem verificado um aumento do número de população de rua no bairro de Copacabana. Por outro lado, também verificamos que houve uma redução do número de operações de acolhimento realizadas em nosso bairro nos últimos tempos.

Esse aumento de população de rua já esta causando reflexos na segurança publica, pois tanto o 19ºBPM, quanto a UOP Copacabana afirmaram na última reunião do conselho Comunitário de segurança de Copacabana e Leme realizada em 16/102012, que esta havendo um aumento do número de ocorrências envolvendo principalmente menores.

Nós também temos verificado um qrande número de viciados em crack e tinner pelas ruas do bairro.

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o aumento da população de rua em Copacabana, o que já esta causando reflexos na área de segurança pública, realizou uma reunião para discutir o problema e propor soluções.

A reunião contou com a presença da Sra. Claudia Gomes Lasry, Coordenadora Regional de Assistência Social da 2º Coordenadoria de Assistência Social da Secretaria Municipal de Assistente Social, que é o órgão responsável pela realização das operações de acolhimento de população de rua.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA AO MINISTÉRIO PÚBLICO A CONSTRUÇÃO DE UM CLUBE VIP NO FORTE DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana tomou conhecimento em novembro de 2012 de que o Forte de Copacabana havia alugado parte da sua área para a instalação de uma espécie de clube vip nas suas dependências, inclusive com a instalação de equipamentos e construções e a criação de uma praia particular.

Ocorre que a área do Forte de Copacabana esta compreendida dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) das pontas de Copacabana e Arpoador e seus entornos.

A APA das pontas de Copacabana e Arpoador foi criada pela Lei nº 2.087, de 04 de janeiro de 1994, que proibi uma série de atividades que possam afetar o meio ambiente naquela APA.

Depois nossos protestos, tivemos uma reunião com o empresário responsável pelo projeto, Sr. Daniel Barcinski, que não nos apresentou NENHUM projeto. Nós solicitamos a ele o envio do projeto para verificarmos se haveria ou não algum prejuízo a APA.

O art. 9º da referida lei garante às associações de moradores o direito à participação na discussão sobre projetos que incidirem sobre aquela área de APA. No entanto, apesar da previsão legal, nós não fomos consultados.

Como até o presente momento não recebemos o projeto e haja vista a iminente inauguração do referido club vip, nós enviamos no dia 12/12/2012 um ofício à Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público do Estado do RJ para que este instaure um procedimento investigatório para saber mais detalhes sobre esse projeto e assegurar que não haja prejuízos para a APA.

Veja o teor da lei:

Lei nº 2.087, de 04 de janeiro de 1994

Cria a área de proteção ambiental das pontas de Copacabana e Arpoador e seus entornos e dá outras providências.

O Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei

Art. 1º – Fica criada a área de proteção ambiental das Pontas de Copacabana e Arpoador, destinada a proteger e conservar a qualidade ambiental e os sistemas naturais ali existentes.
Art. 2º – Os Anexos I e II da presente Lei estabelecem a delimitação da área de proteção ambiental das Pontas de Copacabana e Arpoador e das zonas que a subdividem:
I – zona de vida silvestre (ZVS);
II – zona de conservação da vida silvestre (ZCVS);
III – zona de ocupação controlada 1 (ZOC-1);
IV – zona de ocupação controlada 2 (ZOC-2).
Art. 3º – Na zona de vida silvestre (ZVS), serão proibidas as atividades que importem na alteração da biota, não se admitindo nesta zona qualquer tipo de construção.
Art. 4º – Fica constituída em zona de uso regulado a zona de conservação da vida silvestre (ZCVS), considerada área de transição entre a zona de vida silvestre (ZVS) e as zonas de ocupação controlada (ZOC 1 e 2), permitindo-se atividades que não afetem os ecossistemas naturais existentes no local.
Art. 5º – Na zona de ocupação controlada 1 (ZOC-1), correspondendo à Área “A” do memorial descritivo de tombamento definitivo do Forte de Copacabana, da Ponta de Copacabana, do Parque Garota de Ipanema e da Ponta do Arpoador em ato autorizativo, exarado no processo nº E-12/3.396/91 pelo Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, serão permitidas atividades institucionais, educacionais, culturais e de lazer.
Parágrafo único – Na zona de ocupação controlada 1 (ZOC-1), área tombada, não serão permitidas novas construções ou acréscimos nas construções existentes, admitindo-se obras de reformas e modificações internas para adequações às atividades a serem desenvolvidas nas edificações.
Art. 6º – Na zona de ocupação controlada 2 (ZOC-2), serão permitidas atividades institucionais de lazer, educacionais, culturais e esportivas, desenvolvidas ao ar livre ou edificações ou construções isoladas, com área total edificada máxima de mil e oitocentos metros quadrados e que não ultrapassem oito metros de altura em toda sua extensão, computados todos os elementos construtivos até o ponto mais alto de edificação.
Parágrafo único – Será permitido apenas um pavimento de subsolo em edificação ou construção, que não será considerado para efeito de altura máxima.
Art. 7º – Não será permitido o remembramento de lotes ou terrenos situados fora dos limites da área de proteção ambiental das Pontas de Copacabana e Arpoador com a área propriamente dita.
Art. 8º – Todo e qualquer projeto de construção, urbanização, paisagismo, iluminação, acréscimo ou transformação de uso a ser realizado na .Área de Proteção Ambiental das Pontas de Copacabana e Arpoador, além de cumprir o disposto na presente Lei, deverá ser previamente submetido à apreciação dos órgãos responsáveis pela sua tutela, antes de sua aprovação final, sem prejuízo da aplicação, a qualquer tempo, do disposto na Lei Complementar nº 16/92 (Plano Diretor Decenal da Cidade), Titulo VII, Capítulo I.
Art. 9º – A participação da comunidade e a discussão ampla sobre os projetos que incidirem sobre a área de proteção ambiental das Pontas de Copacabana e Arpoador, criada pela presente Lei, serão garantidas através dos representantes das entidades e associações comunitárias legalmente constituídas.
Art. 10 – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

CÉSAR MAIA

D.O. RIO de 05/01/94

ANEXO I

Início do Portão do Forte de Copacabana, (incluído); deste ponto até a linha de baixa-mar; por esta, contornando a orla marítima da Ponta de Copacabana até seu extremo leste; daí por uma linha reta imaginária em direção sudoeste até o extremo leste da Ponta do Arpoador; deste ponto contornando a Ponta do Arpoador até o largo do Arpoador, (incluído); Rua Francisco Bhering (incluída) até a divisa do Parque Garota de Ipanema; seguindo pelo limite do Parque (incluído) pela Rua Francisco Otaviano (excluída), até o limite do Forte de Copacabana, por este (incluído); Praça Coronel Eugênio Franco (incluída) até o ponto inicial.

ANEXO II

ZONA DE VIDA SILVESTRE (ZVS)

Inicio no portão do Forte Copacabana (excluído) deste ponto até a linha de baixa-mar, contornando a orla marítima, da Ponta de Copacabana até o seu extremo leste, daí por uma linha reta imaginária em direção sudoeste até o extremo leste da Ponta do Arpoador: contornando a Ponta do Arpoador até o Largo do Arpoador (excluído); daí seguindo na direção norte até encontrar a divisa do Parque Garota de Ipanema; por esta divisa até encontrar a curva de nível mais dez metros incluindo as faixas de areia e formações rochosas, até encontrar o costão rochoso da Ponta de Copacabana; contornando-a até o ponto inicial, excluindo-se as instalações militares.

ZONA DE CONSERVAÇÃO DA VIDA SILVESTRE (ZCVS)

Início no Largo do Arpoador (incluído); Rua Francisco Bhering (incluída) até a divisa do Parque Garota de Ipanema; seguindo pelo limite do Parque (todo incluído) até encontrar a linha de divisa que passa pelos fundos dos lotes que dão frente para a Rua Francisco Otaviano (lado impar); por esta linha até o limite de fundos do lote de no 15 da Rua Francisco Otaviano; deste ponto, por uma linha reta até o encontro do costão rochoso (lado sul) da Ponta de Copacabana com a curva de nível mais dez metros; seguindo por esta, na direção sudoeste até o limite do Parque Garota de Ipanema; por este limite até o ponto inicial.

ZONA DE OCUPAÇÃO CONTROLADA 1 (ZOC-1)

Início no portão do Forte de Copacabana (incluído); deste ponto, seguindo pela via que margeia a ponta de Copacabana do lado norte (incluída), até a entrada da Fortaleza; deste ponto, contornando toda a Fortaleza, até encontrar a curva de nível mais dez metros (lado norte); por esta curva de nível, passando pelos fundos das edificações existentes, até o ponto inicial.

ZONA DE OCUPAÇÃO CONTROLADA 2 (ZOC-2)

Início no portão do Forte Copacabana (excluído); deste ponto por uma linha reta até encontrar a curva de nível mais dez metros (lado norte); seguindo por esta, passando pelos fundos das edificações existentes até a entrada da Fortaleza; deste ponto, seguindo na direção sul, excluindo a Fortaleza, até encontrar o costão rochoso da Ponta de Copacabana com a cota mais dez metros (lado sul); deste ponto por uma linha reta até o limite de fundos do lote 1 do P.A. 27.420 (este lote excluído) da Rua Francisco Otaviano; por esta (incluída) e pela Praça Coronel Eugênio Franco (incluída) até o ponto inicial.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR A ORGANIZAÇÃO DA PARADA GAY NA PRAIA DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com a realização da Parada Gay na praia de Copacabana no dia 18 de novembro de 2012, realizou uma reunião para discutir a questão com os representantes da Prefeitura e também dos organizadores.

A reunião contou com a presença do Sr. Alejandro Pobes, vice-presidente do Grupo Arco Iris, que é a ONG responsável pela organização da “17º Parada do orgulho LGBT – RIO 2012”.

Esteve presente também o Sr. Daniel Orsi, assessor do subprefeito da zona sul, Bruno Ramos.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É CONTRA A REALIZAÇÃO DO CANTOR STEVE WONDER NA PRAIA DE COPACABANA NO DIA DE NATAL EM 2012!

Os moradores de Copacabana foram surpreendidos com a notícia publicada na coluna do Ancelmo Góis do jornal “O GLOBO” de 12/10/2012, noticiando que o cantor Steve Wonder fará uma apresentação na praia de Copacabana no dia 25 de dezembro, dia de Natal.

Em 2010, o cantor Roberto Carlos se apresentou na praia de Copacabana também no dia de Natal, mas a determinação da Prefeitura de que nem os moradores não poderiam retornar ao bairro após às 15h foi um verdadeiro absurdo!!!

Ora, no dia de Natal é tradicional as famílias se reunirem para almoçar. Com essa proibição diversas famílias ficaram impedidas de retornarem para as suas residências. Isso sem falar em casos de moradores retornando de viagem, ou até mesmo vindo a trabalho.

Em 2010, a Sociedade Amigos de Copacabana tão logo soube de tal determinação imediatamente protestou contra tamanho absurdo e tentou em vão sensibilizar a Prefeitura que, ou flexibilizasse o horário para às 17h, ou então permitisse a entrada de moradores mediante apresentação de comprovante de residência. Mas a prefeitura não se sensibilizou!

Veja no vídeo abaixo a indignação dos moradores barrados na barreira formada pela GM-RIO na entrada do túnel velho em Botafogo: http://www.youtube.com/watch?v=NTKsrNbJGsU.

Haja vista os transtornos causados aos moradores em 2010 pelo show do cantor Roberto Carlos, a Sociedade Amigos de Copacabana no dia 18/01/2011, foi recebida em audiência pelo Sr. Antonio Pedro Viegas Figueira de Mello, Secretário Especial de Turismo e presidente da RIOTUR para discutir o assunto.

O secretário reconheceu que houve um erro de planejamento e afirmou que nos próximos eventos a serem realizados a entrada dos moradores será assegurada mediante comprovação de residência.

Face o anuncio da realização do show do cantor Steve Wonder, a Sociedade Amigos de Copacabana vai novamente procurar a RIOTUR e sugerir que o show seja realizado no final de semana anterior ao dia de Natal, deixando o dia de Natal para que as famílias, inclusive dos funcionários públicos envolvidos com esse tipo de evento, possam estar reunidos com suas famílias.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DESDE JULHO DE 2012 ALERTOU A PREFEITURA QUANTO A RETIRADA DOS 32 COQUEIROS EXISTENTES NA OBRA DOS QUIOSQUES NOVOS NA PRAIA DE COPACABANA, MAS NADA FOI FEITO!

A Concessionária Orla Rio em julho de 2012 havia retirado os quiosques antigos situados defronte à Rua Figueiredo de Magalhães para dar inicio a construção de mais 02 quiosques novos. Na época nós perguntamos a secretaria municipal de  meio ambiente (SMAC) e também a secretaria municipal de conservação e serviços públicos (SECONSERVA) o que seria feito com os 32 coqueiros que ali existiam, mas na foi feito.

Somente agora em outubro de 2012, quando a Concessionária Orla Rio retirou e replantou parte dos coqueiros é que a SMAC tomou providências e embargou a obra por falta de licença ambiental.

Vale lembrar que a praia de Copacabana é Área de Preservação Ambiental (APA) criada pela Lei nº 1.272 de 06 de julho de 1988. Isso sem falar na Resolução SMAC nº 345 de 19 de maio de 2004 que regula a retirada de vegetação e também a Lei nº 3467, de 14 de setembro de 2000 que dispõe sobre as condutas lesivas ao meio ambiente no estado RJ.

SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES ANUNCIA QUE PRA COLOCAR AR CONDICIONADO NOS ÔNIBUS DA CIDADE DO RJ SERÁ NECESSÁRIO AUMENTAR A TARIFA!

As temperaturas no RJ no final do inverno 2012 bateram a casa de 40º graus, e segundo os meteorologistas, as temperaturas no verão devem ficar nesse patamar. E mesmo assim o Sr. Alexandre Sansão, então secretário municipal de transportes, chegou anunciar em reportagem do jornal O GLOBO que os ônibus do RJ não teriam ar condicionado! Segundo ele disse na reportagem, eles estão “estudando essa questão com cuidado, por causa do impacto na tarifa.”

Ora, essa afirmação não procede, pois o próprio secretário afirmou na reportagem que houve uma redução significativa no tempo de viagem dos ônibus nas vias com BRS. Ele diz ainda que houve um aumento no numero de passageiros.

Segundo o secretário, aumentou em 5% o número de passageiros de ônibus na zona sul. Segundo ele, são 6 mil usuários ou 12 mil embarques (viagens de ida e volta) a mais por dia nos BRSs de Copacabana, Ipanema e Leblon. Portanto podemos concluir que as empresas de ônibus diminuíram seus custos e estão faturando mais. Mas então porque as tarifas não diminuíram?! Então qual o motivo pelo qual não se pode reduzi a tarifa?! Ao invés de reduzir a tarifa, poderiam compensa-la implantando ar condicionado nos ônibus! Por que isso não é feito?! Agora, o secretário afirma que terá de haver um reajuste na tarifa para justificar a implantação de ar condicionado nos ônibus. Isso é um absurdo!

MAPA CICLO VIÁRIO DA PREFEITURA É LANÇADO COM ERROS!

O Mapa Ciclo viário da Prefeitura recém lançado tem vários erros, a começar por não relacionar os locais onde há bicicletários públicos para os ciclistas prenderem suas bicicletas em locais corretos, de forma ordenada, ao invés de prender em postes ou árvores.

É importante lembrar que no início da administração do Prefeito, a Subprefeitura chegou a arrancar algumas bicicletas presas em postes na zona sul. Somente depois da repercussão ruim do ato é que o prefeito mandou deixar as bikes presas em postes, não permitindo que sejam presas em árvores.

Outro erro do mapa é que nele a ciclo faixa (e não ciclovia!) da Rua Xavier da Silveira tem acesso à ciclovia da Av. Atlântica, quando na verdade não tem! Ou seja, os ciclistas que vem pela Rua Xavier da Silveira e queiram acessar a ciclovia da Av. Atlântica tem de andar pela calçada até as esquinas das ruas Bolívar e Miguel Lemos que tem acesso á ciclovia da orla.

Vale lembrar que a circulação de bicicletas sobre as calçadas é permitido desde que haja sinalização (art.  59 do Código Brasileiro de Trânsito), mas não há sinalização nesses locais.

O mapa esta mal sinalizado pois leva a acreditar que há mais ciclovias do realmente existe. As únicas ciclovias existentes em Copacabana são a da Rua Francisco Otaviano e Av. Atlântica. As "ciclovias" existentes na Rua Figueredo de Magalhães e Av. Princesa Isabel são na verdade ciclo faixas. Nas ruas Djalma Ulrich, Leopoldo Miguez, Aires Saldanha, Duvivier e Min. Viveiros de Castro tem apenas pistas compartilhadas.

A classificação quanto a ciclovia, ciclo faixa e pista compartilhada esta expressamente prevista no anexo I do Código Brasileiro de Trânsito. Vamos a elas:

- Ciclovia é um espaço segregado para fluxo de bicicletas. Isso significa que há uma separação física isolando os ciclistas dos demais veículos. A ciclovia da Av. Atlântica é um exemplo de via segregada. Essa separação pode ser através de mureta, meio fio, grade, blocos de concreto ou outro tipo de isolamento fixo. A ciclovia é indicada para avenidas e vias expressas, pois protege o ciclista do tráfego rápido e intenso.

- Ciclo faixa é quando há apenas uma faixa pintada no chão, sem separação física de qualquer tipo (inclusive cones ou cavaletes). Pode haver “olhos de gato” ou no máximo os tachões do tipo “tartaruga”, como os que separam as faixas de ônibus. É Indicada para vias onde o trânsito motorizado é menos veloz, é muito mais barata que a ciclovia, pois utiliza a estrutura viária existente.

- Pista compartilhada é quando o tráfego de bicicletas pode ser compartilhado tanto com carros quanto com pedestres.

Pelo Código Brasileiro de Trânsito,  quando não houver ciclovia ou ciclo faixa, a via deve ser compartilhada (art. 58). Ou seja, bicicletas e carros podem e devem ocupar o mesmo espaço viário.

Os veículos maiores devem prezar pela segurança dos menores (art. 29 § 2º), respeitando sua presença na via, seu direito de utilizá-la e a distância mínima de 1,5m ao ultrapassar as bicicletas (art. 201), diminuindo a velocidade ao fazer a ultrapassagem (art. 220 item XIII).

Nós já pedimos à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) que corrija os erros.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM O PROCON CARIOCA PARA DISCUTIR QUESTÕES REFERENTES AO DIREITO DO CONSUMIDOR!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma reunião com a Secretaria Extraordinária de Defesa do Consumidor – Procon Carioca para discutir e debater com os moradores questões referente ao Direto do Consumidor.

A reunião contou com a presença da Sra. Solange Amaral, Secretária Extraordinária de Defesa do Consumidor, que falou sobre as ações do PROCON CARIOCA como, por exemplo, a campanha “Todos de Olho na Validade

Essa campanha visa esclarecer que, a partir do dia 15 de agosto de 2012, os consumidores que encontrarem produtos com a data de validade vencida  nas gôndolas dos supermercados receberão, de graça, outro produto igual, dentro da validade. Se não houver mais unidades do mesmo produto, o consumidor receberá um equivalente.

Ficou definido na reunião a SAC vai enviar ao PROCON CARIOCA uma relação de agências bancárias onde os direitos do consumidores são mais violados, e posteriormente será agendado uma vistoria nessas agências.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONDENA O BANCO BRADESCO A INSTALAR EM SUAS AGÊNCIAS PORTAS DE SEGURANÇA COM DETECTORES DE METAIS!

No dia 02/03/11, a agência do Banco Bradesco existente na esquina da Rua Santa Clara com Av. N. S. de Copacabana, foi assaltada havendo inclusive a feitura de clientes como reféns.

Esse fato grave chamou-nos a atenção para outro fato ainda mais grave: o Banco Bradesco não instala em suas agências, pelo menos nas de Copacabana, portas giratórias com detector de metais!

Essa iniciativa do banco é ilegal e viola expressamente o disposto na Lei nº 2.224/94, que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de portas giratórias com detectores de metais nos estabelecimentos bancários.

Essa atitude do Banco Bradesco em se negar a colocar as portas giratórias é, no mínimo, arriscada e imprudente, pois contribui consideravelmente para submeter os seus funcionários e clientes a serem vítimas potenciais de assaltantes.

Ora, um ladrão na hora de escolher entre uma agencia com ou sem porta giratória, com toda certeza preferirá aquela agência que não tem esse dispositivo de segurança.

Face o exposto, a Sociedade Amigos de Copacabana deu entrada em 02/03/2011, numa representação junto ao Ministério Público do Estado do RJ, solicitando  que se tomasse as providências legais cabíveis no sentido de assegurar um mínimo de segurança aos moradores e clientes dessa instituição bancária.

A 1º Promotoria de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor do MP então entrou em 28/11/2011, com uma ação judicial, Processo No 0452249-69.2011.8.19.0001, em face do Banco Bradesco cobrando o cumprimento da lei.

O juiz da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado do RJ em decisão tomada dia 29/06/2012,  condenou o Banco Bradesco a instalar, em suas agências bancárias situadas no Estado do Rio de Janeiro, portas de segurança com detectores de metais, em cumprimento à Lei Estadual nº 2.224/94, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias, sob pena de multa diária de R$10.000,00 (dez mil reais).

O Banco Bradesco no entanto apelou da sentença.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA 2º REUNIÃO COM OS CANDIDATOS A PREFEITO DO RIO!

A Sociedade Amigos de Copacabana com vistas às eleições 2012 realizou duas reuniões com os principais candidatos a prefeito da cidade do RJ.

O objetivo dessas reuniões é proporcionar aos moradores do bairro uma excelente oportunidade de conhecer os candidatos, ouvir as suas propostas de governo e também do candidato ouvir os anseios da população.

O primeiro candidato convidado foi o Deputado Estadual Marcelo Freixo, candidato pelo PSOL, no dia 26/07/2012.

O segundo candidato convidado foi o Prefeito Eduardo Paes, candidato a reeleição pela Coligação Somos um Rio (PMDB – PT – PP – PDT – PTB – PSB – PPS – PSC – PC do B – PRB – PRP – PMN – PSL – PTC – PSDC – PT do B – PHS – PSD - PTN – PRTB), no dia 30/08/2012, no entanto apesar de ter confirmado a sua presença o prefeito acabou não comparecendo à reunião.

PRESIDENTE DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É REELEITO PRESIDENTE DO CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE COPACABANA E LEME!

O Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) criado pela Secretaria de Estado de Segurança através da Resolução SSP nº 263 de 27/07/1999, e regulamentado pela Resolução SSP nº 781, de 08/07/2005, entidade supra-governamental, de natureza civil, composta por representações das polícias civil e militar, órgãos governamentais da União, do Governo do Estado e do Município e entidades da sociedade civil organizada, vinculada inorganicamente à Secretaria de Estado de Segurança (SESEG) e ao Instituto de Segurança Pública (ISP), através da Área Integrada de Segurança Pública 19 (AISP19), em reunião ordinária realizada no dia 17/07/2012, no auditório do 19º Batalhão de Polícia Militar, reelegeu por aclamação o presidente da Sociedade Amigos de Copacabana como presidente do CCSCL por mais mandato de 02 anos. Fazem parte da diretoria reeleita, Juliano Werneck, vice-presidente; Salles Carneiro, 1º secretário; Anna Baldotto; 2º secretária e Sergio Canedo, diretor social e de Assuntos Comunitários.

Estiveram presentes à reunião as seguintes autoridades: Ten-Cel PM William Sodré, subcomandante do 19ºBPM; Dr. Eduardo Batista, delegado titular da 13ºDP, Dr. Carlos Abreu, delegado assistente da 13ºDP; Dr. Marcos Mendonça, delegado titular da 12ºDP; Ten-Cel PM Joseli Candido, comandante do BPTur; Cap. PM Douglas, comandante da UPP Tabajaras/Cabritos; Ten. PM Garcia, subcomandante da UPP Pavão/Pavãozinho/Cantagalo; Asp. PM Miguel, subcomandante da UPP Chapéu Mangueira/Babilônia; Ten-Cel BM Victor Lourenço, comandante do 17º Grupamento de Bombeiros Militar; Subinspetor Claudio, da 2º IGM; Inspetor Pereira, comandante do 1º Grupamento Especial de Trânsito (1ºGET) e o Inspetor Gilmarcio, comandante da UOP Copacabana.

MORADORES DA AV. N. S. DE COPACABANA RECLAMAM DO SOM DOS ALTO FALANTES DAS VANS QUE TRAFEGAM NO BRS!

Nossa associação vem recebendo diversas reclamações de moradores cujos apartamentos dão de frente para pontos de ônibus da Av. N. S. de Copacabana reclamando que a noite diversas vans trafegam pelo BRS da Av. N. S. de Copacabana utilizando buzinas e alto falantes para anunciar seus itinerários e angariar passageiros.

O que mais se ouve nos alto falantes das vans são as seguintes expressões: “Av. Brasil, Caju, Vila São João”.

O som alto e constância com a qual essas vans passam tem sido motivos de reclamações constantes dos moradores.

Os motoristas das vans que fazem uso desses equipamentos comentem as seguintes infrações previstas nos arts. 227, 228 e 229 do Código de Trânsito Brasileiro. Veja o que diz o Código de Trânsito Brasileiro:

“Art. 227. Usar buzina:

I - em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos; II - prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto; III - entre as vinte e duas e às seis horas; IV - em locais e horários proibidos pela sinalização; V - em desacordo com os padrões e frequências estabelecidas pelo CONTRAN:

Infração - leve;

Penalidade - multa.”

“Art. 228. Usar no veículo equipamento com som em volume ou frequência que não sejam autorizados pelo CONTRAN:

Infração - grave;

Penalidade - multa;

Medida administrativa - retenção do veículo para regularização.”

“Art. 229. Usar indevidamente no veículo aparelho de alarme ou que produza sons e ruído que perturbem o sossego público, em desacordo com normas fixadas pelo CONTRAN:

Infração - média;

Penalidade - multa e apreensão do veículo;

Medida administrativa - remoção do veículo.”

Mas apesar de haver uma legislação que proíbe essa prática verificamos que não há NENHUMA fiscalização dos órgãos públicos.

Face o exposto já pedimos providências ao Sr. Alexandre Sansão, então Secretário Municipal de Transportes.

CET-RIO PINTA FAIXA PARA PEDESTRES NA RUA FIGUEIREDO DE MAGALHÃES, MAS NÃO COLOCA O SINAL!

A CET-RIO pintou uma faixa para pedestres na Rua Figueiredo de Magalhães, na esquina da Rua Barata Ribeiro, http://twitpic.com/a9277n mas não colocou o sinal!

Sem o sinal os pedestres que atravessam ali não tem como saber qual o momento correto de cruzar a via com segurança!

Quanto a isso diz o Código de Trânsito Brasileiro:

Art. 88. Nenhuma via pavimentada poderá ser entregue após sua construção, ou reaberta ao trânsito após a realização de obras ou de manutenção, enquanto não estiver devidamente sinalizada, vertical e horizontalmente, de forma a garantir as condições adequadas de segurança na circulação.

Parágrafo único. Nas vias ou trechos de vias em obras deverá ser afixada sinalização específica e adequada.”

Já pedimos providências à CET-RIO.

CET-RIO PINTA A SINALIZAÇÃO HORIZONTAL DA RUA TONELERO, MAS SE ESQUECE DE PINTAR A FAIXA DE PEDESTRE!

Vejam na foto http://twitpic.com/a92cb5 que a Rua Tonelero depois de ser recapeada pelo Operação Asfalto Liso, a CET-RIO pintou a sinalização horizontal da via, mas esqueceram de pintar a faixa de pedestres na esquina com a Rua Siqueira Campos!

Essa faixa de pedestre foi colocada ali atendendo um pedido à época, devido ao enorme fluxo de pessoas que atravessam por ali para acessar a estação do Metrô.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR A CONCESSÃO DE ALVARÁS PARA BANCAS DE JORNAIS, QUIOSQUES DE PLANTAS, AMBULANTES E MESAS E CADEIRAS NAS CALÇADAS DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma reunião para discutir e debater questão referentes a concessão de alvarás para bancas de jornais, quiosques de plantas, ambulantes e mesas e cadeiras nas calçadas de Copacabana, etc.

Para participar da reunião foi convidada a Sra. Maria da Gloria Branco, Coordenadora de Licenciamento e Fiscalização (CLF) da Secretaria Especial das Ordem Pública (SEOP).

LEVANTAMENTO CONSTATA QUE O NÚMERO DE LIXEIRAS NAS PRINCIPAIS VIAS DE COPACABANA É INSUFICIENTE PARA ATENDER AS NECESSIDADE DA POPULAÇÃO!

A Sociedade Amigos de Copacabana já algum tempo vem recebendo reclamações quanto ao número insuficiente de papeleiras (lixeiras) nas principais vias do bairro de Copacabana.

A nossa associação resolveu fazer uma contagem durante os meses de maio e junho de 2012 e verificou que o número de lixeiras nas Av. N. S. de Copacabana, Rua Barata Ribeiro e Rua Raul Pompéia é muito pequeno e não atende as necessidades dos pedestres.

Quanto as lixeiras para recolher pilhas e baterias, o déficit é ainda maior. O nosso levantamento contatou que nessas principais vias só havia 02 únicas papeleiras para recolher pilhas e baterias!!!

Não há uma regra que estabeleça a distância mínima entre as lixeiras, mas estudiosos do assunto recomendam que, em locais movimentados, haja uma lixeira a cada 50 m de calçada. Em ruas comerciais, pontos de ônibus, escolas e praças, elas não podem estar a menos de 25 m uma da outra.

Levantamento da Quantidade de Papeleiras(lixeiras) nas principais vias de Copacabana

Av. N. S. de Copacabana (por quarteirão)

lado esquerdo

lado direito

Francisco Otaviano / Joaquim Nabuco

3*

1

Joaquim Nabuco / Rainha Elizabeth

2

1

Rainha Elizabeth / Julio de Castilho

1

2

Julio de Castilho / Francisco Sá

1

1

Francisco Sá / Souza Lima

2

2

Souza Lima / Sá Ferreira

1

1

Sá Ferreira / Alm. Gonçalves

1

4

Alm. Gonçalves / Djalma Ulrich

1

2

Djalma Ulrich / Miguel Lemos

1

1

Miguel Lemos / Xavier da Silveira

1

2

Xavier da Silveira / Bolívar

2

2

Bolívar / Barão de Ipanema

2

0

Barão de Ipanema / Constante Ramos

0

2

Constante Ramos / Dias da Rocha

1

3

Dias da Rocha / Raimundo Correa

2

0

Raimundo Correa / Santa Clara

2

1

Santa Clara / Figueiredo de Magalhães

3

3

Figueiredo de Magalhães / Siqueira Campos

3

2

Siqueira Campos / Hilário de Gouveia

1

1

Hilário de Gouveia / Paula Freitas

1

0

Paula Freitas / República do Peru

0

2

República do Peru / Fernando Mendes

1

3

Fernando Mendes / Rodolfo Dantas

1

0

Rodolfo Dantas / Duvivier

2

0

Duvivier / Ronald de Carvalho

2

2

Ronald de Carvalho / Belfort Roxo

1

2

Belfort Roxo / Prado Jr.

2*

2

Prado Jr. / Princesa Isabel

0

1

Subtotal

35

43

Total

78

* 02 das papeleiras do lado esq. é para recolher pilhas e baterias.

   
     

Rua Barata Ribeiro (por quarteirão)

lado esquerdo

lado direito

Princesa Isabel / Prado Jr.

1

0

prado Jr. / Belfort Roxo

1

2

Belfort Roxo / Ronald de Carvalho

1

1

Ronald de Carvalho / Duvivier

1

1

Duvivier / Rodolfo Dantas

2

4

Rodolfo Dantas / Gen. Azevedo Pimentel

2

3

Gen. Azevedo Pimentel / Mascarenhas de Morais

1

2

Mascarenhas de Morais / República do Peru

2

2

República do Peru / Paula Freitas

2

2

Paula Freitas / Hilário de Gouveia

1

3

Hilário de Gouveia / Siqueira Campos

2

1

Siqueira Campos / Figueiredo de Magalhães

2

3

Figueiredo de Magalhães / Santa Clara

3

2

Santa Clara / Raimundo Correa

0

2

Raimundo Correa / Dias da Rocha

1

2

Dias da Rocha / Constante Ramos

3

1

Constante Ramos / Barão de Ipanema

1

2

Barão de Ipanema / Bolívar

0

1

Bolívar / Xavier da Silveira

2

0

Xavier da Silveira / Miguel Lemos

2

0

Miguel Lemos / Djalma Ulrich

0

1

Subtotal

30

35

total

61

     

Rua Raul Pompéia(por quarteirão)

lado esquerdo

lado direito

Sá Ferreira / Souza Lima

1

0

Souza Lima / Francisco Sá

2

1

Francisco Sá / Julio de Castilho

2

3

Julio de Castilho / Rainha Elizabeth

1

3

Rainha Elizabeth / Joaquim Nabuco

1

1

Joaquim Nabuco / Francisco Otaviano

1

2

Subtotal

8

10

total

18

ENQUANTO A CIDADE REALIZA A RIO+20, FALTAM ÁRVORES NA AV. ATLÂNTICA!

Enquanto a cidade do RJ discute a sustentabilidade no evento da RIO+20, a Av. Atlântica, cartão postal do bairro de Copacabana e da cidade do RJ, carece de um melhor cuidado com a sua arborização! Num levantamento feito por nós verificamos que faltam 49 árvores no calçadão da Av. Atlântica!! Veja nos links abaixo as fotos das golas vazias da Av. Atlântica:

http://twitpic.com/9x6u76

http://twitpic.com/9x6vun

O GOVERNO DO ESTADO QUER FECHAR OS POSTOS DE GASOLINA DA ORLA, MAS UTILIZA ESSES MESMOS POSTOS!

O Governo do Estado quer fechar os postos de gasolina da orla de Copacabana e entregar os terrenos para a Prefeitura. Mas num total contrassenso o Governo do Estado e a Prefeitura, tal como diversos moradores, também são usuárias dos postos.

Veja o flagrante de uma van da Operação Lei Seca estacionada no posto de gasolina do posto 6: http://twitpic.com/9x6xni

Veja o flagrante também de uma van da RIOTUR calibrando os pneus no posto de gasolina do posto 6: http://twitpic.com/9x6z8e

Veja ainda o flagrante das motos dos batedores da Presidência da República estacionadas num dos postos de gasolina da orla: http://twitpic.com/9x71bg.

SINALIZAÇÃO DOS PONTOS DE ÔNIBUS DA AV. N. S. DE COPACABANA ESTÁ EM PÉSSIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO!

A sinalização dos pontos de ônibus do sistema BRS na Av. N. S. de Copacabana inaugurado no dia 24/02/2012 esta em péssimo estado de conservação: http://twitpic.com/9xpctd.

Um levantamento feito pela Sociedade Amigos de Copacabana constatou que diversos abrigos de ônibus estão com a sinalização das linhas que param nos pontos destruídas por ação de vândalos. Alguns pontos nem sinalização tem! Os pontos do BRS da Rua Barata Ribeiro e da Av. Princesa Isabel inaugurados posteriormente também estão esta estado precário.

Nós já solicitamos à Companhia de Engenharia de Trânsito (CET-RIO) que tome providências para refazer toda a sinalização dos pontos.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PROJETO "RIO LIMPO" DE COMBATE À POLUIÇÃO VISUAL!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou no dia 31/05/2012 uma reunião com moradores e comerciantes do bairro de Copacabana e Leme para falar, debater e esclarecer as dúvidas dos moradores, síndicos e comerciantes sobre a aplicação do Decreto nº 35.507/2012, o chamado Projeto “RIO LIMPO” de combate á poluição visual em determinados bairros, dentre eles Copacabana.

Foram esclarecidas diversas dúvidas quanto a nova regulamentação dos letreiros nas fachadas dos condomínios, do comércio, o aluguel de empenas de condomínios para publicidade, etc.

A reunião contou com a presença do  Sr. Alfredo Iglesias, Diretor da Divisão de Publicidade da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF).

MORADORES DE COPACABANA SÃO CONTRA O FECHAMENTO DOS POSTOS DE ABASTECIMENTO NA ORLA MARÍTIMA!

Os moradores de Copacabana em sua maioria são favoráveis a manutenção dos postos! Participe do abaixo assinado online contra o fechamento dos postos de abastecimento na orla de Copacabana e Leme: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N24251.

Os juízes da 2a, 6a e 15a Varas de Fazenda Pública acataram os argumentos de 03 (três) ações judiciais distintas, e concederam liminar para que os 05 (cinco) postos de gasolina situados na orla de Copacabana e Leme mantenham as suas atividades.

Através do Escritório Taunay, Sampaio & Rocha Advogados, o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de
Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb)
ingressou na Justiça contra a decisão do Governo do Estado de retomar os terrenos onde funcionam os postos na orla de Copacabana.

O argumento que mais sensibilizou os magistrados foi o fato de se tratar de terreno de marinha, que é de domínio da União, e não poderia o Governo do Estado invadir a competência da União.

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve presente, no dia 15/05/12, em uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa (ALERJ) para discutir essa questão. Veja no link ao lado como foi a audiência pública: http://www.tvalerj.tv/PlayMedia.do?mediaId=12957

A Sociedade Amigos de Copacabana também esteve presente, no dia 29/03/12, em um Debate Público promovido pela Câmara Municipal do RJ para discutir e debater a determinação do Governo do Estado em não renovar as permissões para ocupação de áreas, onde hoje estão instalados 10 (dez) postos revendedores de combustíveis, a saber, 9 na zona sul e um na zona norte.

Posteriormente o Governo do Estado em acordo firmado com a BR Distribuidora, concordou em manter os demais postos desde que os 05 (cinco) localizados ao longo da Avenida Atlântica fossem fechados!!!

Com essa medida 03 postos no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas e, 01 no Aterro do Flamengo, situado entre o Aeroporto Santos Dumont e o MAM e o outro situado na Av. Radial Oeste, em frente a UERJ serão mantidos.

Vejam o vídeo do Debate Público: http://www.camara.rj.gov.br/riotv_verprog_alaudpublicas.php?prog=948

Veja a entrevista da Sociedade Amigos de Copacabana no programa CBN RIO: http://cbn.globoradio.globo.com/cbn-rj/2012/05/02/DECISAO-DE-SERGIO-CABRAL-DE-FECHAR-POSTOS-DE-GASOLINA-NA-AV-ATLANTICA-VAI-DAR-INICIO.htm

Nós somos totalmente contra essa medida, pois ela trará sérios prejuízos aos moradores de Copacabana e Leme.

Essa decisão irá causar uma redução drástica na oferta desse tipo de serviço, ou seja de 07 (sete) postos, restará apenas 02 (dois).

Essa medida, do ponto de vista do morador enquanto consumidor, poderá causar sérios prejuízos na medida que, a diminuição drástica na oferta desse tipo de serviço, pode favorecer a combinação de preços nos postos restantes.

A redução do número de postos trará problemas também no lazer dos moradores, pois milhares de pessoas que usam os calibradores existentes nos postos da orla para encher os pneus das suas bicicletas para então passearem na ciclovia da praia de Copacabana, ficaram sem esse serviço. Sem a opção desses calibradores onde as pessoas vão encher os seus pneus?!

A argumentação do Governo do Estado, para sustentar o fechamentos dos postos da orla é de que eles “degradam e enfeiam o meio ambiente”.

Não concordamos com essa tese, pois os postos de abastecimento já existem na orla há mais de 40 anos e já faz parte da paisagem do bairro.

Por todo exposto, é que somos totalmente contra essa decisão e já nos manifestamos desta forma junto ao Governo do Estado.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA POLUIÇÃO DO AR CAUSADO PELA OBRA DE CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 DO METRÔ, EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com  os problemas causados pela emissão de partículas (poeira) pelo sistema de exaustão da obra da Estação Gen. Osório, na Rua Gastão Bahiana, em Copacabana, realizou uma reunião para tratar esse assunto, no dia 26/04/2012, 5º feira, das 19:30 às 21:30h, no auditório do Hospital São Lucas, na Rua Pompeu Loureiro nº 56, Copacabana (na entrada do estacionamento rotativo defronte ao SENAC!).

Estiveram presentes à reunião os engenheiros Luiz Antonio e Marcelo Santos da Construtora Odebrecht, e o engenheiro Francisco Torres da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do RJ (RIOTRILHOS).

Nossa associação tem recebido diversas reclamações de moradores referentes à emissão de partículas (poeira) proveniente da saída do sistema de exaustão e insuflamento da obra de interligação da Linha 1 com a Linha 4 do Metrô, situado na Rua Barata Ribeiro esquina com a Rua Prof. Gastão Bahiana, em Copacabana.

Foram convidados também a participar da reunião representantes do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), ninguém compareceu.

Nessa reunião ficou definido que seria montado um "grupo de trabalho" com os moradores presentes à reunião para monitor os impactos que a referida obra estariam lhes causando. Ficou definido que também seria marcado uma visita à obra para ver "in loco" como funciona o sistema de insuflamento e exaustão. A construtora também se comprometeu a arcar com os custos de contratação de uma firma, ou universidade, independente para realizar uma monitoramento dos impactos ambientais gerados pela obra.

CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE COPACABANA E LEME REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O NÚMERO EXCESSIVO DE AUTORIZAÇÕES PARA CAMELÔS COLOCAREM BARRACAS NAS CALÇADAS DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana tem verificado que esta havendo um número excessivo de ambulantes autorizados pela Prefeitura que estão loteando alguns quarteirões de ruas de Copacabana, transformando esses lugares em verdadeiros “camelódromos”.

As ruas Santa Clara e Figueiredo de Magalhães, no trecho entre a Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro, estão com as calçadas quase que totalmente tomadas de barracas de ambulantes autorizados pela Prefeitura.

Na Rua Santa Clara nós contamos 25 barracas!!! Na Rua Figueredo de Magalhães contamos 11 barracas!!!

Se a enxurrada de autorizações continuar assim, o bairro corre o risco de voltar a ser aquele camelódromo de outrora.

Vejam nos links abaixo o absurdo que essas ruas estão ficando abarrotadas de barracas:

http://twitpic.com/8kwidg

http://twitpic.com/8kwlm3

http://twitpic.com/8kwmom

http://twitpic.com/8kwo6h 

Nós estamos cobrando explicações da Prefeitura quanto o excesso de autorizações para a instalações de ambulantes nas calçadas de Copacabana.

Para discutir esse assunto o Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) realizou no dia 17/04/2012, as 18h, no auditório do 19º BPM, uma reunião que contou com a presença do Sr. Eduardo Laviola, Coordenador de Controle Urbano (CCO) e o Sr. Marcelo Maywald, Subsecretário Municipal de Ordem Pública, além de diversas autoridades civil e militares.

COMISSÃO ESTADUAL DE CONTROLE AMBIENTAL REALIZA 2º AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A INTERLIGAÇÃO DA LINHA 4 DO METRÔ COM A LINHA 1 NA ESTAÇÃO GAL. OSÓRIO, EM IPANEMA!

A Comissão Estadual de Controle Ambiental (CECA) realizou no dia 27/02/2012, às 19h, na Escola Estadual André Maurois, situada na Rua Visconde de Albuquerque n° 1.325, Leblon, a Audiência Pública para apresentação e discussão do Relatório de Impacto Ambiental - RIMA, com relação ao requerimento de Licença Prévia da empresa CONCESSIONÁRIA RIO BARRA S/A para as obras de interligação da Linha 4 (Etapa 1 - Barra da Tijuca/Gávea) com a Linha 1 (Estação General Osório - Expansão).

A Sociedade Amigos de Copacabana e diversas outras associações de moradores da Barra da Tijuca e de bairros da zona sul estiveram presentes protestando contra o traçado proposto pelo Governo estado para a construção da linha 4 do Metrô.

A proposta do Governo do Estado é interligar a Linha 4 vinda da Barra da Tijuca com a Linha 1 na estação Gal. Osório, em Ipanema.

Se isso ocorrer a operação do sistema metroviário, que já esta bastante complicado devido ao fato da Linha 2 proveniente da Pavuna já estar entrando na Linha 1 com a inauguração da chamada Linha 1A,, vai ficar ainda pior, pois teremos 03 linhas (Linhas 1, 2 e 4) todas operando em uma única linha, ou seja um verdadeiro “Linhão”.

Hoje em dia o que se vê no Metrô do RJ é um verdadeiro absurdo, pois é comum os trens fazerem paradas bruscas e o maquinista anunciar nos alto-falantes o seguinte: “Desculpem o transtorno, mas estamos aguardando a liberação do tráfego a frente!”. Ora, isso nunca se ouviu falar até os dias de hoje, ou seja, o Metrô esta enfrentando “engarrafamentos”!!!!

O Governo do Estado, por sua vez, diz que esse problema criado por eles com o advento da inauguração da Linha 1A, será resolvido (?!) com a chegada dos novos trens. Ora, essa informação não é verdade, pois se com os poucos trens já estamos tendo tantos problemas de ordem operacional, como é que colocando mais trens o problema vai melhorar?!

Os moradores de Copacabana estão seriamente preocupados com a possibilidade de, caso o Governo do Estado mantenha a decisão da interligar a Linha 4 na Linha 4, os trens que chegarem da Barra da Tijuca venham verdadeiramente “abarrotados” de passageiros inviabilizando a sua utilização pelos moradores de Copacabana.

Nós defendemos um traçado diferente com a Linha 4 vinda da estação Alvorada, passando pelas estações Jardim Oceânico, Rocinha, Gávea, Jardim Botânico, Humaitá, Laranjeiras e terminando na estação Carioca, no centro da cidade.

Vejam no link ao lado o traçado propostos por nós ao Governo do Estado:  http://twitpic.com/8qolni

Veja no link http://www.youtube.com/watch?v=17Tb-J4Ix1M a fala do promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do RJ. Dr. Carlos Saturnino, feita durante a audiência pública. O promotor demonstrou com todos os argumentos que a proposta do Governo do Estado é totalmente equivocada!

O Secretário de Estado da Casa Civil, Regis Fichtner, presente à audiência, se limitou somente em afirmar que respeitava as diversas manifestações contrárias dos presentes, mas que o Governo do Estado vai manter o traçado proposto mesmo contra a vontade da população.

Viste o site do Movimento Linha 4 O Metrô que o Rio Precisa e saiba mais sobre esse assunto que vai mexer com a vida de toda nossa cidade.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR A ATUAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com as deficiências de atuação da Guarda Municipal no bairro de Copacabana, realizou em janeiro de 2012 uma reunião para discutir e debater o assunto, inclusive advento da implantação da Unidade de Ordem Pública (UOP) no bairro.

A reunião contou com a presença do Cel Claudio de Almeida Neto, chefe de gabinete do Inspetor Geral da Guarda Municipal do RJ, Inspetor Gilmárcio, comandante da UOP Copacabana, Inspetor Alex, coordenador das UOPs e o Inspetor Marcio, comandante da 2º IGM (zona sul). Na reunião foi feito um amplo diagnóstico dos problemas de Copacabana.

PREFEITURA DECLARA COPACABANA COMO A"CAPITAL TURÍSTICA DA TERCEIRA IDADE"!

Em decreto publicado no Diário Oficial do RJ, no dia 23/12/11, a Prefeitura declarou o bairro de Copacabana como a “Capital Turística da Terceira Idade”. Segundo o decreto, o Município do Rio, por meio dos órgãos competentes, deverá assegurar o perfeito funcionamento no bairro e seus arredores de projetos, ações e equipamentos municipais voltados para a população idosa, como Academias da Terceira Idade, Projeto Qualivida e Casas de Convivência. Mas para isso ser, de fato, uma realidade ainda falta muita coisa.

A Sociedade Amigos de Copacabana acompanhada do jornal O GLOBO fez um passeio por Copacabana onde mostramos as diversas deficiências em matéria de acessibilidade para idosos com mobilidade reduzida e também para portadores de deficiência física.

Vejam no link ao lado a reportagem: http://oglobo.globo.com/videos/t/todos-os-videos/v/pega-velhinhos/1758659

O Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) realizou  no dia 17/01/12 uma reunião ordinária para debater esse assunto. Estiveram presentes à reunião a Sra. Sandra Julião, Subsecretária Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida e o Sr. Carlos Roberto Osório, Secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos, além de outras autoridades civis e militares com atuação no bairros de Copacabana e Leme.

CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE COPACABANA E LEME É CONTRA ÀS MUDANÇAS NA LAVRATURA DOS BOLETINS DE ACIDENTE DE TRÂNSITO SEM VÍTIMAS!

O Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) criado pela Secretaria de Estado de Segurança através da Resolução SSP nº 263 de 27/07/1999, e regulamentado pela Resolução SSP nº 781, de 08/07/2005, entidade supra-governamental, de natureza civil, composta por representações das polícias civil e militar, órgãos governamentais da União, do Governo do Estado e do Município e entidades da sociedade civil organizada, vinculada inorganicamente à Secretaria de Estado de Segurança (SESEG) e ao Instituto de Segurança Pública (ISP), através da Área Integrada de Segurança Pública 19 (AISP19), em reunião ordinária realizada no dia 22/11/2011, 3º feira, das 18 às 20h, no auditório do 19º Batalhão de Polícia Militar, situado na Rua Figueiredo Magalhães nº 550, decidiu que é favorável que a PMERJ continue a fazer os Boletins de Acidente de Trânsito (BRAT) nos acidentes que não tiverem vítimas.

O comando da PMERJ decidiu que a partir de 1º de dezembro de 2011, não mais faria os BRAT nessas circunstâncias e disse que nesses casos as partes envolvidas no acidente deverão espontaneamente procurar uma unidade da PMERJ para lavrar o BRAT.

O entendimento do CCSCL foi de que o BRAT é um documento fundamental para que o motorista acione a sua seguradora e também para fazer prova junto ao Poder Judiciário numa possível ação de indenização.

A nossa preocupação é a seguinte: Mas se o motorista que deu causa à colisão não quiser ir ao posto policial seja por qualquer motivo? Será que a PMERJ vai lavrar mesmo assim o BRAT?

Para lavrar o BRAT é necessário relacionar no documento o nome completo dos envolvidos (motoristas), o número das suas carteiras de habilitação, dados do veículo (Placa, modelo e RENAVAM) e endereço dos envolvidos.

Sem o BRAT o motorista que foi vítima terá dificuldades em acionar a sua seguradora. E terá dificuldades também de fazer prova numa possível ação judicial de indenização.

A reunião contou com a presença dos representantes da área de segurança e defesa civil com atuação no bairro de Copacabana, além de outras autoridades civis e militares.

O Sr. Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana e também presidente do CCSCL esteve reunido no dia 05/12/11 com o Comandante Geral da PMERJ e protestou quanto às mudanças realizadas na lavratura dos BRATs.

O CCSCL vai enviar ofício ao comando da PMERJ solicitando que essa decisão seja revista.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM FUNDAÇÃO PARQUE E JARDINS PARA DISCUTIR A ARBORIZAÇÃO DO BAIRRO E A CONSERVAÇÃO DAS PRAÇAS DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) realizou em novembro uma reunião com o Sr. David Lessa, presidente da Fundação Parque e Jardins (FPJ) para tratar da arborização do bairro e também para discutir a conservação das praças. Em particular, iremos tratar também da questão referente á derrubada do muro da Praça Sarah Kubitschek.

A Diretoria de Áreas Verdes da COMLURB, responsável pela poda das árvores também se fez presente.

A SAC fez uma apresentação para o presidente da FPJ sobre o levantamento da quantidade de golas vazias, sem árvores, na Av. Atlântica (34 golas), Av. N. S. de Copacabana (12 golas), Ruas Barata Ribeiro e Raul Pompéia (21 golas) e ficamos surpresos com a quantidade!

Nós também mostramos um levantamento da situação das praças do bairro. Foram vistoriadas por nós as praças Serzedelo Correa, Lido é a  Manoel Campos da Paz (Inhangá).

As fotos dos problemas dessas praças estão no nosso Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002478986480

ALARGAMENTO DE CALÇADA ESTREITA NA RUA FIGUEIREDO DE MAGALHÃES NÃO SAI DO PAPEL!

Em 01/04/2009, A Sociedade Amigos de Copacabana recebeu um telefonema do Subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, que trouxe uma boa notícia para Copacabana. A Secretaria Municipal de Obras e Conservação (SMO), em atenção a um pedido nosso, decidiu realizar uma obra para aumentar a calçada da Rua Figueiredo de Magalhães, no trecho entre a Rua Barata Ribeiro e a Rua Edmundo Lins.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-RIO) chegou a fazer um projeto prevendo um aumentando da calçada em aproximadamente 2 metros de largura.

Em setembro de 2005 a Sociedade Amigos de Copacabana pediu providências quanto ao fato de moradores e usuários da estação Siqueira Campos do metrô que passam por essa calçada, se expõem diariamente ao risco de serem atropelados. Naquele trecho a calçada é muito estreita e o grande número de pessoas que por ali passam diariamente acaba por obrigar que se arrisquem caminhando pela rua disputando espaço com os veículos. O problema é ainda maior no horário do "rush".

No entanto passado todo esse tempo de espera, a obra ainda não foi realizada

Vejam as fotos do problema:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3432881495

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3432881503/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3432881507/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA APOIA AÇÃO JUDICIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SOBRE A CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 DO METRÔ!

A Sociedade Amigos de Copacabana participou de uma reunião, dia 31/10/11, com o promotor de Justiça, Dr. Carlos Saturnino, titular da 1ª Promotoria de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural onde lhe foi entregue um documento formalizando o apoio de diversas associações de moradores da zona sul, centro e Barra da Tijuca à ação judicial que será promovida pelo Ministério Público do Estado do RJ sobre a construção da Linha 4 do Metrô.

Vejam a foto do encontro: http://twitpic.com/79c77l

5ºIRLF COMEÇA A NOTIFICAR OS ESTABELECIMENTOS DE COPACABANA QUE FUNCIONAM COM ALVARÁ PROVISÓRIO!

Depois da tragédia do restaurante da praça Tiradentes que explodiu devido ao uso de cilindros de gás e que não tinha certificado aprovação do Corpo de Bombeiros e que vinha funcionando com alvará provisório desde 2008, a Prefeitura parece que resolveu "trabalhar".

Vejam no link abaixo a notificação da 5º Inspetoria Regional de Licenciamento e Fiscalização (IRLF) fixada na porta do Restaurante "Keyzen", situado na Rua Aires Saldanha nº 10, que já funciona no local a mais de 01 ano com alvará provisório!

Vejam a foto da notificação: http://twitpic.com/79e6ve

MORADORES PROTESTAM CONTRA A INSTALAÇÃO DE UMA ANTENA DE TELEFONIA COLOCADA NO TELHADO DE UM PRÉDIO TOMBADO NO LIDO!

Recebemos a denuncia de um morador de que esta sendo instalado no telhado do edifício nº 43, da Rua Duvivier, em Copacabana, onde funciona a tradicional “Aliança Francesa”, uma enorme antena de telefonia. Os moradores do prédio em frente, além de reclamarem do impacto visual, também estão preocupados com as emissões de radiação próxima as suas residências. O referido prédio faz parte do rol das edificações que foram tombados e preservados pelo Decreto nº 11.448/92 que criou a APAC DO LIDO.

O art. 9º do decreto diz que “a colocação de mobiliário urbano e qualquer intervenção urbanística a ser realizada na Área de Proteção do Ambiente Cultural delimitada no Anexo I deverão ser previamente aprovadas pelo órgão executivo do patrimônio cultural.”

Nós entendemos que a colocação de uma antena num prédio tombado constitui uma verdadeira intervenção urbanística e como tal deve passar pelo crivo da análise do órgão competente da Prefeitura.

O Decreto 19.260, de 8 de dezembro de 2000, que dispõem sobre a instalação de torres e antenas de telecomunicações, diz no seu art. 3º, inciso I, que:

Art. 3.° Ficam vedadas as instalações de torres, postes ou mastros e de estações de radiocomunicação abrangidos por este Decreto, nas seguintes áreas:

I - em Áreas de Preservação Permanente;”

Vale lembrar que o bairro de Copacabana é o 3º bairro em concentração desses equipamentos, segundo o disposto no Caderno ”Estudos Cariocas” editado pelo IPP, sobre “Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro, nº 20091101, Novembro – 2009

O estudo disse que o bairro do Centro é o bairro de maior concentração desses equipamentos, tendo dentro de seus limites 226 estações, seguido dos bairros da Barra da Tijuca (154) e de Copacabana (130), conforme o apresentado na tabela abaixo:

Tabela 2 – Dez bairros com maior número de antenas de telefonia móvel pessoal - MRJ - 2009

Ordem - Bairros = Total

1 - Centro = 226

2 - Barra da Tijuca = 154

3 - Copacabana = 130

4 - Ipanema = 79

5 - Botafogo = 71

6 - Campo Grande = 68

7 - Tijuca = 60

8 - Leblon = 51

9 - Recreio dos Bandeirantes = 49

10 - Jacarepaguá = 33

Fonte: ANATEL /IPP

Face o exposto, com fulcro no disposto no art. 12, parágrafo 1º, inciso I, do Decreto n.° 19.260, de 8 de dezembro de 2000, nós já solicitamos providências à Subsecretaria de Patrimônio Cultural, Intervenção Urbana Arquitetura e Design, órgão ligado ao Gabinete do Prefeito, para que sejam tomadas as devidas providências no sentido de verificar se há alguma irregularidade na conduta acima descrita pelo morador no que se refere a preservação do patrimônio arquitetônico-cultural do bairro de Copacabana.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA RESTAURANTE EM COPACABANA QUE UTILIZA CILINDROS DE GÁS!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com a tragédia do restaurante que explodiu na Praça Tiradentes, resolveu reiterar uma denúncia referente ao Restaurante Expresso Grill, situado na Av. N. S. de Copacabana nº 1.096, que também possui cilindros de gás.

Essa denuncia havia sido feita por nós ao 17ºGBM (Copacabana) em 03/06/11, após a ocorrência de um principio de incêndio no restaurante, mas até o presente momento nada havia sido feito. O 17ºGBM nos informou que o restaurante será vistoriado.

Veja a  foto tirada por uma moradora dos fundos do Condomínio do Edifício Luci Luis Claudio, na Av. N. S. de Copacabana nº 1.096, situado acima do Restaurante “Expresso Grill”, no momento que o restaurante está recebendo os cilindros de gás que utiliza em seu estabelecimento: http://twitpic.com/736rrd

Nessa foto tirada podemos ver o caminhão de um empresa entregando os cilindros de gás para o Restaurante: http://twitpic.com/736su7

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PROBLEMA DO LIXO ELETRÔNICO!

O Brasil é o mercado emergente que gera o maior volume de lixo eletrônico per capita a cada ano. O alerta é da ONU, que no dia 22/03/11 lançou o seu primeiro relatório sobre esse tema e advertiu que o Brasil não tem nem estratégia para lidar com o fenômeno, e o tema sequer é prioridade para a indústria. O Brasil é também o país emergente que mais toneladas de geladeiras abandona a cada ano por pessoa e um dos líderes em descartar celulares, TVs e impressoras.

O estudo foi realizado pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (Pnuma), diante da constatação de que o crescimento dos países emergentes de fato gerou maior consumo doméstico, com uma classe média cada vez mais forte e estabilidade econômica para garantir empréstimos para a compra de eletroeletrônicos. Mas, junto com isso, veio a geração sem precedente de lixo.

A estimativa é de que, no mundo, 40 milhões de toneladas de lixo eletrônico são geradas por ano. Grande parte certamente ocorre nos países ricos. Só a Europa seria responsável por um quarto desse lixo. Mas o que a ONU alerta agora é para a explosão do fenômeno nos emergentes e a falta de capacidade para lidar com esse material, muitas vezes perigoso.

Em meio a críticas ao Brasil, por não contar com dados sobre o assunto, a ONU optou por fazer sua própria estimativa. O resultado foi preocupante. Por ano, o Brasil abandona 96,8 mil toneladas métricas de PCs. O volume só é inferior ao da China, com 300 mil toneladas. Mas, per capita, o Brasil é o líder. Por ano, cada brasileiro descarta o equivalente a meio quilo desse lixo eletrônico. Na China, com uma população bem maior, a taxa per capita é de 0,23 quilo, contra 0,1 quilo na Índia. (fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,brasil-e-o-campeao-do-lixo-eletronico-entre-emergentes,514495,0.htm)

Preocupada com o agravamento desse quadro, a Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma reunião com síndicos dos condomínios de Copacabana para conscientizar sobre o problema da geração e recolhimento do lixo eletrônico, o chamado “e-lixo”.

Para falar sobre esse assunto esteve presente a Sra. Lina Medeiros, da empresa “Regenero – Reciclagem Inteligente” (www.regenero.com.br). A Regenero esta estabelecida à Rua Aníbal Benévolo nº 350 - Cidade Nova, tel.: 2502-6469.

A data da reunião será dia 27 de outubro de 2011, 5º feira, das 19:30 às 21:30h , no auditório do Hospital São Lucas, situado na Rua Pompeu Loureiro nº 56 (na entrada do estacionamento rotativo defronte ao SENAC!) . Entrada franca!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PARTICIPA DE REUNIÃO COM PROMOTOR DE JUSTIÇA PARA TRATAR DA CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 DO METRÔ!

A Sociedade amigos de Copacabana esteve presente numa reunião realizada no dia 05/10/11, no colégio Santo Inácio, com a presença do Dr. Carlos Frederico Saturnino, titular da 1ª Promotoria de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público do Estado do RJ, tendo como objetivo a discussão com a sociedade civil sobre os desdobramentos imediatos do Inquérito Civil MA 2264, que trata dos impactos do projeto de implantação da Linha 4 do Metrô. A reunião contou com a presença também de membros de associações de moradores de diversos outros bairros da Cidade como Botafogo, Ipanema, Leblon, Gávea, Jardim Botânico, Jardim Oceânico, Flamengo, Santa Tereza, Tijuca, Cruz Vermelha, enfim, de dezenas de bairros da Cidade.

Veja foto da reunião: http://twitpic.com/737at0

INSPETOR GERAL DA GM-RIO PARTICIPA DA REUNIÃO DO CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE COPACABANA E LEME - AISP19!

Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) criado pela Secretaria de Estado de Segurança realizou a sua reunião ordinária no dia 20/09/2011, às 18h, no auditório do 19º Batalhão de Polícia Militar.

A reunião contou com a presença do Cel. PM Henrique Lima Castro Saraiva, Inspetor Geral da GM-RIO.

O objetivo da reunião era discutir e aprimorar a atuação da GM-RIO na área de Copacabana e Leme.

Durante a reunião o inspetor geral anunciou que Copacabana receberá a sua Unidade de Ordem Pública (UOP) no dia 20/12/11

A reunião contou também com a presença dos representantes da área de segurança e defesa civil com atuação no bairro de Copacabana, além de outras autoridades civis e militares.

O CCSCL atualmente é presidido pelo presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Horácio Magalhães.

GOVERNO DO ESTADO INAUGURA A UPA DE COPACABANA!

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) inaugurou no dia 02/09/2011, às 10h, a UPA de Copacabana.

A construção da UPA de Copacabana começou no dia 03/05/2010 e foi feita no terreno situado acima da estação Siqueira Campos do Metrô. Os moradores ficaram aliviados com essa notícia, pois havia o receio de que esse terreno fosse vendido para custear a construção da linha 4 do Metrô e no local fosse construído um shopping Center.

No dia 06/05/2009, a Sociedade Amigos de Copacabana havia participado de uma reunião no terreno em questão, reunião esta que contou com a presença do Secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Regis Fichtner e com o Secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sergio Cortes, onde foi anunciado a intenção do Governo do Estado em construir no local a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Copacabana.

Além de médicos socorristas, pediatras e odontólogos, a unidade terá atendimento especializado para o público da terceira idade e vai ajudar a desafogar a emergência do Hospital Miguel Couto.

A unidade tem capacidade para realizar entre 350 e 500 atendimentos por dia. Equipadas para atender a casos de urgência de baixa e média complexidade, as UPAs funcionam dia e noite, inclusive nos fins de semana. Lá, os pacientes fazem consultas, exames e recebem medicamentos.

O telefone da UPA de Copacabana é 2333-9287.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CONSERVAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS PARA DISCUTIR A EXTINÇÃO DA GERENCIA DE CONSERVAÇÃO DE COPACABANA!

No dia 31/08/11, a diretoria da Sociedade Amigos de Copacabana esteve reunida com o secretário municipal de conservação e serviços públicos (SECONSERVA), Carlos Roberto Osório, para discutir a decisão de extinguir a 4º Gerência de Conservação que atendia o bairro de Copacabana e Urca. Com essa decisão as atribuições de conservação em Copacabana passaram para a 3º Gerência que tem de atender diversos bairros, dentre eles Ipanema, Leblon, Lagoa, São Conrado, Rocinha, etc.

O nosso receio é de que essa decisão venha a prejudicar o atendimento das demandas do bairro.

O secretário nos assegurou que não haverá prejuízos para o bairro e que essa mudança era apenas do ponto de vista administrativo.

TAMPÕES DAS CALÇADAS DE COPACABANA MOSTRAM QUE O SUBSOLO DO BAIRRO É UM VERDADEIRO MISTÉRIO!

Com o advento das explosões dos bueiros da LIGHT se chegou uma certeza de que o subsolo de nossa cidade é um verdadeiro desconhecido para a Prefeitura. Bom, se ele é desconhecido para a Prefeitura que dirá para os moradores do bairro! Uma breve caminhada pelas calçadas nos permitiu verificar que o subsolo do bairro é um verdadeiro mistério. Verificamos a existência de diversos bueiros de inúmeras companhias, públicas e privadas, prestadoras de serviços.

Muitos desses tampões são de companhias que nem existem mais, tais como “CEDAG – Companhia Estadual de Água e Esgoto da Guanabara” e “CTB – Companhia Telefônica Brasileira”. Outros nem tem a identificação da dona do tampão! Outros têm alguma identificação, mas departamentos que nem existem mais. Tudo isso dificulta a identificação do responsável por aquele determinado tampão, e por consequência dificulta saber quem é o responsável por sua manutenção.

Diante desses fatos, a Sociedade Amigos de Copacabana vai sugerir ao Secretário Municipal de Conservação, Carlos Roberto Osório, que estabeleça uma regulamentação para a colocação e substituição de tampões nos logradouros da cidade do RJ. Todos os tampões deverão vir com o nome da empresa ou órgão público estampado para facilitar a sua identificação e também para estabelecer possíveis responsabilidades.

Veja às fotos de alguns desses tampões abaixo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056760058/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056759012/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056209575/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056756724/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056207423/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056755132/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056754486/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056205371/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056204481/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056203765/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056203089/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056750778/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056201655/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056749288/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056200281/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056747784/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056747084/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056198165/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056745670/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6056196811/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PROBLEMA DA REGULARIZAÇÃO DAS REDES DE VÔLEI, DOS CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPORTES DE PRAIA EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou em agosto de 2011 uma reunião para discutir o problema da regularização dos módulos esportivos (redes de vôlei, campos de futebol, frescobol, handebol, beach tennis, futebol americano, etc) na praia de Copacabana.

Os módulos esportivos são aquelas traves ficadas na praia de Copacabana que são utilizados para a prática desportiva.

Até o ano de 2005 os módulos eram regulamentados e fiscalizados pelo Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar, mas neste mesmo ano a administração dos módulos passou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) que até o presente momento ainda não regularizou a sua situação.

No ano de 2007 atendendo uma determinação da SMAC, todos os titulares dos módulos esportivos de Copacabana fizeram o recadastramento dos seus módulos junto à 5º Região Administrativa, mas passado todo esse tempo nada foi feito a respeito!

Em maio de 2010, numa reunião da Sociedade Amigos de Copacabana sobre esse assunto, a SMAC havia dito que estava concluindo um mapeamento em GPS dos módulos esportivos, mas ao que parece nada foi concluído!

Recentemente agentes da Secretaria Especial da Ordem Pública (SEOP) tem exigido da redes de vôlei a documentação referente as redes. Ora, como pode a SEOP cobrar algo que até hoje ainda não foi regulamentado pela própria prefeitura?!

As pessoas estão ficando indignadas com toda razão.

Para discutir esse assunto com a comunidade foram convidados a participar da reunião o Sr. Jovanildo Gilberto Savastano, Gerente do Comitê gestor da Orla, o Sr. Raphael Gattás, Administrador Regional de Copacabana e Leme, e o Sr. Alex Costa, Secretario Especial de Ordem Pública.

CALÇADA DA FAMA NA PRAÇA DO LIDO EM COPACABANA ESTA ABANDONADA!!!

A Sociedade Amigos de Copacabana verificou no dia 07/08/2011, que a Calçada da Fama existente na Praça do Lido, em Copacabana, esta abandonada sofrendo com a falta de conservação.

A calçada da fama foi uma iniciativa dos moradores e que contou com o apoio da Prefeitura à época. Foram fixadas estrelas no piso da Praça do Lido com o nome de 15 personalidades do bairro de Copacabana. Mas a calçada esta em péssimo estado de conservação, inclusive alguns nomes já estão até apagados. Vejam as fotos do estado atual da calçada da fama:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6019492420/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6019493642/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/6019494496/in/photostream

Vem quem foram os homenageados:

- Romy Medeiros da Fonseca;

- Emilinha Borba;

- Rose Maria Muraro;

- Braguinha;

- Dercy Gonçalves;

- Clovis Bornay;

- João Roberto Kelly;

- Elke Maravilha;

- Antonio Olinto;

- Dóris Monteiro;

- Walter Alfaiate;

- Ellen de lima;

- Ivotici Knoff;

- Marly Mazeredo e

- Heloneida Studart.

Nós já estamos cobrando da Fundação Parque e Jardins e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos providências!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA APRESENTAR O PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DA CICLO FAIXA NA RUA FIGUEIREDO MAGALHÃES!

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) vai implantar na Rua Figueiredo Magalhães, uma ciclo faixa para bicicletas ligando o bairro de Copacabana à Botafogo, passando pelo Túnel Alaor Prata (Túnel Velho).

O Túnel Alaôr Prata, mais conhecido pela população como túnel velho, é muito utilizado por pedestres e também por ciclistas que vão e vem entre os bairros de Botafogo e Copacabana.

Para ser ter uma ideia do volume de ciclistas usuários desse túnel, a ONG Transporte Ativo realizou no dia 11/03/2009, uma contagem de tráfego de bicicletas nesse túnel.

A contagem (http://www.ta.org.br/Temp/cttv.pdf) mostrou que nesse dia, das 07:00 às 18:00h, 711 ciclistas passaram pelo local, o que correspondente uma média de 64,6 ciclistas por hora!

A implantação dessa ciclo faixa irá causar uma série de intervenções nessa rua, inclusive com a extinção de algumas vagas de estacionamento.

A implantação dessa ciclo faixa irá causar uma série de intervenções nessa rua, inclusive com a extinção de algumas vagas de estacionamento. Para apresentar o projeto esteve presente na reunião a Sra. Maria Lucia N. Maranhão, Gerente do Programa de Ciclovias da SMAC, o Sr. Altamirando Morais, Subsecretário Municipal de Meio Ambiente, Sr. Raphael Gattás, Administrador Regional de Copacabana e Leme. A Sr. Marize Queiroz, Coordenadora Regional da CET-RIO, apesar de convidada não se fez presente.

Segundo o projeto da SMAC, a ciclo faixa iria pelo lado esquerdo da Figueiredo Magalhães até o sinal anterior ao Hospital Copa D’or. Depois passaria para o lado direito, contornaria o ponto de ônibus e viraria a direita no retorno existente antes da entrada da galeria de baixo do túnel velho. Depois cruzaria o sinal na Rua Siqueira Campos, indo no sentido contra-fluxo do trânsito até a entrada da galeria superior do túnel velho.

A Sociedade Amigos de Copacabana depois de analisar profundamente o projeto elaborado pela SMAC, chegou a conclusão que o local e o traçado mais adequado para essa ciclo faixa deveria ser pelo lado esquerdo da Rua Siqueira Campos, no sentido do fluxo dos veículos, pelos motivos abaixo alencados:

- A Rua Siqueira Campos é a continuação natural para os ciclistas que vem pelo túnel Alaôr Prata (túnel Velho) em direção a ciclovia da Av. Atlântica;

- Quem vem da ciclovia da Av. Atlântica também irá trafegar em linha em linha reta até o acesso ao Túnel Alaôr Prata;

- Não será necessário que os ciclistas fiquem atravessando de um lado para o outro da via para pegar a continuação da ciclo faixa;

- O grau de inclinação da Rua Siqueira Campos é bem menor do que a da Rua Figueiredo Magalhães, sendo portanto, mais confortável para aqueles ciclistas cujas bicicletas que não tenham marchas;

- O volume de tráfego de veículos na Rua Siqueira Campos é bem inferior do que o da Rua Figueiredo Magalhães, o que irá favorecer a redução de possíveis riscos de vida dos ciclistas;

- O número de entradas de garagens na Rua Siqueira Campos é bem menor (19 garagens) do que na Rua Figueiredo Magalhães (28);

- O impacto no trânsito será bem menor na Rua Siqueira Campos do que na Rua Figueiredo Magalhães, inclusive no reflexo do trânsito na Av. N. S. de Copacabana;

- Um dos acessos a UPA de Copacabana e o acesso ao Centro Municipal de Saúde João B. Barreto (Posto de Saúde) é pela Rua Siqueira Campos.

Todos os itens citados foram verificados “in loco” pela diretoria da Sociedade Amigos de Copacabana, inclusive utilizando bicicletas.

O pedido de mudança de traçado foi entregue ao secretário na reunião.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PARTICIPA DE REUNIÃO PARA DEBATER A REALIZAÇÃO DA PARADA GAY NA PRAIA DE COPACABANA!

No dia 26/07/11, a Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) participou de uma reunião na Subprefeitura da Zona Sul para discutir sobre a realização, no dia 09/10/11, da Parada Gay na praia de Copacabana.

Nessa reunião estiveram presentes o presidente do Grupo Arco Iris, Julio Moreira, organizador do evento, o Subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, o Administrador Regional de Copacabana e Leme, Raphael Gattás e também representantes de diversos órgãos, tais como CET-RIO, 2º Inspetoria da Guarda Municipal, 1º Grupamento Especial de Trânsito da Guarda Municipal, 19ºBPM, COMLURB, 13ºDP e Secretaria Especial da Ordem Pública (SEOP).

A SAC, inicialmente, felicitou a oportunidade em estar pela primeira vez participando de uma reunião sobre a organização da parada gay. Em seguida, nós fizemos um relato de diversas providências que os organizadores tem de tomar para que o evento aconteça sem causar muito incômodos aos moradores do bairro. Eis as sugestões que foram feitas por nós:

- Determinação quanto ao horário de início e término do teste de som dos trios elétricos;

- Determinação dos horário para início e término do desfile;

- Limite do volume do som dos trios elétricos;

- Atenção quanto aos danos causados no mobiliário urbano (sinais de trânsito, papeleiras, etc.);

- Limitação da altura dos trios elétricos de forma a não causar prejuízos nos sinais de trânsito;

- Manutenção da pista de rolamento da Av. Atlântica junto aos prédios aberta ao trânsito de veículos;

- Manter a ciclovia desimpedida no horário da manhã para não prejudicar o lazer;

- Planejamento dos órgãos públicos quanto a dispersão do público no final dos desfile;

- Planejamento do um esquema especial das concessionárias de serviços públicos, como Metrô e ônibus para facilitar o escoamento do público;

- Limpeza não somente da Av. Atlântica, mas também das ruas transversais, tais como as Ruas Rodolfo Dantas (que dá acesso a estação Cardeal Arcoverde do Metrô!), Duvivier, Ronald de Carvalho, Belfort Roxo e Av. Prado Jr.;

- Presença de agentes de trânsito na Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro, no horário de escoamento do público para evitar retenções no trânsito dessas vias;

- Repressão aos atos libidinosos e de atentado ao pudor dos participantes, principalmente na faixa de areia;

- Deslocar o funcionamento da central de flagrante para a 13ºDP, deixando a 12ºDP para atender os registros referentes à Parada Gay.

Haverá outras reuniões para se aperfeiçoar esse debate.

PRESIDENTE DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É LEITO PRESIDENTE DO CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE COPACABANA E LEME!

No dia 19/07/11, em reunião ordinária, o Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme elegeu por aclamação o presidente da Sociedade Amigos de Copacabana , Horácio Magalhães, como o novo presidente do Conselho.

O Conselho Comunitário de Segurança de Copacabana e Leme (CCSCL) foi criado pela Secretaria de Estado de Segurança através da Resolução SSP nº 263 de 27/07/1999, e regulamentado pela Resolução SSP nº 781, de 08/07/2005, é uma entidade supra-governamental, de natureza civil, composta por representações das polícias civil e militar, órgãos governamentais da União, do Governo do Estado e do Município e entidades da sociedade civil organizada, vinculada inorganicamente à Secretaria de Estado de Segurança (SESEG) e ao Instituto de Segurança Pública (ISP), através da Área Integrada de Segurança Pública 19 (AISP19).

As reuniões do CCSCL são sempre nas terceiras 3º feiras de cada mês. Para saber mais sobre o CCSCL, visite o site: http://conselhodesegurancadecopacabana.vilabol.uol.com.br

PREFEITURA ATENDE REIVINDICAÇÃO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E ANUNCIA O FIM DOS "PEGA VELHINHOS"

A Sociedade Amigos de Copacabana recebeu uma excelente notícia! Depois de passar anos, desde 1996, cobrando providências, a Prefeitura finalmente anunciou o fim dos chamados “pega velhinhos”.

Por um erro de concepção, o Projeto RIO CIDADE da Av. N. S. de Copacabana não chanfrou (plainou) as bordas das rampas das travessias de pedestres nas esquinas dessa via. Depois de haver tantas quedas de idosos, essa falha de projeto ficou conhecida popularmente como “pega velhinho”. Veja foto de um dessas verdadeiras armadilhas: http://twitpic.com/5ssow1

A adequação das rampas no lado direito da via, ficará a cargo da empresa INTELIG, que esta instalando um cabeamento de fibra ótica. O lado esquerdo será beneficiado com as obras de manutenção do projeto RIO CIDADE previsto para o mês de agosto de 2011.

A NOVA FROTA DE VIATURAS DA POLÍCIA MILITAR ESTA IRREGULAR!

A Secretaria de Estado de Segurança (SESEG) anunciou que, dentro de três meses, irá trocar a frota da Polícia Militar por uma nova. No entanto, pelas fotos divulgadas verificamos que as novas viaturas virão com a mesma irregularidade das anteriores.

Em fevereiro de 2008, a Secretaria de Estado de Segurança entregou 632 novas viaturas à Polícia Militar do Estado do RJ.

No entanto, verificamos que essas novas viaturas estavam irregulares, pois descumpriam claramente a Lei Estadual n° 5.097/2007 que tornou obrigatória a divulgação dos telefones e sites da Corregedoria e da Ouvidoria das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, em postos de patrulhamento e em viaturas.

Essa legislação em seu art., a lei determina que as informações deveram estar expostas em lugares que facilitem a sua visualização, de forma legível.

A divulgação desses telefones facilita o controle social da atuação das polícias, tornando mais fácil para o cidadão denunciar a má conduta daqueles policiais que se desviarem do cumprimento do dever.

Desde 2008 que nós da Sociedade Amigos de Copacabana solicitamos à Secretaria de Estado de Segurança que tome providência para que a lei seja cumprida, mas sem sucesso!

Em suma, que deveria cumprir a lei e dar o exemplo, é a primeiro a descumpri-la. Como esperar então que o cidadão respeite a PMERJ?

Haja vista a inércia da Secretaria de Estado de Segurança, nós já denunciamos o fato ao Ministério Público do Estado do RJ.

Segue abaixo a referida lei:

LEI Nº 5.097 DE 02 DE OUTUBRO DE 2007.

TORNA OBRIGATÓRIA A DIVULGAÇÃO DOS TELEFONES E SÍTIOS ELETRÔNICOS DA CORREGEDORIA E DA OUVIDORIA DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR, NOS POSTOS DE PATRULHAMENTO E NAS VIATURAS DE POLÍCIA, NA FORMA QUE MENCIONA.

O Governador do Estado do Rio de Janeiro

Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1 ° – Os postos de patrulhamento, assim como as viaturas das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, obrigatoriamente terão expostos em lugares que facilitem a sua

visualização, de forma legível, os telefones e o sítios eletrônicos da Ouvidoria e da Corregedoria dos respectivos órgãos.

Parágrafo único – Excluem-se do disposto no caput deste artigo as viaturas descaracterizadas, utilizadas em investigações policiais.

Art. 2 °- Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, 02 de outubro de 2007.

SÉRGIO CABRAL

Governador

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL PARA TRATAR DA UPA DE COPACABANA!

No dia 12/07/11, a Sociedade Amigos de Copacabana esteve reunida com a Dra. Fabiani Gil, Assessora Chefe Parlamentar da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (SEDEC) para falar sobre a UPA de Copacabana. Segundo a SEDEC, a inauguração da UPA ainda não aconteceu devido ao atraso nos repasses de recursos federais para o custeio dessa unidade de saúde. Mas também afirmaram que isso esta começando a ser regularizado, e que já estão começando a montar e capacitar as equipes médicas que vão trabalhar na UPA.

A expectativa da SEDEC é inaugurar a UPA de Copacabana em setembro de 2011.

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL GARANTE QUE A FARMÁCIA POPULAR CONTINUARÁ FUNCIONANDO EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana aproveitou a reunião que teve com a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (SEDEC) para tratar de assuntos relativos à UPA de Copacabana, para perguntar sobre a permanência da Farmácia Popular de Copacabana.

Na imprensa havia sido noticiado que o imóvel ocupado pela farmácia havia sido vendido. A SEDEC informou que a Farmácia Popular irá continuar funcionando em Copacabana, só que em outro imóvel, pois o proprietário do atual rescindiu o contrato de locação.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM A CEG PARA DISCUTIR A MODERNIZAÇÃO DA REDE DE CANALIZAÇÃO DE GÁS EM COPACABANA!

Haja vista a notícia que a CEG irá modernizar toda a sua rede subterrânea de gás em Copacabana, a Sociedade Amigos de Copacabana vai se reunir com a direção da CEG no dia 20/07/11, para conhecer mais detalhes sobre o projeto de modernização.

MOVIMENTO "LINHA 4 - O METRO QUE O RIO PRECISA" REALIZA MANIFESTAÇÃO NA GÁVEA!

No dia 10 de julho, as 11h, diversos representantes de várias associações de moradores da zona sul e da Barra, dentre elas a Sociedade Amigos de Copacabana, realizaram na Praça Santos Dumont, na Gávea, uma manifestação em prol da construção da estação Gávea da Linha 4 do Metrô e também defendendo o traçado original da linha licitados em 1998.

Saiba mais detalhes sobre esse movimento visitando o site: http://www.metroqueorioprecisa.com.br

Assine a petição online a favor do traçado original da linha 4:http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=Linha4

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO SOBRE A CONSTRUÇÃO DA LINHA 4 DO METRÔ!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou em junho uma reunião para discutir a Construção da Linha 4 do Metrô, cujo traçado proposto pelo Governo do Estado prevê uma ligação dessa linha com a Linha 1 que passa por Copacabana, via estação Gal. Osório em Ipanema.

O novo trecho não será conectado diretamente na estação Gal. Osório, em Ipanema. A Secretaria de Estado de Transportes (SETRANS) alega que os túneis existentes da Linha 1 se direcionam para área muito próxima e quase colada as fundações de edifícios enormes existentes na quadra das Ruas Jangadeiros, Visconde de Pirajá, Teixeira de Melo  e Barão da Torre, em Ipanema e assim, não é possível conectar diretamente os túneis dos dois trechos, o existente e o a ser construído.

Portanto, a solução proposta é a construção de uma nova plataforma na estação Gal. Osório, de forma que quem vir da Barra da Tijuca, obrigatoriamente terá que fazer uma baldeação em Gal. Osório. Um túnel para os trens fará a ligação entre as novas vias e as existentes, mais ou menos no meio do trecho Gal. Osório - Cantagalo, na Linha 1. Essas novas obras na estação Gal. Osório implicarão em fechar a estação provisoriamente por um período de no mínimo 06 meses.

A Sociedade Amigos de Copacabana esta preocupada com a possibilidade dos trens chegarem na estação Gal. Osório, vindos da Barra da Tijuca literalmente, “aBARRArotados” de passageiros, o que faria com que os trens quando passarem pelas estações de Copacabana já chegassem lotados. Segundo a SETRANS, a Concessionária Metro Rio, empresa que administra o metrô, esta “fazendo estudos de como irá operar essa linha”. Ou seja , a chamada Linha 4, na verdade, se constitui numa extensão da linha 1 até a Barra da Tijuca.

A preocupação dos moradores é de que os trens do Metrô venham da Barra da Tijuca tão abarrotados de passageiros que inviabilizaria a sua utilização pelos usuários das 03 estações de Copacabana.

Para palestrar e esclarecer dúvidas sobre esse tema esteve presente o Dr. Bento José de Lima, Diretor de Engenharia da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do RJ – RIOTRILHOS.

MAIS UM BUEIRO DA LIGHT EXPLODE EM COPACABANA!

No dia 25/06/11, por volta das 08:30h, 03 tampões da Light explodiram na manhã deste sábado em Copacabana, na esquina da Rua Constante Ramos com a Av. N. S. de Copacabana. A Light, no entanto, afirma que o que houve foi o deslocamento de duas tampas. E que de um terceiro bueiro da mesma rua saiu apenas fumaça. Segundo a empresa, o problema aconteceu por causa de um curto circuito num cabo de baixa tensão, mas não houve corte de energia na região nem feridos. O trecho da Constante Ramos entre a Nossa Senhora de Copacabana e a Barata Ribeiro chegou a ser interditado ao trânsito por agentes da CET-RIO, mas foi liberado por volta das 10h45m.

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve no local e verificou que um dos tampões chegou a uma altura de 3 metros de altura destruindo uma placa de sinalização situada na esquina

Vejam a reportagem no link da CBN:

http://www.cbn.com.br/Player/player.htm?audio=2011/noticias/bueiros_110625&OAS_sitepage=sgrteste/player'

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PARTICIPA DE DEBATE DO PROGRAMA RIO TV CÂMARA SOBRE OS ACIDENTES NA REDE SUBTERRÂNEA DA CIDADE DO RJ!

No dia 06/06/2011, a Sociedade Amigos de Copacabana participou do Programa "RIO TV DEBATE" da RIO TV CÂMARA, canal de TV da Câmara Municipal do RJ, sobre os problemas das explosões na rede subterrânea da cidade do RJ. O programa contou com a presença também do Promotor de Justiça, Dr. Pedro Rubim B. Fortes e do Vereador Rubens Andrade, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Municipal do RJ.

Veja como foi o programa no link: http://www.camara.rj.gov.br/riotv_verprog_riotvdebate.php?prog=443

LISURA NO PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS NOVOS CONSELHEIROS TUTELARES É COMPROMETIDA POR IRREGULARIDADES!

As eleições para escolha dos novos conselheiros tutelares do município do RJ realizadas domingo, dia 05/06/2011, foi lamentavelmente caracterizada por uma total falta de organização, erros graves e com diversas denuncias de irregularidades e de possíveis fraudes. Nós acompanhamos durante toda o período da manhã o processo eleitoral visitando os locais de votação em Copacabana e Leme. Na Escola Municipal Castelnuovo, no posto 6, até 12h, as 2 urnas apresentaram problemas e ninguém havia conseguido votar! Na Escola Dom Aquino Correa, no Lido, as urnas só chegaram às 10h. Na Escola São Tomas de Aquino, no Leme, até às 11:28h, ninguém havia conseguido votar devido ao não funcionamento das urnas! Nós também recebemos diversas denuncias de candidatos a conselheiro tutelar sobre urnas que teria sido violadas, transporte de eleitores e boca de urna nos locais de votação. É importante lembrar que o Conselheiro Tutelar é eleito por um mandato de 3 anos e recebe uma remuneração de aproximadamente uns R$1.000,00. Cabe ao Conselheiro Tutelar:

- Receber a comunicação dos casos de suspeita ou confirmação de maus tratos; de reiteradas faltas injustificadas ou de elevados níveis de repetência;

- Requisitar atendimento pelos serviços necessários para a efetivação do atendimento adequado a cada caso (ex.: vaga em escolas, em unidades de acolhimento, hospitais, atendimento no INSS, etc);

- Assessorar o governo na elaboração de propostas orçamentárias, com finalidade de garantir planos e programas de atendimento integrado nas áreas de saúde, educação, cidadania, geração de trabalho e renda a favor da infância e da juventude.

Diante de todas essas irregularidades nós já demos conhecimento ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA-RIO), a Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente da Câmara Municipal do RJ, à Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado do RJ pedindo a impugnação do processo eleitoral!

PREFEITURA REFORMA ESCOLA MUNICIPAL TOM JOBIM, MAS DEPOIS DESISTE DE INAUGURAR!

Em abril de 2003, a Prefeitura desapropriou o imóvel na Rua Francisco Otaviano Nº 131, situado ao lado do Parque Garota de Ipanema, onde funcionava o Colégio Isa Prates. O colégio encerrou as suas atividades em 2001. A Prefeitura chegou a anunciar no dia 25/01/2008 a implantação nesse imóvel da nova Escola Municipal Tom Jobim.

Passado quase 3 anos de obras o imóvel não foi todo ele reformado, e recentemente fomos surpreendidos com a informação de a Secretaria Municipal de educação (SME).teria “desistido” de instalar no local a nova escola por uma suposta “falta de demanda”.

Ora, essa informação nos causou especial surpresa, pois é publico e notório a “batalha” das mães todos o início do ano letivo para conseguir vagas para matricular seus filhos numa das 10 escolas municipais existentes em Copacabana.

Será então que esta sobrando vagas nas escolas de Copacabana? E ainda tem outro detalhe: e o dinheiro que foi investido na reforma da escola. Se perdeu? Nós vamos cobrar repostas da SME.

Veja nos links abaixo, as fotos do local:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876918

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876950/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876956/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876964/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876968/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876978/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO SOBRE PREVENÇÃO A INCÊNDIO E PÂNICO!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou no dia 26 de maio de 2001 uma palestra sobre “Prevenção a Incêndio e Pânico nos Condomínios de Copacabana” proferida pelo 17º Grupamento de Bombeiros Militar (Copacabana).

diversos moradores e síndicos presente puderam tirar as dúvidas quanto as medidas preventivas a serem adotadas em seus condomínios.

PRESIDENTE DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA RECEBE HOMENAGEM DA CÂMARA MUNICIPAL DO RJ!

A Câmara Municipal do RJ, por iniciativa do Vereador Carlo Caiado (DEM), homenageou o Sr. Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, com a entrega do Conjunto de Medalhas Pedro Ernesto.

A Medalha de Mérito Pedro Ernesto foi criada através da Resolução nº 40, em 20 de outubro de 1980. Ela é a principal homenagem que o Rio de Janeiro presta a quem mais se destaca na sociedade brasileira ou internacional. Recebeu esse nome em reconhecimento ao trabalho do prefeito Pedro Ernesto, e por isso, sua figura é estampada nas duas Medalhas que fazem parte do Conjunto. Uma presa ao colar e a outra para ser colocada na lapela do lado direito do homenageado. Ambas são presas em uma fita de cores azul, vermelha e branca que são as cores da bandeira da cidade.

A solenidade ocorreu no dia 24 de maio de 2011, 3º feira, às 18:30h, no Plenário Teotônio Vilela, na Câmara Municipal do RJ, Praça Floriano s/nº - Cinelândia - Centro.

GOVERNO DO ESTADO CONFIRMA QUE A LINHA 4 DO METRÔ SERÁ UMA EXTENSÃO DA LINHA 1 E PODE PREJUDICAR OS MORADORES DE COPACABANA!

A Secretaria de Estado de transportes realizou no dia 29/03/2011 uma palestra no Clube de Engenharia sobre a construção da Linha 4 do Metrô.

O evento contou com a presença de diversas associações de moradores da zona sul, como a Sociedade Amigos de Copacabana, Amipanema, AmaLeblon, AmaGávea, AmaBotafogo, AmaJardim Botânico, Amar (Barra da Tijuca), que fazem parte do movimento "Metrô Linha 4 - O Metrô que o Rio Precisa".

O Secretário de Estado de Transportes, Julio Lopes, frustrou os presentes não compareceu. A palestra foi proferida pelo Diretor de Engenharia da RIOTRILHOS, Sr. Bento Lima, e também contou com as presenças dos Subsecretários de Estado de Transportes, Sebastião Rodrigues e Delmo Pinho.

Depois da referida explanação algumas conclusões já puderam ser feitas:

1 - Não será construído um novo Centro de Manutenção para o futuro trecho de metrô. Isso implica em duas certezas: A primeira é de que a bitola do futuro trecho do Metrô será a mesma das linhas 1 e 2 (1,6 metros), de forma a permitir que os trens do novo trecho acessem, via linha 1, o Centro de Manutenção na Av. Presidente Vargas. A segunda é de que os futuros trens deste trecho farão manutenção neste Centro de Manutenção da Presidente Vargas (que atende as Linhas 1 e 2), mas é controlado pela Concessionária METRÔRIO. Isso nos leva a crer que o futuro trecho será operado pela Concessionária METRÔRIO, já que os trens circularão por parte de sua linha, desde o Centro de Manutenção, com acesso próximo a estação Central, até a estação Gal. Osório, onde se inicia o novo trecho. Perguntado sobre isso, o Sr. Bento Lima disse que “um outro operador poderia dividir o Centro de Manutenção”, mas achamos essa chance é remotíssima.

2 - A linha se iniciará na estação Jardim Oceânico, Barra da Tijuca, onde 30% das paredes de diafragma da estação, no canteiro central da Av. Armando Lombardi estão prontas. O Projeto ainda está sendo detalhado e falta também definir com a Prefeitura o acesso onde ficava o motel Maxim's e também a questão do terminal de integração com o BRT, o qual os moradores daquela região são contra;

3 - O projeto da ponte estaiada ainda não foi definido pelo Governador, mas continua na pauta. A proposta da nova ponte para o Itanhangá e a demolição das antigas ganhou simpatia e força na Prefeitura, mas ainda está em estudos;

4 - Túnel em direção a São Conrado com mais de 300 metros cavados, além de túnel de serviço pronto. Do interior da rocha em direção a Barra da Tijuca faltam 45 metros, mas serão feitos de maneira devagar, dado o tráfego de carros existente (a boca do túnel existente na parede da rocha do Morro do Focinho, visto da Ivan Lins e da Armando Lombardi é a boca do túnel de serviço; o do metrô sairá da rocha cerca de 40 metros a direita, mais pro lado da Barrinha);

5 - Estação São Conrado teve definida a sua localização e acessos, defronte o Supermercado Sendas. Estuda-se um terceiro acesso próximo a Concessionária Itavema, junto a Lagoa-Barra. A Fundação GEO-RIO indicou a necessidade de se estabilizar a encosta próximo à Rocinha e isso será feito com 20 muros atirantados nessa encosta, na área sobre a futura estação;

6 - Depois de São Conrado, um "Y" desviará o tráfego de trens para Gávea e outro para o Leblon. Gávea será ponto final, a espera de uma futura expansão para Carioca. Para o Leblon a linha vai até a praça Antero de Quental, onde será a estação. Ali, um novo "Y", distribui o tráfego de trens do sentido contrário, ou pra Gávea ou pra São Conrado;

7 - Estação Jardim de Alah será inteira do lado do Leblon;

8 – Alguns moradores e comerciantes se mostraram contrários a construção da estação N. S. da Paz, a segunda de Ipanema, mas pelo posicionamento do Governo do Estado, duvidamos eles abram mão desta estação;

9 - E o mais grave. O novo trecho não será conectado diretamente na estação Gal. Osório, em Ipanema. Alegam que os túneis existentes (Linha 1) se direcionam para área muito próxima e quase colada as fundações de edifícios enormes da quadra das Ruas Jangadeiros, Visconde de Pirajá, Teixeira de Melo  e Barão da Torre, e assim, não é possível conectar diretamente os túneis dos dois trechos, o existente e o a ser construído. Portanto, a solução proposta é a construção de uma nova plataforma na estação Gal. Osório, de forma que quem embarcar no novo trecho, seja na Barra, em São Conrado, no Leblon ou N. S. da Paz, obrigatoriamente terá que fazer uma baldeação em Gal. Osório, tal qual era feito antes da Linha 1A, no Estácio. Um túnel para os trens fará a ligação entre as novas vias e as existentes, mais ou menos no meio do trecho Gal. Osório - Cantagalo, na Linha 1. O Sr. Bento inclusive confirmou que essas novas obras na estação Gal. Osório implicarão em fechar a estação provisoriamente por grande período;

10 – A Sociedade Amigos de Copacabana presente ao evento perguntou sobre a possibilidade dos trens chegarem na estação Gal. Osório, vindos da Barra da Tijuca, “aBARRArotados” de passageiros, o que favoreceria que os trens quando passarem pelas estações de Copacabana já chegassem lotados, o Sr, Bento afirmou que a concessionária esta “estudando” formas de operar para evitar que esse problema aconteça.

No fim, as associações de moradores presentes à palestra concluíram que essa chamada Linha 4, na verdade, se constitui numa extensão da linha 1 até a Barra da Tijuca!!! Ora, isso é um contra-senso, pois há 4 anos costuraram o Governo do Estado e a concessionária METRORIO fizeram um acordo prorrogando a concessão por mais 20 anos - até 2038 - com o discurso de investimentos e a ligação das linhas 1 e 2, via linha 1A. O governo dizia que estavam acabando com a baldeação na estação Estácio (o anuncio era "Pavuna a Botafogo em 13 minutos a menos"). Agora, 4, 5 anos depois, vão propor a mesma baldeação que eles enterraram na linha 2.

O Movimento Metrô Linha 4 - O Metrô que o Rio Precisa esta fazendo um abaixo-assinado online em prol do melhor traçado da Linha 4. Clique no link ao lado e assine a petição online! Participe! http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=Linha4

Para saber mais sobre esse movimento visite o site: http://www.metroqueorioprecisa.com.br

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA QUER QUE A LIGHT INFORME A LOCALIZAÇÃO DOS BUEIROS QUE CORREM RISCO DE EXPLODIR EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana diante da afirmação da direção da LIGHT que ainda que ainda há 130 bueiros que correm o risco de explodir, vai solicitar a LIGHT que informe à população, inclusive disponibilizando no site da empresa na internet, a localização desses bueiros para que os pedestres possam tomar as suas precauções evitando de transitar próximos a eles. A LIGHT como concessionária de serviço público tem a obrigação de fornecer ampla informação aos seus consumidores.

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o aumento do número de incidentes envolvendo transformadores subterrâneos da LIGHT na área de Copacabana, esteve reunida no dia 22/07/2010 com o Sr. Jerson Kelman, presidente da LIGHT, que havia garantindo que ainda em 2010 seriam feitos investimentos na modernização dos equipamentos, instalação de novos transformadores e colocação de dispositivos de telecomando, aumento do número de circuitos elétricos e a instalação de mais de 7000 metros de novos cabos de média tensão, totalizando um investimento de R$4 milhões na rede de Copacabana. No entanto, aparentemente esses investimentos não foram suficientes para resolver o problema, tanto o é que novos casos voltaram a acontecer.

Caso a LIGHT não atenda o nosso pedido, a Sociedade Amigos de Copacabana entrará com uma representação junto ao Ministério Público do Estado do RJ, para que ele tome as medidas judiciais necessárias para obrigar a LIGHT a fornecer essas importantes informações.

Veja nos links abaixo alguns casos de bueiros da LIGHT que pegaram fogo em Copacabana:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424393

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424397/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424401/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4136761683

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4136761679/in/photostream

MAIS UM BUEIRO DA LIGHT PEGA FOGO EM COPACABANA EM 2011!

No dia 01/04/2011, a Sociedade Amigos de Copacabana lamentavelmente presenciou mais um bueiro da LIGHT pegar fogo, explodir e assustar os moradores de Copacabana.

O bueiro em questão fica no meio da Av. N. S. de Copacabana, quase na esquina com a Rua Bolívar.

O tampão do bueiro subiu e caiu sobre um táxi que passava pelo local.

Vejam as fotos do bueiro da LIGHT que pegou fogo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5580607407

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5580620165/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5580608081/in/photostream

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o aumento do número de incidentes envolvendo transformadores subterrâneos da LIGHT na área de Copacabana, esteve reunida no dia 22/07/2010 com  o Sr. Jerson Kelman, presidente da LIGHT, que nos garantiu que ainda esse ano seriam feitos investimentos na modernização dos equipamentos, instalação de novos transformadores e colocação de dispositivos de telecomando, aumento do número de circuitos elétricos e a instalação de mais de 7000 metros de novos cabos de média tensão, totalizando um investimento de R$4 milhões ainda no ano de 2010 em Copacabana.

A Sociedade Amigos de Copacabana esta acompanhando todo esse processo e estabeleceu um canal direto com a LIGHT no encaminhamento das demandas e cobranças de resultados.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA ESCLARECER AS DÚVIDAS QUANTO A IMPLANTAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA, A NOTA CARIOCA!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou uma reunião para esclarecer detalhes sobre a implantação da Nota Fiscal Eletrônica, a Nota Carioca.

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), implantada pela Secretaria Municipal de Fazenda, é um documento que substitui as tradicionais notas fiscais impressas e simplifica a vida dos prestadores de serviços, dos cidadãos e das empresas da cidade.

O consumidor ao pagar pela prestação de um serviço, como por exemplo a academia de ginástica, o curso de idiomas, o colégios dos filhos, deve solicitar a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e). Para tal será necessário informar sempre ao prestador de serviços o seu CPF. Esta é a sua garantia para obter os benefícios da NFS-e.

O prestador do serviço, por meio de senha, acessa o sistema e emite a NFS-e. Caso não seja possível a emissão da NFS-e, o prestador utilizará a opção de envio de arquivos e entregará ao cliente um Recibo Provisório de Serviços - RPS. O sistema efetuará automaticamente o cálculo do ISS devido pelo prestador. O valor do tributo será impresso na NFS-e. Parte do ISS recolhido pertence ao cliente: 10% para Pessoas Físicas.

O prestador deverá gerar no sistema o documento de arrecadação relativo às NFS-e emitidas. Importante: o recolhimento do imposto relativo às NFS-e deve ser realizado até o dia 10 do mês seguinte à emissão.

Após o recolhimento será creditado automaticamente aos clientes a parcela do imposto constante na NFS-e. O acompanhamento dos valores já creditados - e dos pendentes - pode ser feito pela Internet.

Os créditos acumulados poderão ser usados para abatimento de até 50% do IPTU. Entre 1 a 30 de setembro de cada ano você indicará os imóveis para receber o benefício.

Para concorrer ao prêmio ou ao desconto serão válidas as Notas Fiscais emitidas a partir do dia 01 de março de 2011, nas quais conste o CPF do tomador do serviço.

Para esclarecer dúvidas e discutir a implantação da Nota Carioca esteve presente à reunião a Sra. Dirce Maria Sales Rodrigues, Coordenadora do ISS e Taxas da Secretaria Municipal de Fazenda.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA AVALIAR A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO BRS NA AV. N. S. DE COPACABANA!

A sociedade Amigos de Copacabana (SAC) realizou no dia 24 de fevereiro de 2011 uma reunião para discutir e avaliar a implantação do projeto BRS na Av. N. S. de Copacabana. Estiveram presentes à reunião a Coordenadora de tráfego da zona sul, Marize Queiroz, e o Diretor de Desenvolvimento da CET-RIO, Ricardo Lemos .

O BRS foi implantado na Av. N. S. de Copacabana em 19 de fevereiro de 2011 e tem sido fonte de diversas reclamações dos moradores.

A principal deles tem sido a proibição dos taxistas embarcarem e desembarcarem passageiros no lado direito da via. A Av. N. S. de Copacabana tem no seu lado direito 12 prédios comerciais com inúmeras consultórios e clinicas médicas que são muito procuradas pelos idosos, muitos deles com dificuldades de locomoção.

Outra reclamação foi a superlotação dos poucos pontos BRS 3 (só tem 3 pontos em toda via!), que acabaram concentrando diversas linhas de ônibus que ligam a zona sul à bairros da zona norte e oeste. Na hora do Rush o que se vê é uma superlotação e a concentração de ônibus nesses pontos.

As viagens de ônibus ficaram, de fato, mais rápidas, no entanto com o distanciamento dos pontos os ônibus estão desenvolvendo altas velocidades na via colocando em risco os pedestres. Outro problema é a retenção no trânsito nas duas pistas de rolamento do lado esquerdo da via, principalmente na hora do rush.

Outro problema ainda identificado por nós é o aumento do tráfego de ônibus na Av. Prado Jr.. Parte das linhas de ônibus foi desviada para a Av. Prado Júnior, que não esta preparada para receber esse aumento substancial de ônibus. Vejam as novas linhas que foram criadas  passam por essa via: 120 (Central-Prado Júnior), 122 (Central-Prado Júnior - via Tiradentes), 411 (Usina-Prado Júnior), 454 (Méier-Prado Júnior), 475 (Méier-Prado Júnior) e 480 (Olaria-Prado Júnior).  Essas linhas somadas as outras que já circulavam na Av. Prado Júnior que são as 472, 591 e 2011 deixou caótico o trânsito nessa via! Na hora do rush o engarrafamento está chegando ao Túnel Novo!

Os representantes da CET-RIO presente à reunião ouviram as queixas dos moradores, afirmaram quer outros ajustes iram acontecer e ficaram de levar as reclamações dos moradores ao secretário municipal de transportes.

Vejam os flagrantes do BRS na Av. N. S. de Copacabana:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5489306628/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5489307930

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5489309124/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5488714591/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5489311784/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5488717349/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5488718779/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES PARA DISCUTIR SOBRE A IMPLANTAÇÃO DAS FAIXAS EXCLUSIVAS PARA ÔNIBUS EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) esteve reunida no dia 19/01/2011 e no dia 03/02/2011, com o secretário municipal de transportes, Alexandre Sansão, e com a presidente da Companhia de engenharia de Tráfego (CET-RIO), Claudia Secin, para discutir a implantação do projeto BRS (Bus Rapid Service) na Av. N. S. de Copacabana e Na Rua Barata Ribeiro. Esse projeto se constitui em 02 (duas) faixas exclusivas para a circulação de ônibus na Av. N. S. de Copacabana e na Rua Barata Ribeiro. Nas 02 (duas) pistas de rolamento da direita dessas vias só poderão trafegar ônibus.

(na foto ao lado, da esq. pra dir. vemos, Raphael Gattás, administrador regional de Copacabana; Marize Queiroz, coordenadora de tráfego da zona sul; Claudia Secin, diretora presidente da CET-RIO; Ricardo Lemos, diretor de desenvolvimento da CET-RIO e a diretoria da SAC)

Os carros de passeio somente poderão trafegar nessas vias para sair e entrar nas garagens dos condomínios. Os carros ao saírem dos seus prédios deverão imediatamente mudar de faixa ou então virar na primeira rua que der mão a direita, caso contrário poderá ser multado.

A fiscalização será eletrônica e feita por meio de pardais que já foram instalados ao longo dessas vias. Também haverá, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-RIO), diversos controladores de tráfego orientando os motoristas nos primeiros dias de implantação.

Outro detalhe importante que promete modificar os hábitos dos moradores e visitantes: os táxis só poderão embarcar e desembarcar passageiros no lado esquerdo dessas vias. Não será permitido circular táxis nas faixas exclusivas.

Também não será permitido realizar cargas e descargas no lado direito dessas vias. Elas deverão ser efetuadas nas ruas transversais mais próximas.

A única exceção será para os veículos de transportes de valores que, por uma questão de segurança, poderão estacionar no lado direito dessas vias.

A CET-RIO tinha a intenção de proibir o estacionamento que já havia no lado esquerdo dessas vias das 19 às 07h, mas diante do nosso argumento de que Copacabana é um bairro com poucos prédios com garagens, a CET-RIO resolveu manter o estacionamento só que alterando o horário para das 21 ás 06h, de 2º a 6º feira, Sábado a partir das 13h e domingo o dia todo.

Apesar de sermos favoráveis à racionalização das linhas de ônibus, nós estamos preocupados como irá funcionar na prática essas faixas exclusivas.

O lado direito da Av. N. S. de Copacabana tem 44 condomínios residenciais e comerciais com garagens, 03 hotéis (Savoy Othon, Canadá e Copacabana Palace Hotel), 22 agências bancárias e 9 supermercados no lado direito da via. A Rua Barata Ribeiro, por sua vez, tem 58 condomínios residenciais e comerciais com garagens e 2 supermercados no lado direito.

Os motoristas que residem ou trabalham nos condomínios situados no lado direito dessas vias estão preocupados como poderão acessar as suas garagens sem correrem o risco de serem infracionados.

Outro detalhe importantíssimo é que para a faixa exclusiva funcionar bem, tem de haver uma diminuição significativa do número de ônibus que circulam por essas vias de Copacabana.

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou em fevereiro de 2010, uma reunião que contou com a presença do Sr. Otacílio monteiro, vice-presidente da RIOÔNIBUS, onde nós discutimos esse projeto das faixas exclusivas. O Sr. Otacílio afirmou que mais de 2.200 ônibus passam por Copacabana diariamente!

De fato, contagens realizadas por nós em fevereiro de 2010 (223 ônibus/hora) e em fevereiro de 2011 (226 ônibus/hora) mostram que ele tem razão.

A determinação de que os táxis só poderão parar no lado esquerdo dessas vias, esta sendo motivo de diversas reclamações dos moradores. Isso se deve ao fato do bairro possuir uma enorme população de idosos, muitos deles com dificuldade de locomoção e que são usuários de táxis.  Essa determinação somada ao número excessivo de táxis que circulam por Copacabana vai acabar favorecendo a criação de um verdadeiro “paredão amarelo”, deixando apenas uma única via para os demais veículos de passeio trafegar.

Outro problema é o pequeno efetivo de agentes de trânsito da GM-RIO. Em Copacabana são aproximadamente 15 GMs atuando no trânsito, um número insuficiente para um bairro com mais de 100 quarteirões e 70 ruas!

Nas reuniões acima citadas nós então manifestamos essas e outras considerações às autoridades, e também apresentamos algumas sugestões para melhorar o trânsito em Copacabana.

Veja algumas delas:

- Transformação da faixa seletiva nas Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro de exclusiva para ônibus em preferencial, de forma a não prejudicar os moradores que residem no lado direito dessas vias. Isso sem falar nos empreendimentos comerciais, polos geradores de tráfego, situados nessas vias, tais como hotéis (Savoy Othon, Canadá e Copacabana Palace), diversas lojas e supermercados;

- Reposicionamento dos pontos de ônibus próximo a estação Siqueira Campos do Metrô, nas ruas Siqueira Campos e Figueiredo de Magalhães, de forma a permitir a integração dos modais;

- Colocação de placas sinalizadoras informando a localização das estações de Metrô (Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo e Gal. Osório no final da Rua Sá Ferreira) ao longo dos eixos da Av. Atlântica, Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro, pois muitas pessoas, inclusive turistas, não sabem onde ficam as estações, que estão localizadas na parte interna do bairro;

- Construção de uma “pista de desaceleração” na Av. Princesa Isabel, no acesso a Rua Ministro Viveiros de Castro, tal qual as que existem na Av. Atlântica, na pista sentido Leme. Essa medida é necessária para evitar a retenção no trânsito de veículos na faixa da esquerda da Av. Princesa Isabel causada pelos motoristas que necessitam acessar a Rua Ministro Viveiros de Castro;

- Correção do ângulo da curva da Av. N. S. de Copacabana no entroncamento com a Av. Princesa Isabel ou então pintura de sinalização horizontal em curva, já que neste ponto, as 4 faixas da Av. N. S. de Copacabana não são suficientes para redistribuir o tráfego nas 5 faixas existentes na Av. Princesa Isabel.

- Implantação de pontos de ônibus com colocação de abrigos na Av. Atlântica na pista sentido posto 6;

- Correção da “caixa da rua” na Rua Figueiredo de Magalhães, visto que na esquina com a Av. N. S. de Copacabana, há um estreitamento provocado pelo Projeto RiOCIDADE que até hoje mantém 03 linhas de meio fio em um trecho de apenas 01 quarteirão. Além disso, na Rua Figueiredo de Magalhães, existe a necessidade de regulamentação de áreas de carga e descarga, face a intensa atividade comercial neste trecho do bairro;

- Retomada do programa de construção de garagens subterrâneas, com a construção da garagem subterrânea da Praça do Lido;

- Pintura das faixas de pedestres dos cruzamentos do bairro que se encontram apagadas;

- Recolocação dos sinais laterais esquerdos nas Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro.

O secretário e a presidente da CET-RIO já anunciaram que algumas desses pleitos serão atendidos.

A SAC vai realizar em 24/02/2011, uma reunião para discutir a implantação dessas faixas exclusivas.

Para debater e discutir a implantação desse projeto em Copacabana estarão presentes à reunião o subsecretário municipal de transportes, Rômulo Dante Orrico Filho, a coordenadora de tráfego da zona sul, Marize Queiroz, e o diretor de desenvolvimento da CET-RIO, Ricardo Lemos.

A Data da reunião é o dia 24 de fevereiro de 2011, 5º feira, das 19:30 às 21:30h, no auditório do Hospital São Lucas, situado na Rua Pompeu Loureiro nº 56 (na entrada do estacionamento rotativo defronte ao SENAC! 

SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TURISMO RECEBE A SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PARA DISCUTIR OS PROBLEMAS CAUSADOS AOS MORADORES NO NATAL DE 2010!

A Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) no dia 18/01/2011, foi recebida em audiência pelo Sr. Antonio Pedro Viegas Figueira de Mello, Secretário Especial de Turismo e presidente da RIOTUR.

A SAC havia convidado o secretário para estar presente em nossa reunião do mês de janeiro, mas devido a outros compromissos o secretário recebeu a nossa diretoria em uma audiência em seu gabinete.

Essa reunião terá como pauta discutir os transtornos causados aos moradores que no dia de Natal de 2010, quando foi realizado pela prefeitura na praia de Copacabana um show do Roberto Carlos. nesse dia o acesso à Copacabana estava proibido a partir das 15h, até para os moradores!

No dia de Natal é tradicional as famílias se reunirem para almoçar. Com essa proibição diversas famílias ficaram impedidas de retornarem para as suas residências. Isso sem falar em casos de moradores retornando de viagem, ou até mesmo vindo a trabalho.

A Sociedade Amigos de Copacabana tão logo soube de tal determinação imediatamente protestou contra tamanho absurdo e tentou em vão sensibilizar a Prefeitura que, ou flexibilizasse o horário para às 17h, ou então permitisse a entrada de moradores mediante apresentação de comprovante de residência. Vejam no vídeo abaixo a indignação dos moradores barrados na barreira formada pela GM-RIO na entrada do túnel velho em Botafogo: http://www.youtube.com/watch?v=NTKsrNbJGsU.

O secretário reconheceu que houve um erro de planejamento e afirmou que no próximo evento a ser realizado no dia de Natal em 2011 a entrada dos moradores será assegurada mediante comprovação de residência.

Quanto à realização do Réveillon 2011, a SAC entregou ao secretário algumas fotos da praia de Copacabana no dia seguinte ao Réveillon onde se vê cenas degradantes de concentração de população de rua em baixo das árvores, restos dos palcos deixados na areia e diversos catadores com enorme saco contando latinhas que a praia virou um verdadeiro acampamento de população de rua e de catadores de latinhas.

Vejam as fotos nos links abaixo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5405407473

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5406012618/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5405405505/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5405403681/in/photostream

Quanto a isso o secretário disse que cobrar soluções juntos à Secretaria Especial da Ordem Pública.

Na reunião de janeiro da SAC cuja pauta foi exatamente esse tema, nós contamos com a presença do Sr. Raphael Gattás, Administrador Regional de Copacabana e Leme, que ouviu as queixas dos moradores e ficou de repassá-las às autoridades superiores.

GOVERNO DO ESTADO FINALMENTE DÁ INICIO À CONSTRUÇÃO DO NOVO MUSEU DA IMAGEM E DO SOM!

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve no dia 27/01/2011 no terreno onde existia a Boate Help e que dará lugar a construção do novo Museu da Imagem e do Som (MIS) construído pelo Governo do Estado. Nesse dia a secretária de estado de cultura, Adriana Rattes, anunciou que final as obres de construção do novo MIS serão iniciadas.

As obras estão bem atrasadas. Segundo o cronograma inicial das obras divulgado pela Secretaria de Estado de Cultura, no período de junho a novembro de 2010 deveria ter sido feito a preparação e o escoramento do terreno, mas até o momento nada disso foi feito. Mas segundo a secretária e os engenheiros das construtoras Lafem e Engineering, responsáveis por executar o projeto as obras serão iniciadas nos próximos dias.

Veja as fotos do projeto do novo MIS:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721881

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721865

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721869/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721873/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721877/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5212721883/in/photostream

PREFEITURA DÁ INICIO A PROJETO DE MELHORIA DA ILUMINAÇÃO DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana participou no dia 24/11/2010, de uma solenidade de início do projeto de melhoria da iluminação de Copacabana.

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA) atendendo uma sugestão da Sociedade Amigos de Copacabana esta implementando em Copacabana, inicialmente na Rua Barata Ribeiro, um projeto de melhoria de iluminação das calçadas.

O projeto consiste na instalação de braços nos postes de iluminação já existentes voltados para a calçada. Hoje em dia a iluminação pública privilegia as faixas de rolamento de carros, e à noite quando os letreiros das lojas e as portarias dos prédios apagam suas luzes, as calçadas ficam mais escuras. Além da instalação dos braços, os postes terão substituídos suas lâmpadas por outras com mais luminosidade e mais econômicas.

Vejam as fotos da solenidade:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278940

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278930/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278944/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278948/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278954/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5213278956/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CONSERVAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS PARA FALAR SOBRE A CONSERVAÇÃO DO BAIRRO DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com os problemas referentes a iluminação pública, a conservação e manutenção das nossas praças, as obras de construção dos nosso quiosques, o recapeamento das principais vias de Copacabana, vai realizou uma reunião com a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA)

É de responsabilidade da SECONSERVA a conservação e manutenção da infraestrutura urbana da cidade, incluindo suas praças e parques naturais, além da prestação dos serviços de limpeza urbana e iluminação pública. Estão subordinados à SECONSERVA a Coordenadoria Geral de Conservação (CGC), a Coordenadoria Geral de Controle de Concessões (CCC), a Coordenadoria de Cemitérios de Serviços Funerários (CCF), a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (COMLURB) e a Companhia Municipal de Energia e Iluminação (RIOLUZ).

A reunião contou com a presença do Sr. Carlos Roberto Osório, Secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos., além de diversos representantes de diversos órgãos, tais como, o Sr. Francisco Morais, Gerente de Limpeza de Copacabana da COMLURB, Sr. David Cohen, Diretor da 4º Gerência de Conservação, Raphael Gattás, Administrador Regional de Copacabana e Leme, Paulo Cesar, Diretor de Iluminação Sul da RIOLUZ e Flavio Santos, Gerente Sul da RIOLUZ.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO DOS MORADORES COM A SECRETARIA ESPECIAL DA ORDEM PÚBLICA PARA FALAR SOBRE O ORDENAMENTO URBANO DO BAIRRO!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com os problemas referentes ao ordenamento urbano do bairro de Copacabana, tais como população de rua, camelôs, mesas e cadeiras nas calçadas obstruindo a passagem dos pedestres, estacionamento irregular, dentre outros, realizou uma reunião com a Secretaria Especial da Ordem Pública (SEOP).

A SEOP tem sobre a sua tutela os seguintes órgãos: Guarda Municipal, a Coordenação de Licenciamento e Fiscalização (CLF), a Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) e a Coordenação de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (CFER).

Na reunião estará presente o Sr. Marcelo Maywald, Subsecretário de Integração e Controle Urbano da SEOP.

Os moradores presentes à reunião trouxeram reclamações sobre bares e botequins que varam a madrugada incomodando a vizinhança. O subsecretário anotou as reclamações e ficou de incluí-las no roteiro das Operação CopaBacana.

O subsecretário ficou de retornar à nossa reunião daqui a 30 dias, para verificar se houve melhorias nos problemas relatados.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA VISITA AS OBRAS DA UPA DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana no dia 28/10/2010 visitou as obras de implantação da UPA de Copacabana. Acompanhados da Dra. Olinda Fabiani Gil, assessora chefe da assessoria parlamentar da Secretaria de estado de Saúde e Defesa Civil, e Sr. Santana, gerente da obra, nós pudemos verificar que as obras estão bem adiantadas e que em breve teremos a inauguração dessa importante unidade de saúde para o bairro de Copacabana e adjacências.

Vejam as fotos da visita:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5126141316

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5126141324/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5126141332/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5126141340/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5126141344/in/photostream

A construção da UPA de Copacabana começou no dia 03/05/2010 e esta sendo feita no terreno situado acima da estação Siqueira Campos do Metrô. Os moradores ficaram aliviados com essa notícia, pois havia o receio de que esse terreno fossem vendido para custear a construção da linha 4 do Metrô.

No dia 06/05/2009, a Sociedade Amigos de Copacabana havia participado de uma reunião no terreno em questão, reunião esta que contou com a presença do Secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Regis Fichtner e com o Secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sergio Cortes, onde foi anunciado a intenção do Governo do Estado em construir no local a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Copacabana!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE CONSERVAÇÃO!

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve reunida no dia 19/10/2010 com o Sr. Carlos Roberto Osório, Secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA) com o objetivo de discutir diversos assuntos inerentes àquela pasta.

O objetivo da reunião era discutir assuntos como a proposta da Prefeitura de retirar os fradinhos das calçadas, o reinicio das obras dos quiosques da orla, e a concessão dos postos de salvamento para a Concessionária Orla Rio.

Quanto a proposta de se retirar os fradinhos, nos manifestamos favoráveis a sua manutenção, desde que não obstruam a passagem dos pedestres. A retirada pura e simples dos fradinhos, ao nosso ver, só vai favorecer e estimular o estacionamento irregular. O secretário nos garantiu que os fradinhos não serão retirados de forma indiscriminada.

Quanto a obra dos quiosques, nos manifestamos contra a realização dessa obra a 02 meses da festa mais importante de nossa cidade, que é o Réveillon! Nós estamos temerosos de que, em pleno período de alta temporada turística e férias escolares, tenhamos de conviver com tapumes, escavadeiras e operários na orla marítima de Copacabana. Sobre isso, o secretário afirmou que próximo ao Réveillon, a Concessionária Orla irá retirar os tapumes. O secretário pediu a nossa ajuda na fiscalização do cumprimento do cronograma da obra pela concessionária. Ele pediu a nossa ajuda também denunciando toda e qualquer irregularidade.

Quanto a concessão da entrega da administração e manutenção dos postos de salvamento para a Concessionária Orla Rio, nós manifestamos a nossa insatisfação quanto ao aumento absurdo imposto pela concessionária pelo uso dos sanitários. O secretário concordou com o nosso pleito e afirmou que tão logo soube dos nossos protestos, imediatamente determinou a redução dos preços.

PREFEITURA ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E ABAIXA O VALOR COBRADO PELO USO DOS SANITÁRIOS DOS POSTOS DE SALVAMENTO!

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA) depois de ver os nossos protestos quanto ao aumento absurdo dos valores cobrados pelo uso dos sanitários nos postos de salvamento, determinou que o valor cobrado retornasse a R$1,50 tanto para o uso dos sanitários quanto para o uso do chuveiro.

 No dia 28/09/2010, a COMLURB passou para a Concessionária Orla Rio, empresa que administra os quiosques da orla, a administração, manutenção e reparo dos 27 postos de salvamento da orla carioca.

A Orla Rio mal assumiu a administração dos postos de salvamentos e a primeira medida que promoveu foi aumentar os preços cobrados pelo uso dos banheiros e pela chuveirada!

Quando os postos eram administrados pela COMLURB o valor cobrado era de R$ 1,00 tanto para o uso do banheiro, quanto para se tomar uma chuveirada. Mas agora a Orla Rio aumentou o preço pelo uso do banheiro para R$1,50! Se os usuários quiserem tomar somente uma chuveirada teriam de pagar R$3,00! Agora, se os usuários quisessem usar o banheiro e também tomar uma chuveirada teriam de pagar R$4,50! Um absurdo!

A Sociedade Amigos de Copacabana concorda com a cobrança pelo uso dos banheiros e dos chuveiros, mas considera esses valores exorbitantes e completamente fora da realidade socioeconômica de nossa cidade e de nosso pais.

O nosso receito era de que o aumento dos preços dessa forma pode acabar desestimulando as pessoas a utilizarem os banheiros públicos e resolverem fazer suas necessidades fisiológicas na areia da praia.

A SECONSERVA quando anunciou a entrega da administração dos postos para a Orla Rio, em nenhum momento anunciou que tal medida implicaria em aumento no valor cobrados dos usuários!

 Portanto, nós havíamos solicitado á Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos mais informações sobre o porque desse aumento expressivo e também qual critério para se estabelecer os valores cobrados dos usuários pela Orla Rio.

Nós também solicitamos a revisão dos valores cobrados até que as obras de reforma dos postos de salvamento estejam concluídas pela Orla Rio.

 Vejam nos links abaixo, as fotos dos novos valores que estavam sendo cobrados nos postos de salvamento:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5066045975

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5066045979/in/photostream

MAIS UM BUEIRO DA LIGHT PEGA FOGO EM COPACABANA!

No dia 08/10/2010, a Sociedade Amigos de Copacabana presenciou mais um bueiro da LIGHT pegar fogo e assustar os moradores de Copacabana. O bueiro em questão fica na Rua Hilário de Gouveia, próximo à Paróquia N. S. de Copacabana que teve o seu fornecimento de energia cortado por medida de segurança.

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o aumento do número de incidentes envolvendo transformadores subterrâneos da LIGHT na área de Copacabana, esteve reunida no dia 22/07/2010 com  o Sr. Jerson Kelman, presidente da LIGHT, que nos garantiu que ainda esse ano seriam feitos investimentos na modernização dos equipamentos, instalação de novos transformadores e colocação de dispositivos de telecomando, aumento do número de circuitos elétricos e a instalação de mais de 7000 metros de novos cabos de média tensão, totalizando um investimento de R$4 milhões ainda no ano de 2010 em Copacabana.

A Sociedade Amigos de Copacabana esta acompanhando todo esse processo e estabeleceu um canal direto com a LIGHT no encaminhamento das demandas.

Vejam as fotos do bueiro da LIGHT que pegou fogo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5066721370

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5066721394/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/5066721404/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REÚNE COM O SECRETÁRIO DE ESTADO DE TRANSPORTES!

No dia 01/09/2010, a Sociedade Amigos de Copacabana participou de uma reunião na 5º Região Administrativa (Copacabana) com o Sr. Sebastião Rodrigues, Secretário de Estado de Transportes.

Nossa entidade se manifestou contrária à proposta do Governo do Estado em ligar a Linha 4 (Jardim Oceânico-Gávea) à Linha 1 na estação Gal. Osório. Nós somos contrário a essa proposta pois os trens advindos da Barra da Tijuca viram absolutamente lotados, inviabilizando o embarque dos usuários nas estações de Copacabana.

Originalmente a Linha 4 compreendia o trecho Jardim Oceânico–Morro São João (Botafogo) com uma demanda prevista de 110.000 pass/dia e uma extensão de aproximadamente de 16km. O Governo do Estado alterou o projeto original e atualmente a Linha 4 compreende o trecho Jardim Oceânico–Ipanema com uma extensão de aproximadamente 13,5 km e uma previsão de demanda de 230.000 pass/dia. No trecho da Barra da Tijuca na área do Jardim Oceânico até Gávea o projeto executivo já está em andamento. Foram iniciadas as obras na encosta do maciço da Tijuca na Barra. Este trecho com aproximadamente 9,2 km compreende as estações de Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Centro de Manutenção e Centro de Controle Operacional (CCO) em área do Jardim Oceânico (Barra da Tijuca).

O outro trecho entre Gávea e Ipanema de aproximadamente 4,3 km está em fase de estudo (demanda, traçado, localização das estações, reequilíbrio econômico/financeiro do contrato, projeto básico e estudo ambiental) sob a Coordenação da Fundação Getúlio Vargas. O Custo/Financiamento da obra da Linha 4 é estimado em R$5.000.000.000,00 (Cinco bilhões de reais). Há aporte de recursos de R$1.200.000.000,00 por parte do Governo Estadual, para início de construção do trecho Barra da Tijuca/Gávea, sendo previsto para o ano de 2010 R$300milhões de reais e para 2011 R$900 milhões de reais. A Empresa Contratada é a Concessionária Rio Barra, cujo contrato é a exploração dos serviços públicos de transporte metroviário, precedida de obra pública. O Início das Obras e instalação do canteiro foi em março de 2010 e agosto de 2010.

Outra queixa feita ao secretário foi quanto a falta de ações de fiscalizações do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do RJ (DETRO) quanto aos ônibus piratas que circulam pelas Av. N. S. de Copacabana e Rua Barata Ribeiro.

Quanto a isso o secretário se comprometeu a conversar com o pres. do DETRO, Rogério Onofre.

Outra questão discutida foi o Programa Rio – Estado da Bicicleta, de incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte. Nós reclamamos que diversos mobiliários públicos como escolas públicas, órgãos públicos e autarquias não possui locais (bicicletários) para os usuários colocarem suas "magrelas".

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É CONTRA A PROIBIÇÃO PURA E SIMPLES DOS CHAMADOS "FRADINHOS"!

O bairro de Copacabana é uma pequena cidade com os seus 101 quarteirões, 79 ruas, 6 avenidas, 7 travessas e 4 ladeiras, numa área de pouco mais do que 7km².

A Secretaria Municipal de Conservação (SECONSERVA) anunciou no dia 10/07/2010 que os condomínios terão de retirar os frades-de-pedra, mais conhecidos como “fradinhos”, das suas calçadas fronteiriças. Segundo a SECONSERVA, a fiscalização em Copacabana começará em setembro.

Apesar de sermos favoráveis ao uso ordenado das calçadas, nós achamos que a proibição pura e simples da colocação de fradinhos vai, no final das contas, favorecer um único personagem: os motoristas irresponsáveis!

O 1º Grupamento de Trânsito da GM-RIO, responsável pela fiscalização do trânsito na área de Copacabana, não tem efetivo suficiente para cobrir os principais cruzamentos do bairro, que dirá todas as ruas de Copacabana!

Para se ter uma ideia, o 1ºGET tem atuando diariamente em Copacabana, um efetivo em torno de 15 GMs! Sendo que no horário das 7:00 às 10:30h, os GMs ficam todos na Av. Atlântica administrando a mão invertida daquela via. Somente depois e que os GMs se deslocam para as ruas internas do bairro. Isto é, durante esse horário os cruzamento das ruas internas do bairro ficam abandonadas!

Outro problema esta no fato da GM-RIO sair das ruas às 18h! Isso significa que em pleno horário do rush os cruzamentos estão sem qualquer fiscalização!

Sem um efetivo adequado da GM-RIO ao porte do bairro de Copacabana, proibir pura e simplesmente os “fradinhos” vai sem sobra de dúvida estimular o estacionamento irregular nas calçadas.

A maioria dos “fradinhos” foi colocada pelos condomínios de boa fé com o único intuito de coibir o estacionamento irregular.

Veja nos links abaixo alguns exemplos de "fradinhos" que foram colocados pelos condomínios com o intuito de impedir o estacionamento irregular de veículos e absolutamente que não impedem a passagem dos pedestres nem dos portadores de deficiência física.

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4884971909

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4884971905/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4884971897/in/photostream

Ao nosso ver, a SECONSERVA deveria abordar o problema de outra forma, como por exemplo possibilitando a regularização dos “fradinhos”. Nos casos onde não for possível regularizar, aí sim seria determinado a sua retirada.

PREFEITURA ATENDE PEDIDO DOS MORADORES E REABRE A EMERGÊNCIA DO HOSPITAL ROCHA MAIA!

A Sociedade Amigos de Copacabana em maio de 2010 tomou conhecimento de que a emergência do Hospital Municipal Rocha Maia iria fechar a sua emergência no início de junho o que de fato acabou acontecendo!

Segundo informações da Secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), o motivo oficial do fechamento seria a realização de obras. Mas na verdade, a SMSDC pretendia mudar o perfil daquela unidade de saúde, transformando em uma espécie de clínica médica.

A Sociedade Amigos de Copacabana tão logo tomou conhecimento do problema esteve no hospital no dia 05/06/2010, sábado, acompanhada pelo vereador Paulo Pinheiro (PPS) com o intuito de vistoriar a unidade. Durante a vistoria encontramos diversas deficiências graves como por exemplo a ausência de técnico de radiologia para a realização de exames de Raios X. As obras realizadas também apresentam uma série de erros como por exemplo, portas onde não passam macas, etc.

O problema do fechamento da emergência foi amplamente debatido em duas reuniões do Conselho Distrital de Saúde da AP 2.1 e a SMSDC acabou atendendo o pleitos dos moradores e reabriu no dia 03/07/2010 a emergência do hospital.

No dia 16/08/2010, às 13h, os moradores de bairros próximos, médicos e enfermeiros vão realizar um abraço ao Hospital Rocha Maia.

VIATURAS DA PMERJ ESTÃO IRREGULARES!

Em fevereiro de 2008 a Secretaria de Estado de Segurança entregou as primeiras novas viaturas à Polícia Militar do Estado do RJ. Foram entregues à época 632 viaturas. De lá pra mais viaturas foram entregues.

No entanto verificamos que as novas viaturas descumprem a Lei Estadual n° 5.097/2007, sancionada pelo próprio Governador Sergio Cabral, e que tornou obrigatório a divulgação dos telefones e sites da Corregedoria e da Ouvidoria das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, em postos de patrulhamento e em viaturas.

Em seu art., a lei determina que as informações deveram estar expostas em lugares que facilitem a sua visualização, de forma legível.

A divulgação desses telefones facilita o controle social da atuação das polícias, tornando mais fácil para o cidadão denunciar a má conduta daqueles policiais que se desviarem do cumprimento do dever.

A Sociedade Amigos de Copacabana em uma reunião realizada em 2008 na Secretaria de Estado de Segurança alertou o Subsecretário de Planejamento e Integração Operacional: Antônio Roberto  Cesário de Sá, sobre a irregularidade, mas nenhuma providência foi tomada para que a lei seja cumprida.

A Sociedade Amigos de Copacabana vai mais uma vez cobrar da Secretaria de Estado de Segurança que tome as providências necessárias para cumprir essa legislação

Vejam abaixo o teor da lei:

"LEI Nº 5097 DE 02 DE OUTUBRO DE 2007. 

TORNA OBRIGATÓRIA A DIVULGAÇÃO DOS TELEFONES E SÍTIOS ELETRÔNICOS DA CORREGEDORIA E DA OUVIDORIA DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR, NOS POSTOS DE PATRULHAMENTO E NAS VIATURAS DE POLÍCIA, NA FORMA QUE MENCIONA.

O Governador do Estado do Rio de Janeiro
Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1° – Os postos de patrulhamento, assim como as viaturas das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, obrigatoriamente terão expostos em lugares que facilitem a sua visualização, de forma legível, os telefones e o sítios eletrônicos da Ouvidoria e da Corregedoria dos respectivos órgãos.

Parágrafo único – Excluem-se do disposto no caput deste artigo as viaturas descaracterizadas, utilizadas em investigações policiais.

Art. 2° - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, 02 de outubro de 2007.

SÉRGIO CABRAL
Governador"

PROJETO DE ACESSIBILIDADE NA RUA RODOLFO DANTAS ESTA MAL CONSERVADO!

No dia 22/12/2008, a Prefeitura inaugurou na Rua Rodolfo Dantas a Rota Acessível construída para que as pessoas com dificuldade de locomoção pudessem transitar com segurança, conforto e autonomia desde a estação do metrô Cardeal Arcoverde até o mar. Deficientes visuais poderiam utilizar uma faixa de orientação com piso podo táctil desde a estação Arcorverde, na Rua Rodolfo Dantas, nos cruzamentos e travessias, até chegar ao calçadão da praia. Em alguns semáforos foram instalados botões de acionamento do sinal sonoro contendo uma inscrição em Braille com os nomes das ruas.

Foi construído uma faixa especial de 1.60m de largura em piso basáltico, implantada nos dois lados das calçadas da Rua Rodolfo Dantas, indo até a esquina com a Avenida Atlântica.

Os pontos travessia localizados ao longo da Rua Rodolfo Dantas ganharam novas rampas de acesso medindo 3,80m X 2m, com piso em granito serrado e piso de alerta podo táctil.

Na Rua Ministro Viveiros de Castro foi prometido a instalação de um semáforo novo, na esquina com Rodolfo Dantas, mas até agora não foi colocado.

Os equipamentos urbanos como orelhões, caixas de correio e hidrantes foram retirados e reposicionados, de modo a não interferir no deslocamento. Há quatro baias de estacionamento novas, sendo que uma baia próxima à esquina com a Rua Barata Ribeiro possui duas vagas para portadores de deficiência.

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPD), coordenadora do projeto, também pretendia instalar uma esteira de bambu, sobre a faixa de areia, no trecho entre o calçadão da Av. Atlântica e o mar, mas até hoje não foi implementado.

Mas o projeto além de ter ficado incompleto esta sofrendo com a falta de conservação.

Numa vistoria realizada pela Sociedade Amigos de Copacabana na rua no dia 01/08/2010 verificamos que a acessibilidade esta prejudicada, pois há buracos no calçamento, faixas de pedestres apagadas e os dispositivos sonoros instalados nos sinais, que permitiriam os portadores de deficiência visual atravessar os cruzamentos daquela via com segurança não estão funcionando. alguns deles, inclusive, não tem nem mais a placa em braile.

Vejam a imagens dos problemas:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4853688990

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4853688998/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4853689010/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4853689012/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4862019332

A Sociedade Amigos de Copacabana já solicitou à SMPD providências.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SE REUNIU COM A LIGHT PARA DISCUTIR O PROBLEMA DOS BUEIROS QUE ESTÃO PEGANDO FOGO EM COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com o aumento do número de incidentes envolvendo transformadores subterrâneos da LIGHT na área de Copacabana, esteve reunida no dia 22/07/2010 com  o Sr. Jerson Kelman, presidente da LIGHT, para tratar desse assunto.

Veja nos links abaixo alguns casos de bueiros da LIGHT que pegaram fogo em Copacabana:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424393

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424397/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4778424401/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4136761683

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4136761679/in/photostream

 PREFEITURA ATENDE SOLICITAÇÃO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E RETIRA LETREIRO DE ESCOLA PÚBLICA EM COPACABANA QUE AMEAÇAVA CAIR!

A Sociedade Amigos de Copacabana havia verificado no dia 30/06/2010, que o letreiro da Escola Municipal Doutor Cícero Penna, situada na Av. Atlântica esquina com a Rua República do Peru, apresenta um adiantado estado de corrosão por ferrugem e pode vir a cair e ameaçar a integridade física dos alunos daquela unidade escolar.

Nós então comunicamos o fato à direção da escola, à Coordenadoria Regional de Educação e também à Secretaria Municipal de Educação, pedindo providências imediatas no sentido de evitar que algum acidente aconteça!

Essa situação acabava sendo um contra-senso com o que esta descrito no letreiro, ou seja, a Prefeitura pede para as pessoas cuidar de escola, mas ele mesma não cuida! Um absurdo!

No dia 07/07/2010, a Secretaria Municipal de Educação providenciou a retirada do letreiro que estava todo corroído pela ferrugem!

Vejam nas fotos do letreiro nos links abaixo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4749665205

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4749665217

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4749665239/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA PALESTRA SOBRE OS EFEITOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA ORLA DO RIO DE JANEIRO E DE COPACABANA!

Segundo previsões científicas divulgadas recentemente pela Organização das Nações Unidas (ONU), apontam para uma elevação média do nível dos oceanos de 0,5 a 1,0 m neste século.

O fato implica em graves consequências e prejuízos para 90% da população mundial que utiliza as regiões costeiras para a sua sobrevivência e o desenvolvimento de diversas atividades (habitação, alimentação, economia e lazer).

Dependendo da situação oceanográfica e geológica de cada região, o aumento do nível médio do mar pode alterar o transporte de sedimentos litorâneos, acarretando o recuo de alguns metros e até quilômetros da linha de costa e erosão dos ambientes costeiros como, por exemplo, as praias.

Conforme o caso e após estudos oceanográficos científicos, pode ser necessário recorrer a obras de engenharia costeira, como os quebra-mares, por exemplo, para absorver o impacto das ondas.

Um estudo sobre o litoral carioca apresentado pela Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do RJ (UERJ) no IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, realizado recentemente no Rio Grande do Sul NA semana passada, aproxima a cidade do RJ do cenário do filme "2012". Esse estudo conclui que, diante da maior incidência de ressacas, por conta das mudanças climáticas no planeta, a faixa de areia de parte da praia de Copacabana está com os dias contados. Até mesmo as normas técnicas que regem a construção na beira-mar devem ser refeitas.

Para discutir e debater essa questão, a Sociedade Amigos de Copacabana convidou o oceanógrafo David Zee, Coordenador do Mestrado Profissional em Meio Ambiente da Universidade Veiga de Almeida e autor do estudo, para fazer uma palestra sobre esse tema tão preocupante.

A palestra ocorreu no dia 24 de junho de 2010, e foi bastante conclusiva, pois permitiu saber com certeza de que a praia de Copacabana já vem sofrendo, de fato, com as mudanças climáticos. Logo, é necessário que a Prefeitura e o Governo do Estado estudem forma de minimizar o problema.

SOCIEDADE  AMIGOS DE COPACABANA PARTICIPA DE SEMINÁRIO DO INSTITUTO DE PSICOLOGIA DA UFRJ!

A Sociedade Amigos de Copacabana foi convidada a participar do Seminário "Empoderamento e Terceira Idade - o uso da Informática" realizado pelo Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O instituto de Psicologia promove um programa voltado para terceira idade chamado "PROVE - Programa de Valorização do Envelhecimento". Vejam como foi a programação do evento:

Universidade Federal do Rio de Janeiro - Instituto de Psicologia

Projeto de Valorização do Envelhecimento                   

Seminário Empoderamento e Terceira Idade – o uso da Informática

Dia : 17 de junho de 2010

Local:Instituto de Psicologia – sala 2

Campus Praia Vermelha

Horário: 13h às 16h40

Programação

13h - Inscrição e retirada de material

13h15 - Abertura

- Marcos Jardim Freire - Diretor do Instituto de Psicologia /UFRJ e Coordenador do PROVE

13h20 às 13h50 -  “Informática e a contribuição do Estado”

- Julio Lagun – Subsecretário de Ciência e Tecnologia RJ

13h50 às 14h20 - “A informática na Terceira Idade”

- Claudia Moura – Coordenadora Pedagógica do Projeto Internet Comunitária /PRODERJ

14h20 às 14h50 - “Os idosos e reivindicações: movimentos sociais”

- Horácio Magalhães – Presidente da Sociedade Amigos de Copacabana e Vice-Presidente do CCSCL

14h50 às 15h10 - Intervalo

15h10 às 15h40 - “Terceira Idade e Informática – motivação e aprendizagem”

- Daniel Mac Culloch – Diretor da Universidade do Micro

15h40 às 16h10 - "O site da SBGG: educando para a saúde e a cidadania"

- Daniel Azevedo – Geriatra e Coordenador da Comissão de Informática da SBGG

16h10  às 16h40 - Debates

16h40 - Encerramento

GOVERNO DO ESTADO INAUGURA A NOVA DELEGACIA DO IDOSO EM COPACABANA!

No dia 15/06/2010, 3º feira, às 10h, o Governo do Estado inaugurou as novas instalações da Delegacia Especial de Atendimento à Pessoa de Terceira Idade (DEAPTI) em Copacabana!

A construção dessa delegacia foi possível mediante à assinatura de um convênio entre o Governo do Estado e a Prefeitura no dia 27/09/09, que permitiu a concessão de um antigo terreno utilizado pela Comlurb situado na Rua Figueiredo de Magalhães nº 480.

O acordo firmado previa que o Governo do Estado seria o responsável pelo projeto arquitetônico, implantação da tecnologia, montagem e treinamento dos profissionais. E à Prefeitura caberia a cessão do terreno, os investimentos e a execução da obra civil da nova unidade policial.

Essa é, sem sobra de dúvida, uma boa notícia para Copacabana que é o bairro com a maior concentração de idosos da cidade do RJ.

A Sociedade Amigos de Copacabana durante uma solenidade de inauguração das novas instalações da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (DEAT), conseguiu conversar com o Governador Sergio Cabral sobre a construção da nova Delegacia Especial de Atendimento a Pessoa da Terceira Idade (DEAPTI).

Vejam as fotos do encontro com o governador: http://www.flickr.com/photos/30313256@N02/3127609848

SOCIEDADE  AMIGOS DE COPACABANA PROTESTA CONTRA O FECHAMENTO DA EMERGÊNCIA DO HOSPITAL ROCHA MAIA!

A Sociedade Amigos de Copacabana tomou conhecimento de que a emergência do Hospital Municipal Rocha Maia iria fechar a sua emergência no início de junho. Segundo informações da Secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), o motivo oficial do fechamento seria a realização de obras. Mas na verdade o que temos observado é que essa unidade hospitalar vem gradativamente sendo "esvaziada" pela SMSDC com o claro intuito de transformá-la numa espécie de clinica médica.

Tão logo tomamos conhecimento do fechamento da emergência fomos naquela unidade, no dia 05/06/2010, sábado, acompanhados do Vereador Paulo Pinheiro (PPS) com o intuito de vistoriar a unidade. Durante a vistoria encontramos diversas deficiências graves como por exemplo a ausência de técnico de radiologia para a realização de exames de Raios X. As obras realizadas também apresentam uma série de erros como por exemplo, portas onde não passam macas, etc.

A Sociedade Amigos de Copacabana na próxima reunião do Conselho Distrital de Saúde da AP 2.1 vai cobrar explicações da SMSDC.

SOCIEDADE  AMIGOS DE COPACABANA É CONTRA A REVISÃO DA APAC DO LIDO!

A Sociedade Amigos de Copacabana tomou conhecimento que alguns vereadores da Câmara Municipal do RJ apresentaram uma emenda ao projeto do novo Plano Diretor prevendo um prazo de 06 (seis) meses para se rever a legislação de todas as Áreas de Proteção do Ambiente Cultural (APAC), incluindo a APAC do Lido.

A Sociedade Amigos de Copacabana é terminantemente contra a revisão ou modificação do Decreto nº 11.448/92 que criou a APAC DO LIDO!

Esse decreto foi criado com o propósito de preservar exemplares arquitetônicos significativos da década de 1920 a 1950, evitando a sua desfiguração e protegendo esse verdadeiro patrimônio cultural arquitetônico do bairro de Copacabana.

Não é a primeira vez que tentam violar a APAC do Lido. Em 2000 o então prefeito Conde chegou a alterar o decreto da APAC do Lido com o único intuito de favorecer a construção de um prédio anexo de 11 (onze) andares na parte de trás do Copacabana Palace Hotel. Na época nós protestamos contra isso, pois entendíamos que tal construção iria alterar o projeto arquitetônico original e tombado do Copacabana Palace Hotel que é um verdadeiro patrimônio arquitetônico-cultural do bairro de Copacabana.

São mais de 70 edifícios protegidos naquela área, onde foram preservadas a altura, volumetria, elementos arquitetônicos e decorativos originais de fachada e seus materiais de revestimento, seus respectivos elementos construtivos, incluindo materiais de revestimento de pisos, paredes e tetos, elementos decorativos, estatuárias, luminárias, vitrais, portas portões e escadarias. As demais edificações situadas na Área de proteção do Ambiente Cultural ficam sob tutela do órgão executivo do patrimônio cultural, podendo ser modificadas ou demolidas.

A APAC do Lido compreende a área limitada pela Av. Prado Jr. (excluída), da Rua Min. Viveiros de Castro até a Av. Atlântica, por esta (incluída), até a Rua República do Peru, por esta (incluída), até a Av. N. S. de Copacabana, por esta (incluída a partir dos números 400 e 403), até a Rua Rodolfo Dantas, por esta (incluída até o número 97) Rua Min. Viveiros de Castro (incluída) da Rua Rodolfo Dantas até o ponto de partida.

Eis os edifícios preservados:

- Av. Atlântica, números 1212, 1456, 1470, 1480, 1536, 1572, 1588, 1602, 1880, 1910 e 1936;

- Rua Belfort Roxo, número 129, 188 (n º 53, da Rua Min. Viveiros de Castro);

- Rua Carvalho de Mendonça, números 35 e 36;

- Rua Duvivier, números 43, 49 e 51, 18, 24, 28 (n º 219, Av. N. S. de Copacabana) e 50;

- Rua Fernandes Mendes, números 19, 25, 31 e 45, 18;

- Rua Min. Viveiros de Castro, números 75, 87, 109, 115, 119e 123, 46, 72, 100, 104, 110, 116 e 122;

- Av. N. S. de Copacabana, números 209, 259, 291, 313, 331 e 403, 152, 162, 166, 174, 198, 208, 252, 256, 300 (n º 81, Rua Rodolfo Dantas), 308, 340, 346 e 400 (n º 45, Rua Inhangá);

- Rua República do Peru, números 123, 36 e 72;

- Rua Rodolfo Dantas, números 97, 6 (n º 1.620 da Av. Atlântica), 16, 26 (n º 267 da Av. N. S. de Copacabana) e 40 (n º 266 da Av. N. S. de Copacabana);

- Rua Ronald de Carvalho, números 21, 33 (n º 1424, Av. Atlântica), 55, 91(n º 187, da Av. N. S. de Copacabana) e 229 (n º 102 da Rua Min. Viveiros de Castro); 132 (n º 178, da Av. N. S. de Copacabana), 154 e 166.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PROBLEMA DOS MÓDULOS ESPORTIVOS E OS CHUVEIRINHOS NA PRAIA DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou em maio uma reunião para discutir a situação dos módulos esportivos e dos chuveirinhos na praia de Copacabana.

A reunião teve o auditório absolutamente lotado por diversas representações de redes de vôlei, de equipes de futebol de praia e de outros esportes.

Os módulos esportivos são as traves de vôlei e as balizas de futebol existentes na praia de Copacabana que são utilizados para a prática desportiva. Copacabana possui mais de 200 redes de vôlei e mais de 50 campos de futebol.

Até o ano de 2005 os módulos eram regulamentados e fiscalizados pelo Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar, mas neste mesmo ano a administração dos módulos passou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que até o presente momento ainda não regularizou a sua situação.

No ano de 2007 todos os titulares dos módulos esportivos de Copacabana foram convocados pela Secretaria Municipal de Meio ambiente a fazer um recadastramento dos módulos junto à 5º Região Administrativa, mas passados 3 anos nada foi feito a respeito.

A questão dos chuveirinhos também é outro problema. A Prefeitura chegou a anunciar que iria proibi-los, mas depois voltou atrás e esta propondo que não seja mais utilizados bombas a gasolina e sim bombas elétricas. O problema agora é como seria as instalações elétricas para fornecer energia para as bombas.

Os chuveirinhos da praia utilizam água do lençol freático e servem para minimizar o calor dos banhistas, muitos deles mães e crianças receosas de entrar no mar quando ele esta de ressaca ou quanto esta sujo pela poluição. Eles também servem para molhar a areia das redes de vôlei para que os praticantes de esportes possam amenizar o forte calor e praticar o seu esporte naturalmente.

A reunião contou com a presença da Sra. Denise P. Mattioli, gerente de Eventos Externos da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e membro do Comitê gestor da Orla, e do Sr. Raphael Gattás, Administrador Regional de Copacabana e Leme.

Sra. Denise P. Mattioli tranquilizou a todos ao afirmar que o cadastro dos módulos realizado em 2007 será considerado e que o critério de antiguidade também será levado em consideração pelo Comitê Gestor da Orla.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA APOIA IMPLANTAÇÃO DE PROJETO DE COLETA DE GARRAFAS PET EM COPACABANA!

O Sindicato das Empresas Despoluidoras do Ambiente e Gestora de Resíduos Sólidos do Estado do Rio de Janeiro (SINDIECO) instalou ao lado da Colônia de Pescadores Z-13, situada no posto 6, um ponto de coleta de garrafas PET.

Essa iniciativa que tem o apoio da Sociedade Amigos de Copacabana, da 5º Região Administrativa, do Forte de Copacabana e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, tem como objetivo promover a conscientização da necessidade de se coletar e reciclar as garrafas PET.

E por que as garrafas PET? Dentre todas as formas de lixo que são despejadas diariamente na natureza, as garrafas PET (sigla para Politereftalato de Etila), utilizadas principalmente pela indústria de refrigerantes, são uma das que mais preocupam ambientalistas em todo o mundo. Diferentemente das latinhas de alumínio, que são praticamente todas recicladas, apenas 53% das garrafas plásticas no Brasil voltam a ser aproveitas. Ou seja, das 430 mil toneladas produzidas anualmente no país, 227 mil são descartadas no meio ambiente. Vale lembrar que uma garrafa PET leva em torno de 400 anos para se decompor.

Os condomínios podem colaborar com essa campanha em defesa do meio ambiente juntando um número significativo de garrafas Pet e em seguida ligar para Colônia de Pescadores Z-13 no tel: 2227-3388, de 2º a 6º feira, das 08 às 13h, que eles iram buscar as garrafas no seu condomínio! Participe!

Para saber mais sobre a reciclagem das garrafas PET acesse: http://www.abipet.com.br/reciclagem.php

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM O IBGE SOBRE A REALIZAÇÃO DO CENSO 2010 EM COPACABANA!

Em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, órgão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão vai realizar o XII Censo Demográfico, que se constituirá no grande retrato em extensão e profundidade da população brasileira e das suas características socioeconômicas e, ao mesmo tempo, na base sobre a qual deverá se assentar todo o planejamento público e privado da próxima década. O Censo 2010 será um retrato de corpo inteiro do país com o perfil da população e as características de seus domicílios, ou seja, ele nos dirá como somos, onde estamos e como vivemos.

No dia 1º de agosto de 2010, inicia-se a coleta de dados para o Censo 2010. De norte a sul, de leste a oeste, todas as regiões do país, inclusive o bairro de Copacabana, serão percorridas pelos recenseadores do IBGE. Serão visitados todos os domicílios do país e qualquer morador capaz de fornecer as respostas às perguntas do questionário pode responder ao recenseador por todos os demais moradores daquele domicílio.

Os recenseadores, identificados com colete, crachá e computador de mão, irão coletar as informações através de entrevista direta com perguntas listadas sob a forma de questionário a ser preenchido no computador de mão.

Para esclarecer as dúvidas dos síndicos e moradores sobre como se dará a visitação dos recenseadores aos condomínios e sobre a coleta dos dados juntos aos moradores de Copacabana, a Sociedade Amigos de Copacabana realizou no dia 25/03/2010, uma reunião sobre esse tema, e para tal convidou para falar sobre esse assunto o Sr. Celso M. Targueta, Coordenador Estadual das Comissões Municipais de Geografia e Estatística do IBGE.

FAIXAS DE PEDESTRES DE COPACABANA ESTÃO EM PÉSSIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO!

A Sociedade Amigos de Copacabana verificou que diversas faixa de pedestres de Copacabana estão em péssimo estado de conservação. Algumas estão completamente apagadas!

A Sociedade Amigos de Copacabana já solicitou providências à CET-RIO, que por sua vez alegou que momento esta sem contrato de pintura das faixas. Um absurdo!

Vejam no link abaixo algumas fotos do problema:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234632416/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234632408/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234632414/in/photostream

GOVERNO DO ESTADO ANUNCIA A VENDA DOS TERRENOS DO METRÔ, MAS MORADORES SÃO CONTRA À VENDA DO TERRENO DA SIQUEIRA CAMPOS!

O Governador Sergio Cabral, no sábado, dia 20/03/2010, durante a solenidade de anuncio da construção da linha 4 do Metrô, comunicou que nos próximos dias estará sendo publicando um edital de venda do primeiro lote dos terrenos remanescentes do Metrô. Dentre esses terrenos esta o situado sobre a estação Siqueira Campos. a venda desses terrenos serviria para financiar a construção da linha 4.

Dentre esses terrenos esta o situado sobre a estação Siqueira Campos em Copacabana.

Veja a imagem do terreno que tem mais de 5000 metros quadrados, no link abaixo: http://www.flickr.com/photos/30313256@N02/3025942056

No dia 24/06/2009 a Sociedade Amigos de Copacabana estava na Câmara Municipal do RJ onde teve o desprazer de ver a maioria dos vereadores, numa seção extraordinária convocada as pressas sem qualquer prévio aviso, aprovar a Lei Complementar nº 98/2009, de autoria do Poder Executivo Municipal, que “DISPÕE SOBRE OS TERRENOS REMANESCENTES DAS DESAPROPRIAÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO DA LINHA 1 DO SISTEMA METROVIÁRIO DECLARADOS "ÁREAS DE ESPECIAL INTERESSE URBANÍSTICO", DE ACORDO COM A LEI Nº 2396, DE 16 DE JANEIRO DE 1996, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”!

Essa lei tornou edificante e autorizou a venda dos terrenos do metrô, e dentre eles os situados acima da estação Siqueira Campos.

Para tornar mais atraente a venda do terreno da Siqueira Campos para a especulação imobiliária, o art. 3º, parágrafo 8, da Lei alterou o gabarito daquela área de 15 metros para 21 metros, considerados todos os elementos construtivos!

Na prática, essa lei acabou por modificar o disposto na Lei Municipal n.º 1.390, regulamentada em 13/03/1990 através do Decreto n.º 9.226, que criou a Área de Proteção Ambiental (APA) do Bairro Peixoto. Essa legislação dizia que as novas construções naquela área não podem ultrapassar 15 metros, considerados todos os elementos construtivos.

Os Vereadores Carlo Caiado (DEM), Eider Dantas (DEM), Alexandre Cerrutti (DEM), Lucinha (PSDB) e Clarissa Garotinho (PMDB) chegaram a apresentar uma Emenda Modificativa nº 16/2009 a referida lei quando ainda era um projeto, no intuito de retirar todos os terrenos situados acima da estação Siqueira Campos do Metrô do rol dos terrenos a serem disponibilizados para venda, mas a emenda foi rejeitada pela maioria dos vereadores presente a sessão!

Com a aprovação dessa lei, todos os terrenos situados acima da estação Siqueira Campos, dentre elas as áreas onde estão o 19ºBPM e o Centro Municipal de Saúde João B. Barreto, podem ser vendidos.

Se isso vier a ser feito, conforme o estado havia anunciado, o 19ºBPM pode ter de ser “deslocado” para outro local. Essa hipótese, inclusive, chegou a ser levantada pelo Secretário Municipal da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, que acompanhou toda a votação.

Se isso de fato vier a acontecer, Copacabana corre o risco de ver o seu Batalhão de Polícia e o Posto de Saúde darem lugar a um shopping - center!!!!

No dia 27/06/09, sábado, a comunidade de Copacabana reunida realizou um abaixo-assinado na Rua Siqueira Campos, ao lado do acesso  estação do metrô colhendo assinaturas num abaixo-assinado CONTRA A VENDA DOS TERRENOS SITUADOS ACIMA DA ESTAÇÃO SIQUEIRA CAMPOS E NA DEFESA DA PERMANÊNCIA DO 19ºBPM E DO POSTO DE SAÚDE!!

Nós estamos desde daquela data aguardando uma audiência com o Sr. Regis Fichtner, Secretário de Estado da Casa Civil, para conversarmos sobre esse assunto e também lhe entregarmos o abaixo-assinado. Mas até a presente data não tivemos NENHUM retorno.

Por outro lado, no dia 06/05/2009, a Sociedade Amigos de Copacabana participou de uma reunião no terreno situado acima da estação Siqueira Campos do Metrô, que contou com a presença do Secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Regis Fichtner e do Secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sergio Cortes, que chegaram a anunciar a construção da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Copacabana naquele terreno!.

Ainda nesta mesma reunião foi anunciado também que seria construído em parte do terreno a nova Delegacia Especial de Atendimento a Pessoa da Terceira Idade (DEAPTI).

Esse terreno estava sendo usado até o início do ano pela Construtora Odebrecht como canteiro de obras da construção da estação General Osório.

Diante de tantos anúncios e fatos desencontrados, a Sociedade Amigos de Copacabana já solicitou no dia 23/03/2010, a marcação de uma reunião com a Secretaria de Estado de Transportes para dirimir toda e qualquer dúvida, e se assegurar que esse terreno NÃO SERÁ VENDIDO!

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA RECEBE PRÊMIO MÉRITO AMBIENTAL 2009!

A Sociedade Amigos de Copacabana, na pessoa do seu presidente, Horácio Magalhães, recebeu no dia 03/03/2010 o Diploma e a Medalha alusiva ao prêmio “Mérito Ambiental 2009” de iniciativa do Centro de Literatura do Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana. Essa homenagem é entregue às Instituições e pessoas que atuam positivamente na preservação do meio ambiente e da cultura nacional.

A solenidade de premiação ocorreu no auditório do Forte de Copacabana, e foi presidida pelo Diretor do Museu Histórico do Exército e Comandante do Forte de Copacabana, Coronel Edson da Silva Oliveira.

Veja o momento da entrega da premiação:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4426537885

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4426537889/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR O PROBLEMA DOS ÔNIBUS EM COPACABANA E NA CIDADE DO RJ!

A Sociedade amigos de Copacabana preocupada com os problemas e as deficiências existentes no sistema de transportes de Ônibus que trafegam pelas principais vias do bairro de Copacabana e também na cidade do RJ, vai realizou uma reunião para discutir o assunto.

Para falar sobre esse tema tivemos como convidado o Sr. Otacílio Monteiro, Vice-presidente do  Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro - RIO ÔNIBUS.

O objetivo da palestra foi trazer informações para os moradores e também estreitar relações entre os usuários e as empresas prestadoras desse serviço no aprimoramento do sistema de transportes, além é claro tirar dúvidas do presente sobre diversos assuntos referente ao RIOCARD, gratuidades, bilhete único, etc.

QUIOSQUES NOVOS ESTÃO IMPEDINDO O ACESSO DOS BANHISTAS À PRAIA!

A Sociedade Amigos de Copacabana verificou que os quiosques novos da orla da praia de Copacabana estão cometendo mais um abuso: Eles, de uma forma velada e disfarçada, estão restringindo o acesso dos banhistas à praia de Copacabana com a colocação no entorno dos quiosques de jardineiras.

Essas jardineiras acabam se tornando verdadeiras “cercas vivas” restringindo a circulação nos quiosques somente aos clientes. Desta forma, essa área que era pública acaba se tornando uma área de uso privado! Um absurdo!

Vejam nos links abaixo, as fotos do absurdo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4371122490

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4371122488

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4371122484

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4371122480

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4371122476

As praias são bens públicos e como tal, tem o seu acesso livre à população assegurado conforme o disposto na Lei Federal nº 7661/88, que instituiu o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro, que diz no seu art. 10 o seguinte:

Art. 10. As praias são bens públicos de uso comum do povo, sendo assegurado, sempre, livre e franco acesso a elas e ao mar, em qualquer direção e sentido, ressalvados os trechos considerados de interesse de segurança nacional ou incluídos em áreas protegidas por legislação específica.

§ 1º. Não será permitida a urbanização ou qualquer forma de utilização do solo na Zona Costeira que impeça ou dificulte o acesso assegurado no caput deste artigo.

§ 2º. A regulamentação desta lei determinará as características e as modalidades de acesso que garantam o uso público das praias e do mar.

§ 3º. Entende-se por praia a área coberta e descoberta periodicamente pelas águas, acrescida da faixa subseqüente de material detrítico, tal como areias, cascalhos, seixos e pedregulhos, até o limite onde se inicie a vegetação natural, ou, em sua ausência, onde comece um outro ecossistema.” (grifo nosso)

Face o exposto, nós já solicitamos à 5º Região Administrativa, à Subprefeitura da Zona Sul e a Secretaria Especial da Ordem Pública que sejam tomadas providências juntos a esses quiosques e também junto à Concessionária Orla Rio ltda., determinando a retirada imediata das jardineiras, assegurando o livre trânsito das pessoas pelos quiosques e o acesso à praia como manda a lei.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PEDE INSTALAÇÃO DE PONTOS E ABRIGOS DE ÔNIBUS NA AV. ATLÂNTICA!

A Av. Atlântica, uma das principais vias de tráfego do bairro de Copacabana e cartão postal da cidade, não possui um único ponto de ônibus!

Os ônibus param em qualquer esquina da orla, o que contribui para piorar a fluidez do trânsito daquela via.

Os passageiros, por sua vez, têm de contar com a sorte e a boa vontade dos motoristas em parar, e também aguardar o seu transporte debaixo de sol ou de chuva, pois não há abrigos.

A Sociedade Amigos de Copacabana já alguns anos que vem solicitando sem sucesso à Secretaria Municipal de Transportes que instale na Av. Atlântica, sentido Leme–Posto 6, pontos de ônibus com abrigos do mesmo modelo utilizado na Av. N. S. de Copacabana.

Vejam nos links abaixo flagrantes do problema:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349882

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349892

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349880

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349888

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349876

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349349894

No dia 10/02/2010, a Sociedade Amigos de Copacabana esteve presente numa reunião na 5º Região Administrativa com a nova Coordenadora Regional de Tráfego da Área de Planejamento 2.1 (zona sul) da CET-RIO, Sra. Mariza Queiroz, onde mais uma vez solicitamos a instalação de pontos de ônibus na Av. Atlântica. Nós também fizemos outras reivindicações como a falta de sinalização das linhas nos abrigos de ônibus da Av. N. S. de Copacabana e Barata Ribeiro, a falta de pintura das faixas de pedestres no bairro como um todo, a falta de uma sinalização no cruzamento da Rua Sá Ferreira com a Rua Raul Pompéia, a falta de sinalização vertical no cruzamento da Rua Inhangá com a Av. N. S. de Copacabana,  bem como a revisão do tempo de alguns sinais.

Vejam nos links abaixo a falta de sinalização no cruzamento da Rua Inhangá com a Av. N. S. de Copacabana:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349658548

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349658556/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4349658560/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA REALIZA REUNIÃO COM A CEDAE!

A Sociedade Amigos de Copacabana realizou no mês de janeiro de 2010 uma reunião com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE).

O objetivo dessa reunião era discutir diversos assuntos relativos aos serviços prestados pela CEDAE e também esclarecer aos moradores e síndicos de Copacabana sobre assuntos como a necessidade dos condomínios fazerem a limpeza periódica das caixas d'água, das caixas de gordura, realizar a manutenção das instalações de esgotos, prestar esclarecimentos sobre tarifas, faixas de consumo, sobre quem deve pagar as cotas de água, se o proprietário ou o inquilino; sobre a troca de hidrômetros, sobre a reserva técnica, etc.

Para falar sobre todos esses assuntos e tirar as dúvidas dos presentes, tivemos como palestrante o engenheiro Claudino V. R. do Espírito do Santo, Gerente Regional Sul da CEDAE.

OBRA INACABADA DA ESCOLA MUNICIPAL TOM JOBIM NÃO FICA PRONTA PARA O INÍCIO DO ANO LETIVO DE 2010!

Em abril de 2003, a Prefeitura desapropriou o imóvel na Rua Francisco Otaviano Nº 131, situado ao lado do Parque Garota de Ipanema, onde funcionava o Colégio Isa Prates. O colégio encerrou as suas atividades em 2001.

A Prefeitura chegou a anunciar no dia 25/01/2008 a implantação nesse imóvel da nova Escola Municipal Tom Jobim, no entanto passado quase 2 anos de obras, o imóvel aparentemente ainda não esta pronto para receber alunos no início do ano letivo de 2010!,

Veja nos links abaixo, as fotos do local:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876918

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876950/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876956/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876964/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876968/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4234876978/in/photostream

Para a  nossa surpresa, a Secretaria Municipal de Educação (SME) depois de gastar mais de R$600.000,00 desistiu de colocar a escola pra funcionar alegando falta (?!) de demanda.

CASA DERCY GONÇALVES É REINAUGURADA EM LOCAL INAPROPRIADO!

A Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida reinaugurou no dia 22/12/2009 a Casa de Convivência e Lazer para Idosos Dercy Gonçalves em um novo endereço, no Parque da Catacumba, na Lagoa. Apesar da boa notícia da reinauguração, o local escolhido para ser a nova sede é, ao nosso ver completamente inapropriado devido ao seu difícil acesso. Os pontos de ônibus mais próximos do parque, tanto para ir quanto para chegar, ficam muito distantes obrigando os idosos a andar grandes distâncias para buscar transporte público, além do fato de estarem se expondo à assaltos, haja visto que o local não tem uma grande movimentação de pessoas.

A Casa Dercy Gonçalves, é um centro de convivência e lazer para idosos, e que funcionava numa casa em Copacabana na Travessa Cristiano Lacorte nº54 até ser fechada no início de 2009. O objetivo desses centros de convivência é promover a inclusão de idosos.

Nós protestamos, à época, junto à Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV) quanta a escolha do Parque da Catacumba como local de funcionamento da casa Dercy Gonçalves.

Segue abaixo as fotos do antigo local em Copacabana onde funcionava a Casa Dercy Gonçalves:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3433563980

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3433563992/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3433563994/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3433564002/in/photostream

CAMINHÕES DE COLETA DE LIXO EXTRAORDINÁRIA ESPALHAM CHORUME PELAS RUAS DE COPACABANA!

A Sociedade Amigos de Copacabana verificou que diversos caminhões de empresa de coleta de lixo extraordinária (que coletam o lixo dos estabelecimentos comerciais!) estão deixando um verdadeiro rastro de chorume fétido pelas ruas do bairro. Isso se deve ao fato desses caminhões serem muito antigos e não terem os seus compartimentos devidamente vedados.

No dia 12/12/2009, a Sociedade Amigos de Copacabana flagrou um caminhão de coleta de lixo extraordinária pertencente à empresa Locanty deixando um enorme rastro de chorume por toda a Av. N. S. de Copacabana. O mais incrível é que no caminhão vem escrito a seguinte expressão: “preocupação ecológica”. Um absurdo!!!

Vejam no link abaixo as fotos do flagrante:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4203739739

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4203739753/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4203739755/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA É HOMENAGEADA PELA LIGA DA DEFESA NACIONAL!

A Sociedade Amigos de Copacabana, na pessoa do seu presidente, Horácio Magalhães e também do seu vice-presidente, Antonio Costa, vai ter a honra de ser homenageada pela Liga da Defesa Nacional (LDN) com a outorga do Diploma do Mérito Cívico.

O Diploma do Mérito Cívico foi criado pela LDN para homenagear o poeta Olavo Bilac, um dos fundadores da LDN, na data do seu nascimento - 16 de dezembro de 1965, e é destinado a homenagear cidadãos e cidadãs que tenham se destacado na prestação de relevantes serviços à Pátria ou no apoio às atividades da LDN no seu campo de atuação - civismo a patriotismo.

A Liga da Defesa Nacional (LDN) é uma entidade de utilidade Pública federal reconhecida em ato do Ministério da Justiça em 12/12/1997, fundada em 7 de setembro de 1916.

A LDN tem como objetivos desenvolver e implantar projetos cívico-culturais, a difusão dos nosso valores cívicos, morais e patrióticos, a manutenção da Federação e a Soberania Nacional.

A cerimônia de entrega do Diploma do Mérito Cívico será realizada no dia 16/12/2009, 4º feira, às 10h, no auditório do Centro de Estudos de Pessoal no Forte Duque de Caxias (Forte do Leme).

Para saber mais sobre a LDN visite o site: www.ligadadefesanacionalrj.com.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA APRESENTA AOS MORADORES O PROJETO ARQUITETÔNICO DO NOVO MUSEU DA IMAGEM E DO SOM QUE FICARÁ NO LUGAR DA BOATE HELP!

A Secretaria de Estado de Cultura, atendendo a uma solicitação da Sociedade Amigos de Copacabana, fez uma apresentação detalhada do projeto arquitetônico da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS) que será construído na Av. Atlântica, no local onde funciona hoje a Boate Help.

O projeto é de autoria do escritório de arquitetura americano Diller Scofidio Renfro, que foi o vencedor do Concurso de Idéias, realizado pela Governo do Estado.

O escritório de arquitetura americano Diller Scofidio Renfro esta situado em Nova Iorque, e foi fundado por Elizabeth Diller e Ricardo Scofidio e ganhou fama por sua abordagem interdisciplinar à arquitetura. Diller e Sofidio foram os primeiros arquitetos a receber o Prêmio MacArthur. Em 2004, Charles Renfro firmou uma parceria com eles.

Elizabeth Diller continuou no mundo acadêmico, e atualmente leciona na Princeton University. Charles Renfro é professor da Columbia University e Rice University, enquanto Ricardo Scofidio foi recentemente nomeado professor emérito da Cooper Union. Obras importantes: Blur Building - Expo Internacional 2002 (Suíça); The Brasserie (EUA); Eyebeam Institute (EUA); Institute of Contemporary Art (EUA) com Charles Renfro; High Line Park (EUA); e Lincoln Center (EUA).

Vejam no link abaixo o projeto ganhador:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809951340

A Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes, pessoalmente apresentou o projeto para os moradores que compareceram à reunião da Sociedade Amigos de Copacabana realizada no dia 26/11/2009, no auditório do Hospital São Lucas.

O imóvel onde será construído o novo MIS esta ocupado no momento pela Boate Help que foi desapropriada e que deverá desocupar o imóvel no dia 02/01/2010.

Vejam nos links abaixo as fotos da reunião:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276227

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276225/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276223/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276221/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276219/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4138276213/in/photostream

INSTALAÇÃO DE SUPERMERCADO PREOCUPA MORADORES DA RUA DIAS DA ROCHA!

A Sociedade Amigos de Copacabana tomou conhecimento de que a Rede de Supermercados Zona Sul comprou recentemente o prédio de 3 andares de nº 29 da Rua Dias da Rocha. Nesse prédio funcionava anteriormente um estacionamento rotativo.

A notícia da possibilidade de um supermercado vir a se instalar nesse imóvel esta sendo motivo de preocupação dos moradores daquela rua.

A Rua Dias da Rocha é uma rua sem saída que já sofre muito com uma série de problemas de trânsito, proveniente da carga e descarga de estabelecimentos existentes na própria rua, como o Hortifruti e os Correios, e também de outros estabelecimentos próximos.

É público e notório que um supermercado é um polo gerador de trafego, com atividades diárias de carga e descarga de mercadorias, de fornecedores, e possivelmente também o estacionamento de clientes.

Os moradores mais antigos lembram-se do antigo supermercado Maracanã que funcionava nesse mesmo imóvel e que era motivos de diversas reclamações.

A Sociedade Amigos de Copacabana e a Associação de Moradores e Amigos das Ruas 5 de julho, Raimundo Corrêa e Dias da Rocha (AMORA) realizam no dia 23/09/09 uma pesquisa de opinião com os moradores da rua e adjacências sobre esse assunto é o resultado foi que 65% dos que responderam a pesquisa se manifestaram contra a instalação do supermercado.

Diante da vontade contrária dos moradores, a Sociedade Amigos de Copacabana e a Associação de Moradores e Amigos das Ruas 5 de julho, Raimundo Corrêa e Dias da Rocha (AMORA) vão solicitar à Prefeitura que não autorize a instalação de um supermercado naquele imóvel.

Vejam a foto do local e da pesquisa de opinião:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4027313101

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4027313289

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4027313285

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/4027313287

PREFEITURA ATENDE O PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E AUTORIZA O ESTACIONAMENTO NO LADO ESQUERDO DA RUA BARATA RIBEIRO APÓS ÀS 21H!

A Sociedade Amigos de Copacabana conseguiu mais uma vitória! Nós já ha algum tempo que vínhamos solicitando a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-RIO) a autorização para que os moradores pudessem estacionar no lado esquerdo da Rua Barata Ribeiro, após às 19:00h. O estacionamento nessa via atualmente só era permitido aos sábados (após às 13h!) e nos domingos e feriados.

Nessa via existe mais de 50 condomínios que não possuem garagens. Logo, os moradores eram obrigados a estacionar seus veículos nas ruas adjacentes e não podiam se valer dos benefícios do Cartão Morador, que isenta os proprietários de veículos cujos prédios não tem garagem de pagarem o ticket do sistema RIO ROTATIVO. Esse benefício só vale para a rua onde reside o proprietário do veículo, mas como não era permitido estacionar na Rua Barata Ribeiro, os moradores de lá ficam prejudicados.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-RIO) atendeu o nosso pedido e já instalou por toda a extensão da Rua Barata Ribeiro, placas de sinalização autorizando estacionamento no lado esquerdo da via, das 20:00 às 07:00h. Com o advento da implantação do BRS na Rua Barata Ribeiro em 2011, o horário de estacionamento passou a ser permitido a partir das 21h.

VEREADOR ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E APRESENTA PROJETO DE LEI TOMBANDO A ANTIGA ILUMINAÇÃO DA AV. ATLÂNTICA, CONHECIDA COMO O "COLAR DE PÉROLAS"!

Na década de 30, com a reforma da Av. Atlântica, essa importante via do bairro de Copacabana recebeu um novo sistema de iluminação que devido a sua luminescência à noite logo ficou conhecido pela população como o famoso “colar de pérolas”.

Vejam nos links abaixo as fotos do colar de pérolas:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3962257189

Mas esse colar de pérolas, atualmente encontra-se “depenado”, pois em vistoria realizada pela Sociedade Amigos de Copacabana, verificamos que os postes de iluminação estão em péssimo estado de conservação.

Dos 64 postes existentes, da Rua Francisco Otaviano à Av. Princesa Isabel, pelo menos 12 estavam quebrados ou suas cúpulas. Outros tantos não estão funcionando por falta de manutenção.

Além disso, verificamos também que há trechos onde os postes simplesmente desapareceram! Como entre as ruas Santa Clara e Figueiredo de Magalhães, e entre as Ruas Ronald de Carvalho e Belfort Roxo.

Esses postes são um verdadeiro patrimônio artístico-cultural do bairro de Copacabana e como tal, merecem ser preservados e conservados.

Desde 2007, que a Sociedade Amigos de Copacabana vem solicitando à Prefeitura que providenciasse o seu  tombamento, no entanto sem sucesso.

Nós, então, sugerimos ao Vereador Carlo Caiado (DEM) que elaborasse um projeto de lei nesse sentido. Ele então apresentou o Projeto de Lei nº 354/2009, que tomba, por seu valor histórico e cultural, o conjunto de postes antigos da Avenida Atlântica, em Copacabana.

Segue abaixo o teor do projeto:

"Projeto de Lei Nº 354/2009

Tomba, por seu valor histórico e cultural, o conjunto de postes antigos da Avenida Atlântica, em Copacabana.

Autor: Vereador Carlo caiado

A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

DECRETA:

Art. 1º Fica tombado, por interesse histórico e cultural, o conjunto de postes antigos localizados ao longo do calçadão da Avenida Atlântica, junto aos edifícios, no bairro de Copacabana.

Art. 2º Em decorrência do tombamento, fica vedada qualquer alteração que descaracterize os equipamentos tombados, assim como sua retirada, mesmo que para implantação em outro local, salvo por motivo de segurança devidamente comprovado.

Art. 3º O Poder Executivo, por intermédio do órgão competente, providenciará a inscrição do tombamento efetuado por esta Lei no Livro de Tombos de Bens Culturais do Município.

Art. 4º O Poder Executivo adotará as medidas necessárias para a restauração e manutenção dos bens tombados por esta Lei.

Parágrafo único. A execução dos serviços de restauração dos bens tombados deverão ser previamente comunicados ao Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural, para fins de autorização e acompanhamento técnico.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Plenário Teotônio Villela, 27 de agosto de 2009.

CARLO CAIADO

Vereador

J U S T I F I C A T I V A

O projeto que apresento a meus pares tem por finalidade proteger o conjunto de postes antigos localizados ao longo da Avenida Atlântica, no calçadão junto aos edifícios, no bairro de Copacabana, como forma de preservar esses importantes equipamentos que estão instalados ao longo desta avenida, desde a primeira metade do século passado.

Os referidos postes foram instalados em 1938 pela antiga LIGHT, no calçadão junto às edificações, atendendo a determinação da Administração do Prefeito Henrique Dodsworth, que pretendia melhorar o tráfego na Cidade, para isso tirando canteiros centrais em várias vias, inclusive os que existiam na Avenida Atlântica.

Os estudos começaram no Leme em 1936, como modelo piloto, onde foram instalados seis postes de alturas e bases diferentes. Tais equipamentos  eram exclusivos dessa via, sendo na verdade uma variação do modelo chamado de “canadense”, muito usado pela Cidade, principalmente na Esplanada do Castelo, onde alguns inclusive estão abandonados até os dias de hoje, nas ruas Debret e Araújo Porto Alegre.

Todavia, o modelo usado na Avenida Atlântica é mais alto, com cerca de 7 metros, e com uma base maior, embora no mesmo estilo e com globos grandes, dotados de lâmpadas incandescentes de mais de 1000 Watts.

Estes postes foram instalados usando o padrão de cor da LIGHT, postes de base prateados, diferente do usado em outras partes da cidade, do tipo padrão cinza claro.

         Historicamente, a Avenida Atlântica possuiu dois outros tipos de iluminação: de 1910 até 1919, postes do tipo padrão, no mesmo lugar dos canadenses, inicialmente mistos, com lâmpadas de arco no topo e lampiões à gás a meia altura; e de 1919 a 1938, postes de estilo francês, de altura média, com três luminárias.

Mais recentemente, na duplicação da Avenida Atlântica, por volta de 1969/1970, foi empregado um sistema Phillips nos postes do novo canteiro central, com sistema fechado, lâmpadas, luminárias e reatores, com 4 pétalas cada uma com 1000 Watts de mercúrio. Tal sistema foi alterado em 1980, ganhando novas luminárias Phillips, que podiam comportar até duas lâmpadas de mercúrio de 1000 Watts. Foi nessa época que o sistema antigo que ainda iluminava o calçadão foi erroneamente desativado pela LIGHT e não incorporado pela CEE, atual Rio-Luz.

 Apenas em 1992, a iluminação clássica da Avenida Atlântica foi reativada, durante a implantação do Projeto Rio-Orla, na Administração do Prefeito Marcello Alencar. Eles foram pintados de verde e passaram a usar lâmpadas mistas de 250 Watts.

Apesar da reforma deste conjunto de postes antigos, os mesmos não foram tombados, o que permitiu a mais grave agressão ao conjunto, na Administração do Prefeito Luiz Paulo Conde, quando se retiraram mais da metade destes postes antigos, que eram exclusivos da Avenida Atlântica, e os colocaram na Rua do Lavradio, à época em processo de reurbanização.

Assim, no intuito de resgatar parte da história de nossa cidade, em especial desta Avenida, que, seguramente, é a mais famosa de nossa Cidade, é que proponho a meus pares este Projeto de Lei, com a certeza de que ajudaremos a preservar a história da Avenida Atlântica, de Copacabana e da nossa Cidade."

PREFEITURA ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E CONCERTA OS ERROS DA CICLO FAIXA DA RUA XAVIER DA SILVEIRA!

No dia 07/08/09, às 10h, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente inaugurou a Ciclo faixa da Rua Xavier da Silveira e as Pistas Compartilhadas das Ruas Djalma Ulrich e Leopoldo Miguez, em Copacabana. Estas novas faixas tem o objetivo de ligar a Estação do Metrô do Cantagalo à Ciclovia da Orla, na Avenida Atlântica.

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve presente ao evento. Vejam as fotos nos links abaixo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809742304/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809742330/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809742340/in/photostream

Para poder implantar a ciclo faixa, a CET-RIO proibiu o estacionamento no lado esquerdo da rua. No entanto, a ciclo faixa tem sido motivo de reclamações de diversos moradores que estacionavam seus veículos naquelas vagas. Agora eles, cujos prédios não tem garagem, são obrigados a estacionar na Rua Leopoldo Miguez, onde quase todo dia tem carros arrombados. O mais incrível é que a Rua Leopoldo Miguez conta com operadores do sistema RIO ROTATIVO da empresa Embrapark.

Outro motivo de reclamação dos moradores e dos motoristas é que a ciclovia da forma como havia sido feita, literalmente dividiu a rua ao meio, prejudicando a fluidez do trânsito.

A Rua Xavier da Silveira é uma via muito importante, pois absorve boa parte do tráfego que vem da Lagoa e que desemboca na Rua Miguel Lemos. Por essa rua também passam diariamente os veículos de socorro do 17º Grupamento de Bombeiros Militares, cujo quartel fia no início da rua, defronte à Praça Eugênio Jardim.

A ciclo faixa ainda tem outros problemas de concepção do seu projeto.

Segundo o folder distribuído pela secretaria municipal de meio ambiente (http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809742322), o trajeto da ciclo faixa começa na Praça Eugênio Jardim, vai pela Rua Xavier da Silveira até a Av. Atlântica e retorna pela Rua Djalma Ulrich, passa pela Rua Leopoldo Miguez e retorna pela Xavier da Silveira (na contra mão do trânsito!) até a Praça Eugênio Jardim.

Esse traçado, no entanto, contém erros gritantes!

A Rua Xavier da Silveira não tem ligação com a ciclovia da Av. Atlântica! O ciclista para chegar à ciclovia terá ir por cima da calçada até o cruzamento situado na esquina da Rua Miguel Lemos!

A Rua Djalma Ulrich também não tem ligação com a ciclovia da Av. Atlântica!

Portanto, o ciclista para ir da estação Cantagalo do metrô até a ciclovia da orla, terá de ir até o cruzamento da rua Miguel Lemos e ir por cima da calçada até a Rua Xavier da Silveira.

Vale lembrar que o ciclista que estiver pedalando sobre o passeio público estará cometendo uma infração de trânsito prevista no art. 255 do Código Brasileiro de Trânsito que diz:

“Art. 255. Conduzir bicicleta em passeios onde não seja permitida a circulação desta, ou de forma agressiva, em desacordo com o disposto no parágrafo único do art. 59:

Infração - média;

Penalidade - multa;

Medida administrativa - remoção da bicicleta, mediante recibo para o pagamento da multa.”

As Ruas Leopoldo Miguez e Djalma Ulrich, por sua vez, não estão devidamente sinalizadas como manda o Código Brasileiro de Trânsito. A CET-RIO somente colocou alguns banners nessas vias, mas nenhuma emplacamento. Segundo o art. 59 do Código Brasileiro de Trânsito, a circulação pelo passeio só seria possível “Desde que autorizado e devidamente sinalizado pelo órgão com circunscrição sobre a via, será permitida a circulação de bicicletas nos passeios”.

Os ciclistas, por sua vez, estão reclamando das condições do asfalto da Rua Xavier da Silveira. O asfalto naquela rua é uma verdadeira colcha de retalhos, cheia de buracos e ondulações, e se a prefeitura não melhora a sua situação esta arriscado a inaugurar, na verdade, é uma “Pista de Bicicross”!

Vejam nos links abaixo os problemas da ciclo faixa:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809667868

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809667900/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809667912/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809667918/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3809667948/in/photostream

Depois dos protestos da Sociedade Amigos de Copacabana, a Prefeitura diminuiu a largura da ciclo faixa em meio metro, instalou sinalização vertical e horizontal e melhorou a "buraqueira" que havia no trajeto.

Com essas medidas o trânsito na rua esta fluindo melhor e a ciclo faixa ficou mais segura para ser utilizada pelos ciclistas.

VEREADOR ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E APRESENTA PROJETO DE LEI CONTRA OS MAUS TRATOS AOS ANIMAIS!

O Vereador Carlo Caiado (DEM) atendendo uma sugestão da Sociedade Amigos de Copacabana apresentou na Câmara Municipal do RJ, o Projeto de Lei nº 234/2009, que torna obrigatório a afixação de cartazes em veterinárias, pet-shops e outros estabelecimentos que prestem serviços relacionados à animais domésticos.

Esses cartazes devem conter os telefones para denúncias de mãos tratos contra animais.

Os telefones são os da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais (SEPDA) e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Essa foi a nossa singela contribuição para causa animal. Segue abaixo a reprodução do texto da referida lei.

Projeto de Lei Nº 234/2009

Torna obrigatória a afixação de cartaz com telefones para denúncias  de maus-tratos contra animais, nos locais e na forma que especifica.

Autor: Vereador Carlo caiado

A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

DECRETA:

Art. 1º Esta Lei dispõe sobre a afixação de cartazes para divulgação, à população, de telefones para denúncias de maus-tratos contra animais.

Art. 2º É obrigatória a afixação de cartaz contendo telefones para denúncias de maus-tratos contra animais, nos seguintes estabelecimentos:

I – clínicas veterinárias;

II – pet shops; e

III – outros estabelecimentos que prestem serviços relacionados a animais domésticos.

Parágrafo único. O estabelecimento deverá afixar o cartaz em local perfeitamente visível para seus clientes.

Art. 3º O cartaz deverá ter dimensões mínimas de 40 cm (quarenta centímetros) de comprimento por 30 cm (trinta centímetros) de largura, contendo a inscrição “Para denúncias de maus-tratos a animais, ligue para:”, seguida dos telefones da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais ─ SEPDA e do Centro de Controle de Zoonoses ─ CCZ.

Parágrafo único. Na regulamentação desta Lei, o Poder Executivo poderá fazer incluir nos cartazes os telefones de outras instituições de defesa dos animais.

Art. 4º Os estabelecimentos obrigados ao cumprimento desta Lei disporão do prazo de 60 (sessenta) dias, a contar de sua regulamentação, para se adequarem aos seus ditames.

Art. 5º O descumprimento desta Lei implicará em multa, para o estabelecimento e/ou o profissional infrator, no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais), aplicada em dobro a cada reincidência.

Parágrafo único. O valor da multa será anualmente corrigido pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial ─ IPCA-E, ou, em caso de sua extinção, pela variação do índice que o venha substituir.

Art. 6º O Poder Executivo regulamentará esta Lei no que couber, especialmente quanto ao detalhamento do cartaz.

Art. 7º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Plenário Teotônio Villela, 18 de junho de 2009.

CARLO CAIADO

Vereador

J U S T I F I C A T I V A

Primeiramente, gostaria de deixar bem claro que este não é um projeto “contra” pet shops ou clínicas veterinárias, fruto de alguma denúncia de maus-tratos a animais nesses estabelecimentos.

Muito pelo contrário, o que pretendemos é tê-los como parceiros na luta contra os que ainda insistem em maltratar animais. Afinal, que locais poderiam ser melhores para alertar a população contra essa prática perversa que aqueles onde as pessoas levam seus bichos de estimação?

Sendo assim, só posso esperar o apoio de todos nobres Colegas.

E finalmente, meus agradecimentos ao autor da idéia ─ singela, mas de muita importância ─, o amigo Horácio Magalhães Gomes, Presidente da Sociedade Amigos de Copacabana.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA ESTACIONAMENTO ROTATIVO FUNCIONANDO EM EDIFÍCIO SEM HABITE-SE!

Nos tomamos conhecimento de que um estacionamento rotativo funciona no térreo de um edifício inacabado situado na Rua Santa Clara nº 89.

O referido edifício teve a sua construção paralisada ha muitos anos. Essa edificação não possui o habite-se, então como pode a Prefeitura ter concedido um alvará para esse estacionamento funcionar nesse prédio?!

Nós já denunciamos essa questão à Secretária Municipal de Urbanismo (SMU).

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA PEDE A PREFEITURA O FIM DA MÃO INVERTIDA NA AV. PRADO JR!

A Prefeitura realizou a alguns anos atrás, uma obra na Av. Prado Jr. dividindo aquela via ao meio e invertendo, no trecho situado entre a Rua Min. Viveiros de Castro e Barata Ribeiro, a mão de um dos lados da via.

À época, a Sociedade Amigos de Copacabana protestou contra essa iniciativa, pois essa mão invertida não traria qualquer benefício para o bairro. Aliás, muito pelo contrario, pois a divisão da via acabou por estreitá-la e prejudicar a fluidez do tráfego de veículos.

A Av. Prado Jr. é uma importante via de acesso para os moradores do Leme, pois ela dá acesso ao retorno da Av. Atlântica no sentido Leme.

As linhas de ônibus que fazem ponto final no bairro do Leme também tem de passar pela Av. Prado Jr.

Portanto, a Sociedade Amigos de Copacabana vai solicitar a Secretaria Municipal de Obras e Conservação (SMO) que desfaça a mão invertida e restabeleça a mão da Av. Prado Jr integralmente no sentido Barata Ribeiro - Av. Atlântica.

Vejam abaixo as fotos do local:  

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3583602093

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3583602111/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3583602131/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3583602139/in/photostream

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DISCUTE COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE A IMPLANTAÇÃO DE CICLO FAIXAS EM ALGUMAS RUAS DE COPACABANA!

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) implantou nas Ruas Duvivier, Rodolfo Dantas e Min. Viveiros de Castro uma ciclo faixa com o objetivo de interligar as estações Cardeal Arcoverde do Metrô à Av. Atlântica.

No futuro será implantado ciclo faixas nas Ruas Figueiredo de Magalhães e Xavier da Silveira.

O objetivo é interligar as estações de Metrô à orla e incentivar o uso da bicicleta como veículo de transporte..

Apesar de ser uma boa idéia incentivar o uso da bicicleta, nós estamos preocupados com o fatos de algumas dessas ruas terem um trânsito intenso o que pode colocar os ciclistas, pedestres e motoristas em risco.

No dia 04/12/2008, a Prefeitura chegou a anunciar o novo sistema de aluguel de bicicletas.

Em Copacabana foi instalado 05 locais de aluguéis na orla de Copacabana e 03 nas estações de metrô do bairro.

A iniciativa da Prefeitura em estimular o uso da bicicleta como veículo alternativo é sem dúvida positiva.

No entanto, nós estamos preocupados com o fato do funcionamento dos locais de aluguel situados nas estações de metrô não venham acompanhando de uma prévia e devida sinalização das vias próximas a esses locais.

O bairro de Copacabana só possui ciclovia na orla e também não possuía, à época, ciclo faixas compartilhadas nas ruas internas o que acabaria obrigando os ciclistas a trafegarem pela pista de rolamento junto aos carros.

Segundo o art. 59 do Código Brasileiro de Trânsito, a circulação pelo passeio só seria possível “Desde que autorizado e devidamente sinalizado pelo órgão com circunscrição sobre a via, será permitida a circulação de bicicletas nos passeios”.

De outra forma o ciclista estaria cometendo uma infração de trânsito prevista no art. 255 do Código Brasileiro de Trânsito que diz:

“Art. 255. Conduzir bicicleta em passeios onde não seja permitida a circulação desta, ou de forma agressiva, em desacordo com o disposto no parágrafo único do art. 59:

Infração - média;

Penalidade - multa;

Medida administrativa - remoção da bicicleta, mediante recibo para o pagamento da multa.”

As estações de metrô de Copacabana (Cantagalo, Siqueira Campos e Arcoverde) estão situadas em locais de grande movimentação de pessoas e de veículos com calçadas estreitas, portanto é absolutamente necessário que haja uma sinalização adequada voltada tanto para o ciclista quanto para o motorista, de forma a evitar que haja acidentes.

Aliás, essa responsabilidade também esta prevista no art. 24 do Código Brasileiro de Trânsito, onde diz:

“Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição:

I - cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições;

II - planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos, de pedestres e de animais, e promover o desenvolvimento da circulação e da segurança de ciclistas;”

Portanto, nós solicitamos à CET-RIO que faça uma devida sinalização nas vias próximas aos locais de aluguel de bicicletas situados próximos as estações de metro do bairro.

A Sociedade Amigos de Copacabana foi recebida no dia 28/05/09 pelo Subsecretário Municipal de Meio Ambiente, Altamirando Moraes, onde discutimos a implantação dessas novas ciclo faixas.

PRODERJ ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E RETOMA COM O PROGRAMA INTERNET COMUNITÁRIA PARA IDOSOS!

A Sociedade Amigos de Copacabana esteve no dia 14/04/09, no Centro de Internet Comunitária (CIC) de Copacabana que funciona nas dependências do 19º Batalhão de Policia Militar, e verificamos que há quase um ano não são mais oferecidos os cursos de alfabetização digital para idosos.

Os CICs fazem parte do Programa Internet Comunitária desenvolvido pelo PRODERJ (Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro), como parte de um projeto de inclusão digital do Governo do Estado.

Esse programa tem como objetivo implementar laboratórios de informática por todo o Estado do RJ, oferecendo à população treinamentos gratuitos de alfabetização digital, acesso à web em banda larga e a diversos serviços de governo eletrônico.

O PRODERJ atendeu ao nosso pedido e vai retomar os cursos para a terceira idade a partir do mês de maio de 2009.

As inscrições deverão ser efetuadas no próprio local do CIC - Copacabana, no térreo do 19º Batalhão de Policia Militar, situado na Rua Figueiredo de Magalhães nº 550, através de ficha de inscrição (nome, identidade, telefone de contato e questionário), no horário de 09:00 às 17:00h.

As turmas à serem formadas deverão ter no mínimo 07 e no máximo 10 alunos.

A carga horária do treinamento será de 15:00 horas.

Somente receberão os certificados de participação, os alunos que obtiverem mais de 70% de presença.

PREFEITURA ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E GARANTE O RETORNO DO POSTO DO RIOCARD PARA O PARQUE GAROTA DE IPANEMA!

A Sociedade Amigos de Copacabana participou de uma reunião 4º feira, dia 15/04/09, na sede da Fundação Parques e Jardins (FPJ), para tratar do problema do fechamento do posto do RIOCARD que existia no Parque Garota de Ipanema.

O Parque Garota de Ipanema, situado no Arpoador, divisa entre os bairros de Copacabana e Ipanema, foi fechado no dia 19/02/09, para a conclusão das obras em sua parte baixa. No dia 09/04/09 ele foi reaberto, mas não exista até a pouco tempo uma definição quando ao retorno do posto do RIOCARD.

Esse posto foi inaugurado em 13/10/2005 em atenção a uma reinvidicação nossa, haja vista que Copacabana é o bairro com a maior concentração de idosos da cidade. A média de atendimento desse posto é de 350 pessoas por dia!

O RIOCARD SÊNIOR é um benefício concedido à terceira idade pela Prefeitura que dá acesso gratuito aos transportes urbanos dentro da cidade.

O sistema de cartão em roletas eletrônicas nos ônibus do município havia sido consolidado aquela época e permite que passageiros pagantes, idosos e alunos da rede pública recebam o mesmo tratamento na utilização do serviço. Esse posto buscava atender justamente a estes dois últimos grupos.

Na referida reunião ficou definido que o posto do RIOCARD iria retornar definitivamente para o parque, o que foi feito no dia 17/04/09.

A reunião contou com as presenças do Sr. Ino Menezes, presidente da Fundação Parques e Jardins, do Sr. Bruno Ramos, Subprefeito da Zona Sul, do Sr. Carlos Henrique, engenheiro da RIOÔNIBUS (Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do RJ), da Sra. Vania Oliveira, representante do Instituto E (entidade que adotou o parque!) e do Sr. Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA DENUNCIA INÍCIO DE UMA POSSÍVEL FAVELIZAÇÃO NA MATA NATIVA DA POMPEU LOUREIRO!

A Sociedade Amigos de Copacabana recebeu uma denuncia de um morador quanto a um possível inicio de favelização na mata nativa existente nos fundos os prédios da Rua Pompeu Loureiro. Nós flagramos casas construídas no meio da mata praticamente no cume do morro que faz divisa com o Parque da Catacumba na Lagoa! A Sociedade Amigos de Copacabana já denunciou o problema ao Subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos e também à ouvidoria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente!

Vejam as fotos do flagrante nos links abaixo:

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3409833972

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3409833962/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/amigosdecopa/3409833990/in/photostream

PREFEITURA ATENDE PEDIDO DA SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA E SUSPENDE A CONCESSÃO DE NOVOS PONTOS DE TÁXIS!

A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) atendeu o pedido da Sociedade Amigos de Copacabana e suspendeu desde o dia 16/03/09, a concessão de novos pontos fixos de táxis não só em Copacabana, mas também em toda cidade do RJ.

A Sociedade Amigos de Copacabana havia protestado junto à Secretaria Municipal de Transportes contra a concessão de novas autorizações de pontos de táxi no bairro de Copacabana. A cada novo ponto de táxi o problema de falta de vagas de estacionamento se agrava ainda mais no bairro de Copacabana.

No ano de 2004, um levantamento realizado pela Sociedade Amigos de Copacabana contatou que Copacabana possui mais de 30 pontos de táxi legalizados que consomem mais de 130 vagas de estacionamentos. Vale lembrar que esse levantamento não levou em consideração os pontos de táxi ilegais! Um dos problemas mais graves do bairro de Copacabana na área de transportes é, sem duvida, a falta de áreas de estacionamento. O problema é tão sério que a administração passada da Prefeitura retomou o projeto de construção de garagens subterrâneas como forma de criar novas opções de estacionamento em várias áreas da cidade e, dentre elas o bairro de Copacabana.

Em 2004, a Sociedade Amigos de Copacabana foi recebida pelo então Secretário Municipal de Transportes, Arolde de Oliveira para solicitar que a prefeitura não concedesse mais nenhuma nova autorização para o bairro de Copacabana. A época, o secretário admitiu que o bairro de Copacabana não comportava novos pontos de táxi e baixou uma resolução nesse sentido.

No início de 2009, com a nova administração municipal, a  Sociedade Amigos de Copacabana preocupada com um possível retrocesso nessa questão, reivindicou mais uma vez que a Secretaria Municipal de Transportes não dê mais NENHUMA nova autorização de ponto de táxi no bairro de Copacabana.

Nós estamos atentos para definitivamente não sejam mais autorizados nenhum novo ponto de táxi em Copacabana.

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA COBRA DO NOVO PREFEITO A RETOMADA DA LICITAÇÃO DA CONSTRUÇÃO DA GARAGEM SUBTERRÂNEA DA PRAÇA DO LIDO!

Um dos problemas crônicos de Copacabana é a falta de vagas. Quando o então Prefeito Cesar Maia anunciou no dia 04/01/2008 em seu ex-blog que a prefeitura iria licitar as garagens da Praça General Osório e da Praça do Lido em Copacabana, a Sociedade Amigos de Copacabana ficou muito satisfeita em saber do interesse da Prefeitura em retomar o Programa de Garagens Subterrâneas da Cidade do Rio de Janeiro. Esse programa chegou a ser publicado em edital em janeiro de 1999, sob regime de concessão, com prazo de exploração de 35 anos. No entanto, de lá para cá apenas dois lotes entre os sete previstos já estão em funcionamento, que é a garagem subterrânea da Praça Mahatma Gandhi, na Cinelândia, e agora recentemente o da Av. Antonio Carlos. Os da zona sul, no entanto, não tinham saído do papel.

Em Copacabana era previsto a construção de 5 estacionamentos subterrâneos. São eles:

- Av. Atlântica (entre a Av. princesa Isabel e rua Anchieta) - 496 vagas;
- Av. Atlântica (entre a rua Constante Ramos e Siqueira Campos) - 600 vagas;
- Praça Demétrio Ribeiro - 133 vagas;
- Rua Inhangá - 91 vagas;
- Praça do Lido - 350 vagas.

O bairro de Copacabana assim como boa parte da zona sul sofre com o problema crônico de falta de vagas de estacionamentos. Seja para os moradores muitos deles residindo em edifícios sem garagens, seja para os diversos clientes dos profissionais liberais que não encontram vagas para estacionar. A Sociedade Amigos de Copacabana ao saber da intenção da prefeitura em retomar o programa de garagens subterrâneas, sugeriu que o edital de licitação incluísse a obrigatoriedade da empresa que ganhar a concessão da construção e operação da garagem subterrânea da Praça do Lido também ficasse responsável pela manutenção da praça situada logo acima.

O Vereador Carlo Caiado (DEM) atendendo sugestão da Sociedade Amigos de Copacabana conseguiu incluir um dispositivo no processo licitatório das novas garagens subterrâneas, obrigando as empresas que vencerem estas licitações a assumirem a manutenção e conservação destas praças. A licitação foi publicada dia 20/06/08, no DO do Município e incluiu o dispositivo sugerido por nós. A garagem subterrânea da Praça do Lido prevê 350 vagas de estacionamento. O prazo de concessão é de 35 anos. A licitação foi realizada nos dias 14 e 15 de outubro de 2008, no entanto nenhuma empresa se interessou a apresentar proposta. Segundo o edital de licitação, a empresa ganhadora teria de pagar, além do valor da outorga de R$ 805 mil, teria de pagar antecipadamente 42 parcelas da concessão. Ao nosso ver, tal exigência foi absurda e com certeza deve ter contribuído para não aparecer nenhuma empresa interessada! Portanto, a Sociedade Amigos de Copacabana já solicitou ao Prefeito Eduardo Paes que altere o edital retirando essa exigência absurda deforma a retomar e viabilizar o processo licitatório da garagem subterrânea da Praça do Lido. O bairro de Copacabana precisa muito se sejam criadas novas áreas de estacionamento, como o bairro já é demasiadamente edificado, a solução são as garagens subterrâneas.

CEDAE INAUGURA OBRA PARA ELIMINAÇÃO DO MAL CHEIRO PROVENIENTE DA ELEVATÓRIA SITUADA NA AV. ATLÂNTICA!

Em janeiro de 2008, O governador Sergio Cabral depois de um café da manhã realizado num hotel perto da Elevatória Parafuso da CEDAE, situada no canteiro central da Av. Atlântica, defronte a Rua Alm. Gonçalves, desafiou o presidente da CEDAE, Wagner Victer a acabar com o cheiro ruim que exala daquela estação no Posto 5, em Copacabana.

Por essa elevatória passa todo o esgoto da zona sul que em seguida passa por mais uma elevatória, a Paula Azevedo, situado na Rua Francisco Sá, e em seguida vai para o emissário submarino de Ipanema.

O governador reclamou que o mau cheiro já o incomodava quando jogava bola na praia de Copacabana, há 30 anos atrás.

A CEDAE, então chegou a anunciar que iria abrir em fevereiro de 2008 uma licitação para contratar empresa de engenharia para acabar com o desconforto gerado pelos gases até dezembro de 2008.

O presidente da CEDAE disse à época que a operação de captação dos gases é simples e não seria tão dispendiosa aos cofres públicos.

No final do ano passado a Sociedade Amigos de Copacabana cobrou a promessa feita pelo presidente da CEDAE.

Para a nossa surpresa, a Sociedade Amigos de Copacabana recebeu na tarde do dia 12/01/09, um telefonema do presidente da CEDAE, Wagner Victer, convidando-nos para um café da manhã no dia 13/01/09 no Windsor Miramar Palace Hotel, onde foi assinado o contrato para início das obras de reforma e instalação de equipamentos para eliminação dos odores da elevatória de esgotos de Parafuso, na Av. Atlântica.

No mês de março de 2009, foi finalmente iniciada a referida obra que foi inaugurada no dia 28/08/2009.

Essa era uma reivindicação antiga nossa, que agora finalmente foi realizada.

Vejam as fotos de como era a Elevatória Parafuso na Av. Atlântica antes da reforma:

http://www.flickr.com/photos/30313256@N02/3221112764

http://www.flickr.com/photos/30313256@N02/3221112766/in/photostream

http://www.flickr.com/photos/30313256@N02/3221112770/in/photostream

ANTIGA ILUMINAÇÃO DA AV. ATLÂNTICA, CONHECIDA COMO O "COLAR DE PÉROLAS" CONTINUA ABANDONADA E AGUARDANDO O SEU TOMBAMENTO!

Na década de 30, com a reforma da Av. Atlântica, essa importante via do bairro de Copacabana recebeu um novo sistema de iluminação que devido a sua luminescência a noite logo ficou conhecido pela população como o “colar de pérolas”.

Mas esse colar de pérolas, ao que parece encontra-se “depenado”, pois em vistoria realizada pela Sociedade Amigos de Copacabana verificamos que os postes de iluminação estão em mal estado de conservação. Dos 64 postes existentes, da Rua Francisco Otaviano à Av. Princesa Isabel, pelo menos 12 estão quebrados e sem suas cúpulas. Outros tantos não estão funcionando por falta de manutenção.

Além disso, verificamos também que há trechos onde os postes simplesmente sumiram, como entre as ruas Santa Clara e Figueiredo Magalhães, e entre as Ruas Ronald de Carvalho e Belfort Roxo. Esses postes são um verdadeiro patrimônio artístico-cultural do bairro de Copacabana e como tal, merecem ser preservados e conservados.

Portanto, solicitamos a época que a RIOLUZ fizesse a sua manutenção e solicitamos também a então Secretaria Extraordinária de Promoção, Defesa, Desenvolvimento e Revitalização do Patrimônio e da Memória Histórico-Cultural da Cidade do Rio de Janeiro (SEDREPACH) que providencie o seu tombamento e preservação.

Segundo informações a época da SEDREPACH, a nossa solicitação foi enviada a Conselho Municipal de Tombamento para analise, mas até o presente momento nada aconteceu e o patrimônio histórico do bairro esta apodrecendo a olhos vistos. Atualmente esse assunto esta sendo conduzido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSERVA).

SOCIEDADE AMIGOS DE COPACABANA SOLICITA O RETORNO DA POLICIA MILITAR PARA O TRÂNSITO!

A Sociedade Amigos de Copacabana já algum tempo que vem solicitando ao Governo do Estado o retorno da Policia Militar no patrulhamento do trânsito de Copacabana. Tal pedido se deve a vários fatores:

O  deles é o pequeno efetivo de guardas municipais atuando no trânsito. O efetivo atual da GM tem sido pequeno diante da demanda. Só o 19ºBPM (Copacabana) tinha anteriormente 40 PMs atuando no trânsito.

O  fator é a escala de horários. Os GMs por volta das 12h todos saem para almoçar sem que ninguém os cubra. A GM também sai das ruas às 17h. Portanto, nos horários do rush o trânsito no bairro fica completamente desguarnecido.

O fator é a segurança. O GM de trânsito trabalha desarmado e não é autoridade policial. Portanto, não pode revistar suspeitos, solicitar documentos e realizar blitz.

Face a todos esses fatores acima, solicitamos ao Governador Sergio Cabral que determine o retorno da PM ao trânsito para trabalhar em regime de cooperação com a GM fiscalizando as questões de trânsito no que tange à segurança pública, deixando para a GM a responsabilidade pela circulação viária.


Copyright ©2001 Sociedade Amigos de Copacabana.

WebSite desenvolvido pela HMG Criações Ilimitadas ltda

"Todos os direitos reservados"

     

Copyright ©2001 Sociedade Amigos de Copacabana.

WebSite desenvolvido pela HMG Criações Ilimitadas ltda

"Todos os direitos reservados"